Resenha || Olhos de Lobo - Sangue de Lobo #2 - Rosana Rios

Editora: Farol Literário
Série: Sangue de Lobo #2
Páginas: 440

*Recebido em parceria com a Editora
Sinopse: Em Olhos de Lobo, a agente da polícia federal Natália está de volta em uma nova investigação. Agora, no Rio Grande do Sul, ela se defronta com uma série de crimes inexplicáveis. Fotografias macabras de pessoas em cemitérios aparecem a toda hora diante da policial, incriminando um assassino serial que usa técnicas de tortura nazistas. Enquanto tenta evitar novas mortes, Natália busca a ajuda de seu parceiro, Daniel Lucas (alter ego de Hector Wolfstein). No entanto, o que ela não desconfia é de que ele é quem precisa de ajuda. Daniel voltou a ser assombrado por lembranças de um passado regido pela lua cheia e de confrontos com um inimigo implacável.
Conforme as fases da lua se sucedem, mais mortes acontecem e a agente terá sua atenção levada a fatos ocorridos antes e depois da Segunda Guerra Mundial, a pesquisas incomuns sobre o sangue humano, feitas na Hungria, e a criaturas que apresentam estranho brilho na íris – o que lhes dá uma aparência animal, lupina. Na busca por respostas, todos os personagens terão de revisitar antigos contos, recolhidos por dois famosos irmãos no século XIX. Afinal, parece que aqueles contos folclóricos não são apenas o fruto da imaginação popular.




A trama é dividida em prólogo e mais três partes, narradas em terceira pessoa. O prólogo se passa no ano de 1810, no reino da Westphalia e tem como foco Erich, um jovem órfão que é acolhido pelos primos: os Grimm. Sua história será contada durante todo o decorrer da obra e iremos observar como esses famosos irmãos estiveram frente a frente com o sobrenatural.

"Não poderia imaginar que aquela curta história, contada por uma mulher aparentemente maluca, projetaria sombras sinistras sobre sua família". (p. 40)

Na primeira parte, somos levados para a atualidade. Sete anos transcorreram  desde os acontecimentos do primeiro livro e Hector agora está casado com Ana Cristina e os dois estão passando por uma crise conjugal. Além disso, Hector está sofrendo com a volta de sua maldição e acaba largando tudo para ir atrás do médico Lazlo Mólnar. O problema é que ele se depara com algumas revelações sobre William, o lobisomem que matou sua mãe. Transtornado, Hector se vê diante da opção entre vingança e redenção.
Em paralelo com essas duas histórias, temos a história da agente especial Natália Sorrent, que foi chamada à Porto Alegre por conta do assassinato de um vereador, que foi encontrado morto há um mês. Acontece que ele não é o único assassinato "peculiar" que ocorre na região e Natália acredita que está mais uma vez enfrentando algo sobrenatural.

""Parece que eu atraio investigações sinistras", pensou, pouco depois, ao pôr as cópias numa pasta."Bonecas de porcelana macabras, retratos de gente morta, caixões, cemitérios... e lobos". (p. 66)

Essas três histórias vão se entrelaçando no decorrer da trama, tendo capítulos alternando seus acontecimentos até o momento da grande revelação.

A autora soube mesclar muito bem contos mundialmente conhecidos com os acontecimentos de sua obra, o que dá um tom ainda maior de vivacidade aos seus personagens e faz com que o leitor não consiga largar o livro até chegar ao final.

Vários personagens do primeiro livro retornam, mas também temos a inserção de novos, como o caso do investigador da delegacia de homicídios, o Rodrigo; a delegada Laura, Bertha Hundmann e seu filho.

Outro ponto importante a se destacar é que não existem personagens secundários em seu livro. Todos os personagens se destacam em algum momento, tendo seus problemas e ações discutidos em primeiro plano, tornando cada um deles essencial para o desenvolver da história.

Com muita ação, investigação e lobisomens, a autora Rosa Rios conseguiu criar uma obra fantástica que deixará os fãs de literatura sobrenatural com arrepios na nuca!

Em relação ao trabalho editorial, a Farol Literário está de parabéns. Foi feito uma ótima diagramação, revisão e a capa é linda.

5 comentários:

  1. Adoro esse tipo de livro, e gostei muito da sua resenha!! Amo vampiros, lobisomens, anjos, demonios, etc!! kkkk Me deixou curiosa pra saber mais sobre os livros e por isso vou acrescentar na minha lista interminável de leitura!!!

    Bjsssssss

    ResponderExcluir
  2. Como gosto muito de licantropia, fiquei com uma vontade de ler, ainda mais por saber que tem um mistério a ser desvendado e todos os personagens tem participação ativa no livro.
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Achei interessante a autora conseguir não tornar um personagem mais ou menos importante que o outro, mas fiquei confusa em como todas essas narrativas de personagens e tempos diferentes podem construir o livro sem que fique cansativo ou confuso. Mas independente disso, quero muito ler o primeiro e esse livro, adoro livros com lobisomens.

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro em algum lugar e tinha me interessado logo de cara com essa capa. Apesar de só ter lido sobre lobos em crepúsculo, esse é um tema que eu gosto bastante e por ter pouca experiência com esse tipo de fantasia acho que apreciaria ainda mais a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Ainda não conhecia serie, mas pela resenha desse segundo livro achei a historia bem interessante e parece que o autora consegue criar uma trama bem desenvolvido e adorei saber como as historia vão se ligando no filmes, também achei bem legal que todos os personagens aparecem como protagonista, me deixando curiosa para conhecer melhor essa serie !!

    ResponderExcluir