Resenha - O Nazista e o Psiquiatra - Jack El-hai

Editora: Planeta
Páginas: 320
Ano: 2016
Onde Comprar: Americanas / Amazon / Submarino
*Recebido em parceria com a Editora
“Kelley seguiu os nazistas para o presídio de Nuremberg. Suas novas ordens eram avaliar a saúde mental dos vinte e dois homens de maior escalão para se defrontar com a Justiça no julgamento vindouro. Suas experiências com os nazistas em Mondorf, e com Göring em particular, continuavam a fazer com que seus pensamentos fossem muito além das preocupações de seus deveres de oficial. Haveria uma falha mental comum a todos aqueles prisioneiros? Eles compartilhariam de um distúrbio psiquiátrico que os fizera participar das monstruosas ações do Terceiro Reich? Trabalhar entre aqueles alemães fez com que Kelley ficasse pensando se ele conseguiria responder às perguntas prementes que ocupavam seu cérebro. Talvez seu estudo científico das mentes daqueles homens pudesse identificar um fator significativo que seria útil para a prevenção da ascensão de um futuro regime nazista semelhante.
A necessidade era urgente. Sem sanção oficial, Kelley estava desenvolvendo um plano para explorar os recantos psicológicos do cérebro dos líderes nazistas prisioneiros.”"
Bom dia, sou a Daniela e hoje vim falar de um livro pouco "convencial", ou seja, quase não vejo resenhas de livros assim por aí (falando de mim). Então quis compartilhar minha leitura com vocês. Sou convidada aqui no blog e espero que gostem das minhas impressões.

Sabe aquelas histórias que te chocam, tocam e te faz refletir? Assim é O Nazista e o Psiquiatra.
O Dr. Kelley aceitou fazer um estudo com os prisioneiros de Nuremberg, avaliando a saúde mental de alguns homens que eram do alto escalão e cometeram crimes horrendos durante a segunda guerra.
Pensem comigo, em homens que cometeram todo tipo de atrocidade e não pagaram ainda por isso, estão de certa forma em stand-by aguardando julgamento, pegando sol, comendo e desfrutando de uma certa calmaria e rotina "simpática", por assim dizer.

Muitas questões sérias e reflexivas se encontram nas linhas deste livro escrito por Jack El-hai, pois afinal uma delas, é como uma pessoa pode ser boa com animais, plantas e etc.. e ser um monstro com outros seres humanos? A troco de que? Qual motivo? Tem uma lógica, alguma explicação ou algo que justifique? Não entrarei em minha opinião pessoal, mas deixo aqui registrado que acredito que independe do que você aí do outro lado dessa tela pense.. Nada justificaria coisas que li nesse livro.
Não para mim, não no meu mundo! Mas mesmo assim, elas aconteceram!

O que lemos Em O Nazista e o Psiquiatra são relatos e fatos colhidos de guardas, presos, cartas e entrevistas e de minuciosas análises por parte de Kelley e sua equipe.

A descoberta principal que pode ou não chocar é que esses vinte e dois prisioneiros que Kelley foi "estudar" não eram doentes psiquiátricos e para isso usou métodos bastante convincentes para chegar a essa conclusão.

Muitos aí devem estar pensando: Nossa! Que assunto pesado! Mas faz parte da nossa história e para mim uma leitura obrigatória. Não é um livro completo como alguns outros que eu li no tema, mas traz um vislumbre bem único sobre o assunto e nos faz interessar por mais coisas sobre o tema em questão.. Que vai além de Guerra... e sim levanta aspectos sobre a psiquiatria, sobre o envolvimento de seres humanos em atos de atrocidade que em muitos casos questionamos se isso pode partir de alguém em sã consciência ou essa pessoa "não regula bem" ou seria uma pessoa ruim? A maldade existe de tamanha maneira?

Essa não é uma visão que fala da parte das pessoas que sofreram as atrocidades, daqueles que perderam seus entes queridos, ou viram de fora.. e sim a visão daqueles que cometeram os crimes.. Dos monstros da história da humanidade!

14 comentários:

  1. Olá Daniela ;)
    Adoro livros e filmes sobre a 2 Guerra. E concordo demais com você, que se faz parte da nossa história é leitura obrigatória.
    Me interessei pelo livro, porque sempre é bom sabermos os dois lados da história.
    Obrigada pela dica ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Daniela, também não vejo muitos livros nesse aspecto sendo resenhados e realmente pensei que o assunto é pesado, o que não deixa de ser verdade, mas também concordo com você que é real, faz parte da história e merece ser lido. Achei a resenha super interessante e gostei muito da dica que você compartilhou conosco ;)

    ResponderExcluir
  3. Assunto pesado ou não esse tipo de livro me chama atenção. Nesses tempos, essas coisas de Nazistas e troços assim me dá vontade de ler porque tem cada coisa horrorosa, mas que é importante pra gente saber, ver como existiu um período sombrio na nossa história e tudo que envolveu...
    Não conhecia esse livro. Ele parece uma ótima dica e com certeza leria se tivesse oportunidade.

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!
    Ah não sei se leria porque esse tema é bem pesado e triste não é uma leitura que estou muito adaptada e preparada para ler vou passar a dica dessa vez.
    Até mais!!!!

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro bem chocante mesmo. Um leitura e tanto!!!
    Fiquei curiosa para ler as analises do Kelley em relação aos pacientes.
    Tenho um certo interesse nesses temas, dessa época, nas histórias dos nazistas e ainda mais nesse povo que mereceu sofrer e tal.
    Não conhecia a obra ainda e sua resenha me deixou interessada!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Olá! Deve ser um livro interessante... gosto da temática de guerra, ainda mais quando baseada em histórias reais, acho que ajuda a entender melhor esses conflitos, concordo com você que deve ser leitura obrigatória, apesar de ter um enredo pesado e denso, vou anotar a dica.

    ResponderExcluir
  7. Olá Daniela realmente é difícil ler resenhas deste tipo de livro confesso que não tenho o costume de ler mais gostei bastante da sua resenha realmente um assunto bastante complexo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Livro super interessante, é sempre bom sair da zona de conforto e conhece história do passado, sobre as guerras e sempre legal isso. Aliás a história por ser bem interessante e da forma passada você sempre fica refletido sobre tudo que está escrito nele, gostei bastante dele porém não sei se leria mas em algum futuro breve!

    ResponderExcluir
  9. Oi Daniela, realmente ainda não tinha lido nenhuma resena desse livro. E olha, fiquei bem curiosa, principalmente por nele termos uma visão mais de perto da personalidade dos "vilões".
    A resenha ficou ótima , parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Talvez essa atrocidade não tenho acontecido na guerra do nazismo, mas isso aconteceu até no seculo vinte e um, onde psiquiatras atendiam de forma absurda pessoas consideradas loucas, ao anormais ao convívio de nossa sociedade. Desde que vi sobre esse livro, dentre os lançamentos fiquei interessada na leitura, pois quero entender melhor o que aconteceu nessa época, através dos relatos de quem presenciou tal barbaria.

    ResponderExcluir
  11. Olá, confesso que não me interesso por essa leitura, mas deve ser bem interessante para quem está procurando algo desse gênero ou gosta de ambientações assim. Seus comentários ficaram ótimos. Sobre os assuntos psicológicos deve ser bem interessante. Parabéns pela leitura!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Geralmente não leio livros com esse tema, mas ultimamente vi alguns livros livros que falam sobre a segunda guerra mundial que me deixou interessada, ainda não conhecia esse livro, mas acho interessante essa questão psicológica, se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  13. Daniela!
    Gosto muito de livros que falam sobre a segunda guerra, justamente porque mostra uma realidade atroz que nós não vivemos, ainda bem. E podemos aprender muito com toda maldade apresentada naquela época.
    Fiquei ainda mais interessada pelo livro, por ser um compêndio de cartas, entrevistas e conversas com pessoas que participaram ativamente dessa época, portanto, são relatos baseados na realidade.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Daniela!!
    Realmente nunca ouvi falar desse livro. Achei bem interessante a premissa do livro pois já vi vários livros falando sobre o ponto de vista dos sobreviventes do holocausto mas nunca vi nenhum livro que tenha o tema falando sobre os guardas ou das pessoas responsáveis por matarem tantas pessoas!! Achei super interessante e gostaria muito de saber o que levou essas pessoas a fazer atrocidades com tanta gente.
    Bjoss

    ResponderExcluir