Resenha - O Oposto de Todo Mundo - Joshilyn Jackson

10.5.17

Editora: HarperCollins
Páginas: 304
Ano: 2016
Onde Comprar: Amazon
*Recebido em parceria com a Editora
Nascida em Alabama, Paula Vauss passou a primeira década de sua vida ao lado de sua mãe nada convencional, Kai, uma contadora de histórias itinerante com um gosto por mitologia hindu e pela tradição oral do sul dos Estados Unidos. Mas tudo, inclusive o nome de nascença de Paula, Kali Jai, mudou quando sua mãe contou uma nova história que a levou para prisão e fez com que Paula entrasse no sistema de adoção. Separadas, cada qual com seus segredos, o laço entre as duas foi completamente destruído.
Paula se reinventou ao longo dos anos e se tornou uma advogada linha dura com um escritório de sucesso em Atlanta. Ela não vê sua mãe há 15 anos, apesar de seu carma ainda cobrá-la pelas aventuras que vivia com sua mãe na infância. Até que um dia, Paula recebe uma mensagem misteriosa de sua mãe.
Não o suficiente, o maior segredo de Kai chega até a porta de Paula: uma irmã mais nova. Desesperada para encontrar sua mãe antes que seja tarde demais, Paula parte em uma jornada de redescoberta que a levará de volta ao passado. Com a ajuda de seu ex-namorado, Birdwine, um detetive particular emocionalmente volátil, essa mulher brilhante deve descobrir como unir sua família.
A trama é narrada em primeira pessoa pela protagonista, Paula, uma advogada de divórcio que teve uma infância complicada. O primeiro parágrafo do livro demonstra a sua inusitada origem.
"Nasci azul. Se minha mãe não tivesse me empurrado para fora tão rápido quanto uma gata, eu teria nascido morta e ainda mais azul; o cordão umbilical estava firmemente enrolado em volta do meu pescoço. Ela olhou para meus pequeninos lábios azuis, meus dedinhos dos pés e das mãos azuis, e me batizou em homenagem a Kali. Kali Jai."
Nascida no Alabama, em uma comunidade conservadora, sua vida muda no instante que sua custódia foi para os avós.
"Quando nasci, minha mãe estava na metade de uma pena de seis meses num centro de detenção para jovens delinquentes por furto em loja e posse de drogas. Ela teve 36 horas para ficar comigo no hospital antes que o Estado a levasse para acabar de cumprir sua sentença. Meus avós — um casal rígido e infeliz — obtiveram a custódia temporária."
A juventude de Paula não foi fácil, passando por alguns lugares e lidando com uma mãe que constantemente trocava de namorado. Além disso, a dinâmica das duas nunca foi fácil. Existe um ressentimento velado, um segredo que Paula não explica sua origem, mas que fica claro.
Os anos se passam e Paula se torna uma advogada de divórcios, tornando-se sócia de Nick Cartwright e Catherine Willoughby Doyle, primos da alta aristocracia. A vida pessoal dela é complicada. Ela tem um "não relacionamento com Zach Birdwine, um investigador particular, um alcoólatra que é ótimo no que faz.
"— Você pensou que eu queria uma autópsia da relação?
— Sim. O que eu deveria ter pensado? — perguntou ele.
Irônico, realmente. Ele tinha terminado o caso porque nós “não conseguíamos conversar”, mas nessa semana tinha ignorado todas as tentativas de contato, pensando que eu queria sentar em almofadas no chão e acender incensos com aroma de amizade e processar nosso rompimento enquanto tomávamos uma xícara de oolong orgânico. Isso da parte do cara que era tão fechado que, quando me descartou, fui pega desprevenida; não sabia que éramos oficialmente um casal."
Paula está trabalhando no caso de divórcio de  Daphne Skopes e Bryan Skopes, com a ajuda do relutante Zach Birdwine. 
"Esse era um tipo de pergunta que eu não fazia mais; eu era uma advogada especializada em divórcios e, como tal, sabia que nunca deveria perguntar quando não queria a resposta. Sem dúvida, essa resposta era mutável, dependendo de quem contava minha história. A maioria dos clientes afirmaria que eu era o epítome da bondade, muito obrigada, enquanto as respostas de seus ex seriam todas impublicáveis. Meus amigos e sócios gostavam bastante de mim, mas minha própria mãe mudara sua resposta muito tempo atrás."
Esse é o seu cotidiano: descobrir os podres do cliente do lado adversário e usá-los como vantagem para o seu cliente. É um trabalho em que ela é realmente boa e que a ajuda a pagar mensalmente sua mãe.   
"Eu lhe mandava um cheque no dia 15 de todo mês, tanto um ritual como a minha única forma de comunicação com minha mãe havia uma década e meia.Era minha maneira de perguntar: Já estamos quites?Sacá-lo era sua resposta: Você ainda me deve. "
Mais de quinze anos sem comunicação entre as duas, apenas um envelope trocado mensalmente. Isso muda quando Paula recebe uma resposta da mãe.
"Não, obrigada. Tenho dinheiro suficiente para durar pelo resto de minha vida.  Isso foi uma piada. O câncer se espalhou por toda parte antes que eu o percebesse, portanto, “o resto” será muito curto. Semanas, se eu tiver sorte. Vou partir numa viagem, Kali. Vou retornar ao meu começo: a morte não é o fim. Você será o fim. Vamos nos encontrar novamente e haverá novas histórias. Você sabe como o carma funciona."
A notícia é devastadora para Paula. Apesar do silêncio entre as duas, saber que a mãe está doente a deixa profundamente abalada. E ao procurar por mais informações, uma nova notícia irá girar seu mundo.

"O oposto de todo mundo" é uma história de auto-descobrimento, uma jornada pela própria vida que faz com que o leitor reflita junto com a protagonista.
Os personagens são memoráveis, carismáticos e cheios de manias. A escrita de Joshilyn Jackson é viciante e empolgante. 
Uma obra que sem dúvida fará o leitor repensar sobre a sua própria vida.

15 comentários

  1. Ainda não conhecia esse livro, e lendo a sinopse já havia me interessado pela leitura, no entanto após ler sua resenha fiquei ainda mais encantada por essa obra. Primeiro por retratar uma estória de auto descobrimento, pois a personagem após muitos anos sem contato com a mãe acaba por reencontra-la, e se redescobre, imagino que toda essa aventura vai fazer o leitor refletir de diversas maneiras.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Sua resenha me deixou com bastante vontade de conferir esse livro, eu ainda não tinha ouvido nada sobre essa autora, mas pelo que você disse a escrita dela é muito boa, adoro mistérios e relacionamentos entre pais e filhos, o que parece não vai faltar nesse enredo... dica anotada.

    ResponderExcluir
  3. O primeiro quote é bem diferente e todos os quotes que você incluiu na resenha são muito interessantes. Não conhecia o livro e apesar dessa ser a primeira resenha que leio dele já fiquei interessada e além do mais histórias que nos levam a reflexão são sempre bem vindas. ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Deve mesmo ser um livro reflexivo e em alguns aspectos me identifiquei com a protagonista, porque meu relacionamento com mainha foi complicado durante a adolescência e apenas depois que casei, compreendi o que é ser mãe e tudo melhorou. E ainda o fato de morar distante dela e ela estar doente, é outro ponto que me liga a protagonista e gostaria de ler o livro.
    “A sabedoria dos homens é proporcional não à sua experiência mas à sua capacidade de adquirir experiência.” (George Bernard Shaw)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Acho legal livros com um tema jurídico, coisas com advogados e todo esse mundo da justiça e por isso achei interessante a história. Mesmo que não mostre muito desse mundo é um detalhe que me chama atenção. Mas também me chamou atenção pela vida familiar dela. Essa procura pela mãe que não vê há tanto tempo e o auto-descobrimento deve ser bem interessante de acompanhar. Pode ensinar algumas boas lições e tudo isso torna o livro marcante, interessante mesmo. Gostei dele.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia este livro apesar de não ser um tipo de leitura frequente pra mim parece ser uma história bem interessante.bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não tinha visto esse livro, mas quando vi ele esse titulo logo me chamou atenção e lendo a resenha a historia logo me deixou bem curiosa, achei interessante todo esse enrendo e principalmente como essa historia parece nos fazer refletir ao longo das paginas, se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  8. Essa história em um certo deferencial que me chamou a atenção.
    Fiquei bastante curiosa pra conhecer um pouco mais da história da principal, sobre a mãe na prisão, a descoberta dessa nova irmã...
    A premissa da obra é bem interessante! E parece ser uma leitura agradável.
    Espero conferir essa jornada em breve, já vou colocar na minha listinha de leituras.
    Achei curiosa essa capa!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  9. Deve ser uma leitura e tanto depois que a protagonista tinha passado por tanta coisa no passado e agora mexer ainda, gostei da história e acho que pode prender bem o leitor.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  10. Sem sombra de dúvidas uma história que mexe com a gente. Esse negócio de desentendimentos que levam a um distanciamento desse tamanho, não levam a nada e na maioria das vezes, fere de forma quase irreversível as pessoas.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Essa historia e bem interessante, com certeza merece ser lida, uma coisa que me deixou triste foi a relação entre a mãe e a filha, deveria ter algo ali de amor familia, acho que faltava nisso, não sei se com decorre da historia demostrará!

    ResponderExcluir
  12. Olá ;)
    A premissa do livro parece ser bem interessante, e pelos quotes da pra ver que vou gostar bastante!
    A HarperCollins está trazendo pra cá uns livros bem legais!
    Espero poder ler o livro em breve, obrigada pela dica ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Amo livros com esse dom de nos fazer questionar nossas mais secretas sensações e nos fazer pensar fora da caixa que vivemos! O livro tem um nome curioso, que instiga desde o seu conteúdo até a capa. Com certeza vai para minha lista imensa de desejos!

    ResponderExcluir
  14. A resenha ficou linda! Mas não sou muito chegada a esse tipo de drama pessoal, para quem gosta porem, parece ser um excelente livro.

    ResponderExcluir
  15. É a primeira vez que leio alguma resenha sobre essa história, achei bem bacana a premissa e sem dúvida quero muito ler.
    Bjos

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por