Resenha || Nerve - Jeanne Ryan

20.9.16

Editora: Outro Planeta
Páginas: 304
*Recebido em parceria com a Editora
Você já se sentiu desafiado a fazer algo que, mesmo sabendo que pode se arrepender depois, acaba levando em frente? A heroína deste livro também.
Vee cansou de ser só mais uma garota no colégio, e quer deixar os bastidores da vida para assumir seu merecido posto sob os holofotes. E o jogo online Nerve, febre nacional transmitida ao vivo, pode ser o início dessa trajetória de sucesso. Basta que ela clique no botão “Jogador” em vez de “Espectador” para entrar na disputa, que propõe, a cada etapa, um desafio novo.
A adolescente acaba formando uma dupla imbatível com Ian, um garoto desconhecido com quem trava contato ao se inscrever em Nerve. Juntos, vão galgando posições no jogo. Mas, conforme os dois avançam na disputa, os desafios ficam cada vez mais complexos... e perigosos.

Nerve foi adaptado para as telonas e publicado pela Outro Planeta aqui no Brasil e logo que vi fiquei bastante interessada pela leitura.

Uma história bastante interessante em um mundo fictício, porém muito bem traçado e que traz um pouco dos tão famosos jogos online desses que tem pessoas reais jogando em um mundo "paralelo" como se fosse real, sendo assim nos coloca com uma perspectiva completamente imaginável e isso é muito empolgante. 

Nesse mundo conhecemos Vee que trabalha nos bastidores do teatro da escola e o que mais deseja no momento é ficar com Matthew, um garoto popular e para sair da mesmice e se mostrar decide entrar no jogo Nerve - que é um jogo online de verdade e desafios e que é a mais nova febre nacional sendo transmitido ao vivo, tudo que Vee quer é um pouco de visibilidade. O jogo consiste em observadores e jogadores, os observadores pagam uma taxa para observar, enquanto os jogadores são desafiados a fazerem tarefas e as mesmas são transmitidas ao vivo. Tudo pelo celular.
Os jogadores precisam ter muita visibilidade para se manter no jogo e alcançar prêmios maiores do que os anteriores. Mas Vee só queria mostrar que era capaz de sair da sua zona de conforto, não tinha a menor intenção de seguir adiante. Mesmo assim ela é cogitada para continuar jogando e ela acaba aceitando e dando continuidade a algo que talvez possa vir a se arrepender posteriormente. 

Como eu falei no começo, Nerve traz um jogo online que não é difícil de imaginar algo assim na realidade, pois cada vez mais as pessoas (não vou por aqui somente jovens - por ver pessoas de todas as idades) se envolvem com jogos online que tem participação de uma imensidão de pessoas espalhadas por todo o mundo, inclusive. E Nerve retrata um pouco dessa "realidade" dos dias atuais. A solidão das pessoas no dia a dia, a busca por notoriedade nas redes sociais, o desejo constante de se fazer notar e conquistar um "espaço" que talvez na realidade seja completamente o oposto do que as redes sociais demonstram.

Com uma narrativa fluída e tensa Jeanne Ryan nos conduz por um jogo cheio de adrenalina onde cada vez mais os participantes vão se envolvendo em situações irreversíveis.
Gostei muito. 
Agora, bora assistir o filme!

Dani.

2 comentários

  1. Nunca li nada que se tratasse de jogos em livros. Desde que vi a primeira resenha desse livro me senti totalmente atraída por ele, porque é exatamente como você disse, dá pra imaginar esse tipo de situação na realidade. De certo caso o autor tenha explorado bem o tema, será uma leitura muito bem aproveitada por mim.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não imaginava que esse livro fosse assim. Gostei muito e é bem diferente dos demais livros.

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por