Resenha || A Senhora do Império - A Saga do Império #3 - Raymond E. Feist

5.9.16

Editora: Arqueiro
Páginas: 752
*Recebido em parceria com a Editora
Em Kelewan, Mara, a Senhora dos Acoma, sente-se segura e em paz pela primeira vez na vida – até que seus inimigos tentam matá-la e acabam tirando a vida de seu filho. Abalada pela tragédia e cercada por espiões, assassinos e casas rivais, ela enfrentará o maior desafio de sua vida e sofrerá ainda mais perdas durante esse trajeto.
Em busca de justiça, ela verá seus planos frustrados pela Assembleia de Magos, que detém o poder real do Império e mantém a população dócil e domesticada, e também pelos terríveis Mantos Negros, que encaram Mara como a ameaça suprema ao seu poder ancestral.
Então, para assegurar a paz, Mara deverá viajar para além das fronteiras da civilização, desvendando antigos segredos até os portões de Chakaha, a cidade dos estranhos cho-ja. Reunindo toda a sua coragem e astúcia, a Serva do Império iniciará sua maior batalha em nome da sua vida e do seu lar.

Só posso dizer que Raymond E. Feist fechou com chave de ouro esta saga sobre Mara. Toda a trama, desde o primeiro volume me conquistou muito e amei cada momento que passei com Mara, a Senhora dos Acoma, que mesmo contra a sua vontade teve de assumir todo um legado após perdas lastimáveis e foi linda a forma como ela amadureceu nesse processo sentindo-se segura de suas escolhas e da forma como conduziu cada jogo político. Porém as dores não param, pois precisa enfrentar mais uma perda e dessa vez uma ainda mais significante que é a perda de seu próprio filho, principalmente depois de tudo que aconteceu no volume dois (sem spoilers). Ela só tem duas escolhas, esmorecer e sofrer sua perda deixando seus rivais e o jogo de intrigas vencerem ou lutar ainda mais e lidar com a assembleia dos magos mais uma vez tentando assim definir de vez seu lugar de direito.
"Mas a imagem de seu filho assassinado abalou sua determinação; qualquer forma de vida em seu rosto parecia ter sido sugada até os ossos."
Ler A Saga do Império é como assistir uma partida de xadrez onde as estratégias são mais importantes a cada passo dado e define como serão as coisas e quem vence os jogos políticos.
"Contudo, a esperança, o futuro, o entusiasmo e os sonhos pelos quais tanto se sacrificara tinham se transformado em pó. Sentia-se entorpecida, castigada de forma incurável.."
Fiquei bastante sentida pela perda do filho de Mara, mas percebo o quanto isso era essencial para o desenvolvimento da trama e para que Mara pudesse crescer ainda mais no jogo que participa mostrando a que veio realmente.
"- Senhora - sussurrou suavemente -,  vou poupá-la do que for possível. Se decidir marchar contra Jiro dos Anasati, estarei ao lado de seu Comandante das Forças Armadas. No entanto, mais cedo ou mais tarde, terá de vestir o manto de sua casa. O nome dos Acoma está em suas mãos. A perda de Ayaki não deve ser um fim, mas uma renovação de sua linhagem.
Terminado o discurso Mara virou o rosto para o ombro do marido e durante muito tempo, além do que seria considerado razoável, suas lágrimas encharcaram silenciosamente a preciosa seda azul da túnica dele."
A história segue o mesmo ritmo das anteriores, possui alguma ação, mas foca-se principalmente nas estratégias e jogos políticos e em toda uma história que data de anos atrás. 

Eu particularmente amei a escrita de Raymond E. Feist e o considero um grande autor. 
Indico a saga para os amantes do gênero.
As capas são todas lindas e perfeitas lembrando muito do enredo e nos fazendo viajar e sonhar com o que lemos.

6 comentários

  1. Não conhecia o livro, mas adorei a trama, embora você não tenha entrado em muitos detalhes pra não dar spoilers.
    Amo livros que usam de estratégias e ainda têm um teor político neles, então creio que vou adorar. Confesso que assustei com a quantidade de páginas, mas se o livro é bom, nem dá pra perceber, né?
    Obrigada pela dica!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  2. Karini!
    Livros escritos de forma inteligente e que dependem de cada ato para que outro seja emitido, como em um jogo de xadrez. deve mesmo ser uma delícia para leitura.
    Não conhecia a série, porém fiquei bem curiosa em acompanhar a escrita do autor.
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Outra saga que não conhecia, mas percebe-se que deve ser uma boa obra, além de muito bem desenvolvida. Gosto quando aparece algo de jogo político no enredo, sempre tem ótimos dramas e tensões perfeitos para um leitura que será bem aproveitada. Gostei dos pontos que citou, mas como eu não conhecia os personagens, nem li as resenhas dos primeiros, chega a ser um pouco difícil falar sobre, então vou me abster.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gosto de livros estratégicos, apesar de não gostar muito do estilo, fiquei curiosa. Vou querer ler esse livro, se eu gostar, vou ler mais histórias assim.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi Karini!!! Ganhei aqui no Mix os dois primeiros livros dessa série, mas ainda não comecei a ler, mas tenho certeza que deve ser muito bom pois o autor é maravilhoso!!!

    Bjsssssss

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por