Resenha || Não Olhe para Trás - S.B. Hayes

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 322
*Da série livros que eu amei! - Momento Nostalgia*
Desde a infância, Sinead é compelida a cumprir uma promessa a seu manipulador irmão Patrick: a de que sempre seguirá os passos dele. Quando ele desaparece misteriosamente, ela então se vê obrigada a procurá-lo. As dicas que Patrick parece deixar sobre o seu paradeiro levam-na à Casa Benedict, um lugar onde o tempo não tem sentido — onde um segundo parece durar uma eternidade.
Lá, ela conhece James, que está em busca de respostas sobre o seu passado, e por quem se apaixona. Juntos, os dois descobrirão verdades terríveis que irão testá-los até o limite. Apesar de seu novo amor, Sinead permanece aflita por Patrick e acredita que ele, de alguma forma, seu irmão está por perto e a observa. E ela não conseguirá descansar até encontrá-lo.
"-Eu sempre vou estar ao seu lado, Sinead, você sabe disso, mas você nunca deve desistir de me achar.
-Por quê? Aonde você vai?
Patrick segura minha mão.
-Quando a gente estiver brincando, sua boba. Você vai seguir meus passos, não vai?
-Eu acho que sim.
Ele aperta minha mão e suas unhas cravam em minha palma cortada, o que enche meus olhos de lágrimas.
-Sinead, isto é importante. Você tem que me prometer."
Quando fiquei sabendo desse lançamento fiquei fascinada, pois já conhecia a escrita da autora e imaginei o que estaria por vir. Sem sombra de dúvidas esse foi ainda melhor do que o outro livro que eu li de S. B. Hayes e amei cada página escrita me surpreendendo mais uma vez com a capacidade da autora de imaginar e inovar arrastando os leitores para o fundo de mentes sombrias e segredos que podem se mostrar assustadores, além de acrescentar um “Q” sobrenatural a trama.

Em Não Olhe Para Trás seremos apresentados a Sinead e automaticamente a seu irmão Patrick, que apesar de conhecermos pelo ponto de vista de Sinead e de suas lembranças, conseguimos moldar pouco a pouco sua personalidade conturbada e seus traços marcantes.
Sinead não fica atrás com sua obsessão pelo tempo, sempre vivendo apressada de modo a acreditar que não lhe resta muito tempo de vida; sendo também uma pessoa com poucos amigos, um pouco grosseira e que se intitula “sem coração”.
"Não é irracional. O tempo é muito precioso. Será que sou a única capaz de perceber que ele está escapando de mim? Cada batida do coração é mais um segundo que passa, e é como a batida de um tambor, registrando cada momento da vida... principalmente os desperdiçados."
Sua mãe não lhe dá e nunca lhe deu muito crédito, sempre privilegiando Patrick, enquanto Sinead parece ter vivido para atender seus caprichos e cuidar dele quando ele se mete em enrascadas, isso mesmo sendo mais jovem que ele. Seus pais já não vivem mais juntos, e os irmãos possuem pouco contato com o pai que é médico e vive viajando.

Por imposição do pai, Patrick vai morar sozinho em um apartamento que possui uma história, pois o pai promete que se Patrick não assumir sua própria vida irá parar de banca-lo. Sendo assim, mesmo com distúrbio de personalidade, entre outras patologias, ele mora sozinho. E após estar sem dar notícias por um período, sua mãe e irmã começam a se preocupar. A mãe deles praticamente obriga Sinead a ir atrás do irmão e trazê-lo de volta, custe o que custar.
"Os problemas de Patrick eram meus também. E o problema que minha mãe mencionou de forma recatada era uma mistura nociva de vício, depressão e frequentes tentativas de autodestruição. Eu estava acostumada a juntar os pedaços da vida despedaçada de Patrick."
Na infância os irmãos compartilhavam um jogo de esconde-esconde, onde Sinead precisava seguir os passos de Patrick e em certo momento jurou ao seu irmão que “sempre” seguiria seus passos onde quer que ele fosse. Então quando seu irmão desaparece, Sinead se vê entre a promessa de seguir seus passos e o desejo de deixar ele para lá e viver uma vida “comum”, sendo que ela acredita que não possui muito tempo, e sente que necessita encontrar Patrick para que possa então seguir adiante; como uma despedida dos jogos de infância.

O que Sinead não esperava é que esse novo jogo fosse ser tão macabro e perigoso e que colocaria sua própria vida em perigo não só uma, mas várias vezes. Mesmo com a insistência de seu melhor amigo para que deixe tudo isso para lá, Sinead simplesmente não consegue e como se houvesse um ímã lhe puxando e lhe guiando a cada passo e simplesmente fosse seu destino seguir os passos de Patrick e terminar esse jogo descobrindo o que lhe aconteceu e quem sabe poder viver, finalmente.
"- As vezes, eu acho até que não tenho coração. Há um buraco em meu peito no lugar onde ele deveria estar e minha... missão é atravessar essa vida de forma frenética, tentando preencher o vazio."
Sinead acaba seguindo as pistas de Patrick e vai parar na Casa Benit, lá ela irá encontrar o amor de sua vida, uma razão para viver, respostas para o desaparecimento de Patrick assim como um mundo completamente escondido aos olhos daqueles que não foram convidados a adentrar.

Muitas surpresas aguardam Sinead em sua jornada repleta de suspense, romance, situações bizarras e inexplicáveis e personagens muito intrínsecos e peculiares. A cada página virada me vi louca de curiosidade e especulando o que estava por vir e só digo que fui surpreendida por um viciante desejo de quero mais.

James é meu personagem favorito nessa história e quem irá mudar tudo na vida de Sinead!
A irmã Catherine esconde segredos que não pode revelar, apenas quando Sinead estiver pronta e tiver cumprido o acordo em que fizeram. O melhor amigo de Sinead é fiel e dedicado, daqueles que podemos contar para sempre. Harry, amigo para vida toda.
Tem outros personagens na história, mas esses foram os mais marcantes a meu ver.
Espero que vocês leiam e gostem tanto quanto eu de Não Olhe para Trás.
Beijos.
"Quando alguém corresponde ao seu amor, o sentimento é tão maravilhoso que seu coração canta e tudo no mundo muda de cor... Você quer eternizar o momento. É isso que você merece e é isso que pode ter. Não desperdice isso. Agarre com as mãos, porque você nunca sabe o tempo que tem."
Eu simplesmente amei essa leitura e mais uma vez venho compartilhar com vocês algo que eu já publiquei no Skoob quando lançou e no CDT - espero que vocês, leitores do Mix Literário tenham gostado e ficado curiosos!

1 comentários:

  1. Karini!
    Gostei sim e fiquei mais do que curiosa por saber o que está por trás do sumiço do irmão e o que há nesse lugar onde ela encontrará o amor.
    É muito mistério, suspense e até uma pitada de thriller psicológico que bem gosto.
    “Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir