Resenha || A Garota-Corvo - Erik Axl Sund

Editora: Companhia das Letras
Páginas: 584
Ano: 2017
*Recebido em parceria com a Editora
Tudo começa em um parque da cidade de Estocolmo, onde o corpo de um menino é encontrado. A detetive superintendente Jeanette Kihlberg lidera a investigação, lutando contra um promotor apático e uma força policial burocrática que não quer dedicar recursos para resolver o assassinato de uma criança imigrante. Todavia, com a descoberta dos cadáveres mutilados de mais duas crianças, fica claro que um serial killer está à solta. Kihlberg procura a psicóloga Sofia Zetterlund, uma especialista em recuperar crianças que sofreram violência, e as vidas das duas mulheres se entrelaçam de forma quase instantânea profissional e pessoalmente. À medida que se aproximam da verdade sobre os assassinatos, as duas vão aos poucos perceber que os crimes escondem um mal subterrâneo que parece abraçar toda sociedade sueca. Na veia da série Millenium, A Garota-Corvo é um thriller sombrio e de tirar o fôlego, e uma investigação dos recantos mais sombrios da mente humana
 

Esse foi mais um livro recebido de cortesia com a Editora Companhia das letras de surpresa, mas que é totalmente nosso gênero de leitura.. Então teve até um debate sobre quem iria ler primeiro..kkk

Eu Ganhei! Então vamos lá:

Essa história é daquelas bem marcantes. Com muito suspense, crimes estranhos e completamente perturbadora! 

A história já começa com um relato bizarro sobre um local, um crime e um menino encontrado mumificado com altos índices de tortura e aí conhecemos Jeannette a investigadora do caso e uma personagem marcante pela sua personalidade e modo de agir profissionalmente e etc; porém nem sempre vista como deveria devido a ser "apenas uma mulher", mas que mesmo assim se impõe muitas vezes e mostra a que veio. Também acompanhamos o seu dia a dia como pessoa, esposa e tudo mais. Ela tem um marido que digamos, não é muito colaborativo.

Além dessa personagem incrível, temos a psicóloga Sofia, que auxilia a detetive nos casos que se seguem que envolvem não apenas crianças, e sim meninos; e esses crimes vão se tornando cada vez mais "comum" e isso acaba unindo Jeannette e Sofia na busca por respostas e pelo responsável pelos crimes horrendos. O que esses meninos tem em comum? São imigrantes, não são importantes, são como se não existissem. Eles não tem passado ou presente, nem mesmo identidade e sempre são assassinados com os mais cruéis atos de crueldade. E cadê que existe pistas, testemunhas ou algo que leve a algum lugar? Sempre parece um beco sem saída". Mas ambas são persistentes e muito dedicadas naquilo que atuam.

Sofia é uma personagem incrível também, seu trabalho envolve a recuperação de crianças que sofreram algum tipo de trauma ou abuso grave. Além de dar consultas em presídios e acreditar que mesmo os réus confessos e culpados, precisam de certa maneira serem compreendidos e com isso ela desenvolve suas próprias teses, onde entram a percepção se os mesmos são psicopatas conscientes ou não dos atos absurdos que cometem e claro no meio disso ela é uma mulher, um ser humano que lida com seus próprios sentimentos e fim de um relacionamento.

São mulheres fortes diante a todo horror que elas vivenciam no dia a dia, vendo o pior lado do ser humano e mesmo assim mantendo-se firmes e seguindo em frente na busca por fazerem a diferença. São realmente impressionantes e críveis! São extremamente dedicadas e muito profissionais e ambas tem longa data de dedicação ao que fazem.

Com uma narrativa em terceira pessoa temos uma visão geral tal qual o autor nos apresenta e com isso podemos traçar melhor o quadro apresentado e diversos personagens que entram nessa história, como peças fundamentais para um desenrolar que me deixou de cabelos em pé, tais como os pacientes da Dra Sofia, entre outros.

Se o enredo é bom?! 
Simplesmente perfeito com um misto alucinante de terror psicológico!

11 comentários:

  1. Esse livro me chamou atenção pelo jeito da história, gosto de umas coisas assim. Parece que deixa a gente super envolvido e satisfeito ao descobrir as coisas, com aquela curiosidade boa pra fazer a leitura voar. As personagens também ajudam por serem mulheres fortes e ter todo esse tom legal de realidade na história. Passam por horrores que a gente consegue vê e achei isso bem interessante. Fica bom de ler quando é assim.
    Gostaria de conferir.

    ResponderExcluir

  2. Na verdade gosto muito de thrilers do tipo, onde é abordado o lado psicológico do meliante e onde tem muita tensão e mistério em torno de quem anda cometendo os crimes.
    Bom que podemos nos envolver totalmente na leitura, não tem coisa melhor, principalmente porque ficamos acompanhando cada detalhe para poder descobrir tudo.
    Claro que quero conferir.
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá não gosto muito deste gênero de livro,achei está histórica bem forte e sinistra acho que não leria este livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Nossa só essa capa é maravilhosa, fiquei morrendo de inveja por que adoro livros de terror psicológico!! Sem dúvida vou amar esse estória!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adoro terror psicológico e gostei muito da premissa desse livro!
    Gosto quando tem personagens mulheres fortes e de mistérios!
    Dica super anotada (:
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá !
    Faz tempo que não leio um livro tão forte como esses, essas livros exigem um preparamento psicológico antes de le-los hahaha..

    A premissa é bem intensa e pertubadora .. Adorei !!


    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Um gênero de suspense, misterio e investigação criminal, com certeza uns dos gênero que gosto bastante. A trama do livro realmente me encantou e também me deixou curiosa pelo misterio que foram assasinado os meninos e porque disso. Já até foi pra minha lista de leitura. Uma premissa otima e bem interessante e ao mesmo tempo pertubadora!

    ResponderExcluir
  8. amo esses tipos de suspenses. Já foi pra minha lista , ótima resenha 👏👏👏

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha visto esse livro, mas nunca tinha dado muita atenção a ele. A história realmente parece ser bem interessante, e gostei de saber que o enredo é perfeito. Fiquei bem curiosa pra saber mais desses crimes (realmente bem estranhos) que estão acontecendo. Fiquei com vontade de ler esse livro sim, e espero gostar dele também :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, a história realmente começa de um jeito bem bizarro, mas me deixou muito curiosa pra conhecer melhor esse livro. Gostei de saber que o enredo é tão bom assim, e realmente parece ser muito bom! Esse é um livro que se eu visse na livraria, não daria muita atenção a ele, mas gostei muito de conhece-lo, e fiquei com bastante vontade de ler. Adorei a dica!
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  11. Oi, nunca li nada do gênero, talvez por um pouco de preconceito com certos filmes, também não curto ler crimes muito fortes, sei lá me sinto mal.

    ResponderExcluir