Resenha - O Impostor - Amor e Mentiras #3 - 3 Tarryn Fisher

Editora: Faro Editorial
Páginas: 272
Ano: 2016
Onde Compras: Americanas / Amazon / Submarino
Americanas com oferta a partir de R$:9,00 clica no link e garanta o seu livro.
*Recebido em parceria com a Editora
Uma série sobre amor muito realista, na qual não existem mocinhos, capaz de surpreender a cada nova página. Caleb Drake nunca esqueceu seu grande amor. Nem depois de se casar com Leah ou mesmo quando Olivia se casou com outro. Num momento em que a vida de todos parece entrar num turbilhão de mudanças, ele sente que precisa tomar uma decisão. Talvez a mais importante da sua vida. Caleb tem algumas certezas, mas, agora, há muito mais em jogo. Qualquer caminho que escolha trará graves consequências. Então ele descobre que, para seguir seus instintos, o preço pode ser insuportavelmente alto.


"O impostor" é narrado em primeira pessoa por Caleb Drake, o alvo de disputa e intrigas entre Olivia e Leah por quase uma década. Da mesma forma como os livros anteriores, essa obra também alterna entre passado e presente. 

Tudo começa com Caleb se lamentando, chafurdando no sofrimento por não estar com a Olivia.

"Olivia pertence a mim. Ela sempre foi minha e sempre será. Seguimos rumos diferentes nos últimos dez anos, mas nossos caminhos sempre se cruzam. Algumas vezes isso acontece porque procuramos um pelo outro; outras vezes, por obra do destino". (p. 07) 
Caleb finalmente divorcia-se de Leah, mas como podemos imaginar, ela não deixará que ele saia facilmente do relacionamento e começa a prejudicar sua vida, com alegações que podem mudar todo o futuro de Caleb. Tentando manter uma distância dessa dinâmica retorcida dele e de Leah, Caleb decide aceitar um emprego em Londres, mas antes de se mudar, ele reencontra Olivia.

Olivia é uma advogada de sucesso que está trabalhando em um caso que tem o destaque da mídia e que tem como réu um homem assustador. Durante esse reencontro, Olivia comenta que está casada com Noah, mas Caleb percebe que o casamento está com problemas e decide que essa é a hora para ele tentar reconquistá-la.
"O olhar dela se detém em Noah. A intimidade que noto entre os dois me enche de ciúme. E de raiva". (p. 20) 
Ele começa a se inserir na vida do casal e a tentar causar problemas, provocando Olivia com o passado e esfregando na cara dela situações dolorosas. Caleb acredita que provocá-la irá fazer com que Olivia volte para os seus braços. 

Em “O Impostor” finalmente vemos que Caleb não tem nada de príncipe encantado. Ao contrário do que as duas protagonistas da trilogia acreditam, Caleb tem uma personalidade passivo agressiva, onde ele usa o medo das pessoas para controlá-las. Ele fez isso com Olivia e com Leah e quando não conseguia o que queria, causava situações problemáticas. 

Acredito que grande parte do amor de Caleb pela Olivia se dá exatamente pelo fato de que ele nunca conseguiu controlá-la e isso se tornou um desafio, enquanto que Leah, na ânsia de ter alguém que realmente a amasse, cedeu a todas as vontades de Caleb, o que deixou o protagonista entediado logo de cara no relacionamento dos dois.

Essa trilogia traz aos leitores uma dinâmica nada saudável de relacionamentos, mas que como leitura é simplesmente viciante, pois a cada página que viramos, vemos situações cada vez mais inacreditáveis.

De todos os protagonistas, Olivia é a que mais amadureceu durante os anos. Ela passou de uma jovem insegura e sem amor próprio, para alguém que confia em suas próprias habilidades e que se valoriza, além de ter se tornado uma advogada requisitada, que conquistou tudo por méritos próprios.
"Competir por ela é bom. Sem dúvida Noah nunca mentiu para Olivia, nem a magoou, nem se casou com outra mulher para feri-la. Mas ela é minha, e dessa vez não desistirei dela sem lutar". (p. 113) 
 

14 comentários:

  1. Olá ;)
    Estava querendo muito ler a trilogia, mas esse livro me desanimou.
    Acho que não vou gostar muito do Caleb pelo visto...Não gosto muito desses livros que mostram esse tipo de relacionamento nada saudável.
    Mas pelo menos a protagonista amadurece!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Esse com certeza não é um romance fofinho e nem sei porque essas mulheres brigam pelo tal Caleb que com essa personalidade passivo agressiva que você citou me deixa intrigada pra saber como a autora desenvolve essa história. Dica anotada e quem sabe mais a frente eu embarque na história ;)

    ResponderExcluir
  3. Esses relacionamentos nada saudáveis é uma realidade bem atual mesmo!
    Por isso estou bem curiosa pra ler essa série.
    Acredito que a autora tenha conseguido dar um desfecho bacana a essa história né?
    Parece ser uma leitura bastante envolvente. Que prende total o leitor.
    Espero ler em breve e poder conhecer a história desse triângulo nada convencional.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Este foi o melhor dos três em minha opinião neste livro simpatizei muito com Caleb e concordo com você Olívia amadureceu muito,mas gostei muito da história apesar de ser um relacionamento um pouco conturbado torci muito pelo amor deles e o final me agradou bastante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Acho que a grande graça dessas histórias é a capacidade de quebrar nossas ideias românticas com personagens masculinos que são príncipes encantados e coisas assim mesmo. Achei legal como mostra esses relacionamentos nada saudáveis e como a manipulação está presente neles. Não tem muitos sentimentos bons aí não...
    Isso é o que torna interessante. Uma das coisas que me chamam atenção no livros e me faz ter vontade de ler algum dia. É amargor que não acaba mais...

    ResponderExcluir
  6. Acho que por mais que seja um daqueles romance que faz com que o leitor queira mais a autora mostra os altos e baixos dos protagonistas.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Finalmente descobrimos o que estava acontecendo dentro da mente do Caleb. Por que ele se apaixonou por Olivia? Por que ele foi embora? Por que ele desperdiçou esses anos? O que o magoou ? O que o fez amar? O que o levou a tomar certas decisões? As perguntas são respondidas, as coisas ficam mais claras... eu ri, chorei, ri, chorei de novo, e no final não sabia o que estava sentindo, a escrita da autora é brilhante. E o mais importante é que vemos a verdadeira profundidade de quão completamente Caleb ama Olivia.

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    É bem interessante ler livros com os pensamentos e ver os lados do personagem masculino, a única coisa que não gostei foi a forma de ele querer controlar, domá-la a personagem e também haver triângulo amoroso acho isso meio chato, mas a história é bem interessante é algo diferente !

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Achei interessante o rumo que a historia toma, gostei de temos um crescimento da Olivia ao longo do livro, espero que tenhamos uma personagem determinadas e forte que não cai no jogo do Caleb, e achei bem interessante como a autora mostra o personagem como ele realmente é, mostrando vários lados da historia !!

    ResponderExcluir
  10. Também achei tudo isso do Caleb, mas você resumiu bem a história quando disse que apesar de nada saudável, ela é viciante. É um romance que sempre indico quando as pessoas querem ler algo que foge dos clichés.

    ResponderExcluir
  11. Tenho essa trilogia, mas só pretendo iniciar a leitura no ano que vem, pelo fato de ter muitos livros parados na estante que quero ler primeiro. No entanto e possível notar o quanto esta leitura e viciante, e envolvente, mesmo que se trate de um relacionamento nada saudável, no qual vamos nos deparar com situações complicadas. Fiquei feliz em saber que pelo menos uma das protagonista vai amadurecer no decorrer do desenvolvimento da trama.

    ResponderExcluir
  12. Confesso que triângulos amorosos não me chamam mais muito a atenção. Mas quando conheci essa trilogia, fiquei imensamente curiosa com ela pelo fato de trazer um enredo "real", mostrando o pior lado das pessoas e até onde são capazes de ir para conquistar aquilo que anseiam.

    ResponderExcluir
  13. Assim... gosto muito de livros escritos pela visão do protagonista masculino e que também mesclam passado e presente, mas não gosto de forma alguma de homens manipuladores e 'agressivos', que tentam fazer suas conquistaas através de 'jogos psicológicos' com as mulheres.
    Sei não se leria...
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Como já comentei não estou tão interessada em ler essa trilogia, então infelizmente vou passar essa indicação e quem sabe no futuro não leia essa indicação!!
    Bjoss

    ResponderExcluir