Resenha || O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida - Kate Eberlen

18.11.16

Editora: Arqueiro
Páginas: 400
*Recebido em parceria com a Editora
Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.



Quando li a sinopse desse livro logo senti vontade de ler e olha que não sou a mais recomendada para romances; é um gênero que não leio com tanta frequência! Mas a intuição não falhou e a leitura foi daquelas que no mínimo te deixa imaginando, sonhando e curtindo uma "vibe" muito gostosa e como tem um bom drama no meio, me conquistou!

Bom.. Pensem em um daqueles encontros casuais? Pensou? Agora imaginem vários encontros casuais, mas sem aquela oportunidade de conhecer "aquele" (a) que chamou a sua atenção de uma maneira inesperada?! Então.. Essa é a história de Gus e Tess, eles têm 18 anos e acabam se encontrando por acaso na Itália durante as férias, mas sem realmente ter a oportunidade de se conhecer e a vida se encarrega de repetir "esses encontros casuais" sem realmente unir os dois de fato; o que nos deixa em grande expectativa e torcendo por um final feliz (olha que gosto de finais trágicos! Mas um pouco de "felizes para sempre" às vezes cai bem!).

Tess tem uma vida boa, com sonhos e desejos e está prestes a ir para a faculdade, até que passa por algo muito difícil e precisa abrir mão de si mesma por sua família. 

Gus; tem a vida mais complicada desde o começo, depois da morte do irmão, sua relação com o mundo, com os pais e consigo mesmo não é muito boa e ele vive meio que perdido, confuso, alheio e talvez irritado com a vida - digamos assim! 

Ambos se cruzam e tem aquela atração estranha, e a vida se encarrega de repetir esses encontros deixando aquele fio ali.. Por anos e anos.. Sem conversarem ou saber algo de verdade um do outro (mais de dez). A história é encantadora! No começo não foi amor de cara, mas com o virar das páginas Kate Eberlen me pegou de jeito e me levou para além das nuvens.. O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida nos traz idas e vindas, tristezas, esperanças, amizade, amor e principalmente esperança! Escrita pelo ponto de vista de ambos os personagens temos a oportunidade de sentir como se estivéssemos muito próximos e perceber o quanto o destino tem seus próprios planos para nós e que aquilo que ansiamos pode mudar e nós termos que nos adaptar as nuances que a vida nos oferece ou nos afundar em amarguras e problemas! 

Com uma história muito interessante, personagens bem construídos e carismáticos Kate Eberlen consegue de fato prender o leitor e seus personagens não são "certinhos" ou "perfeitos" pelo contrário, são bem palpáveis com um misto de qualidades e defeitos que os traz para o mundo através das páginas!

Recomendo já para os que gostam ou não do gênero! Parece clichê a história.. Mas quem não precisa de um clichê de vez enquanto ou de um pouco de esperança?! Mesmo que venha da ficção para dar uma forcinha na vida real?!

2 comentários

  1. Ola,
    O livro parece conter uma historia muito bonita, fiquei interessada em ler ele desde que o vi como lançamento, parece ser uma leitura fluida e gente essa capa é muito linda, e eu gosto muito de "felizes para sempre" hahaha.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. Karini!
    Como boa leitora de romances fiquei muito interessada nesse, principalmente porque o acaso parece conspirar a favor dos protagonistas e adoro finais felizes.
    “É melhor saber coisas inúteis do que não saber nada.” (Sêneca)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por