Resenha II Sem Vergonha - Sem Vergonha #1 - Julianna Costa

24.11.16

Editora: Universo dos Livros
Páginas: 368
Julianna Costa, autora de 23 noites de prazer e 4 semanas de prazer, lança seu novo romance, Sem Vergonha, que traz Mina Bault e Ryker Strome em uma intensa e perigosa fuga pela Europa. Mina é uma jovem bem-sucedida profissional e academicamente. No entanto, nem todos os setores de sua vida possuem tanto êxito, pois sua virgindade continua intacta mesmo após tantas tentativas de perdê-la. Então, Mina contrata um garoto de programa para enfim solucionar esse pequeno "problema". Após alguns incidentes bem inusitados entre quatro paredes, Mina decide voltar para casa. No caminho, ela e Ryker– o garoto de programa – se tornam testemunhas de um crime cometido pela máfia russa em Paris e, consequentemente, se tornam alvos dessa organização. Essa única noite terminará com os dois fugindo para a Holanda a fim de salvarem suas vidas. Contudo, apesar do perigo eminente, ambos se deixam envolver por uma atração avassaladora e talvez a noite de Amsterdã seja muito convidativa para que Mina tente, mais uma vez, entregar-se de corpo e alma a Ryker.

A história é narrada em primeira pessoa pelos dois protagonistas. Mina é uma jovem independente e forte, mas que na hora "H" acaba tendo problemas de desempenho. Por conta disso, sua melhor amiga Elise convence a jovem a contratar um profissional no assunto. E é aí que surge Ryker.
"Certo, Mina! Você não pode voltar para casa virgem hoje. Já chega! Está na hora! Faça alguma coisa!Comecei a beijá-lo de volta, mas tinha plena noção dos meus beijos desajeitados e nada sedutores."
Os dois testemunham um crime cometido pelo temível Yuri Kulik, chefe da máfia russa. Para sobreviver, Mina e Ryker precisam sumir e deixar a vida que conhecem para trás. Eles vão para Amsterdã trabalhar na boate de Lucky e Bessie como strippers. 
"Provocar Mina era engraçado. Tirava a minha mente da nossa situação de insegurança. Ela se envergonhava com facilidade e rapidamente passei a testar os limites de sua vergonha em meu projeto pessoal. "
O enredo mistura erotismo com trama policial, além de histórias familiares complexas e tensas. A construção dos personagens é rica, cheia de nuances e personalidades fortes. Não apenas os protagonistas se destacam. Todos os integrantes da boate contribuem para criar um vínculo familiar forte e um ar de camaradagem entre eles.

"Perder a minha virgindade já tinha envolvido crises de riso, situações constrangedoras, embriaguez indutora de coma não intencional, término de relacionamentos e, em um pretérito próximo, também um assassinato, uma fuga e recorrentes shows de striptease. Quem seria capaz de dizer onde mais minha virgindade ainda poderia me levar? "

2 comentários

  1. Já tinha lido algumas resenhas do livro,mas nenhuma tão direta como essa e gostei muito de saber que além do erotismo tem uma trama policial e divergência entre família, o que torna o livro ainda mais interessante.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.”(George Lord Byron)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?
    O livro parece ser bem interessante, eu não tenho lido livros que contenham um certo erotismo, mas esse livro me deixou curiosa pelo fato dos protagonistas presenciarem um crime e terem que fugir. Parece ser uma leitura que nos envolve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por