Resenha || Seduzida Por Um Guerreiro Escocês - Montgomerys e Armstrong # 1 - Maya Banks

Editora: Universo dos Livros
Páginas: 338
Onde Comprar: Amazon R$ 28,90 | Saraiva R$ 35,90
*Recebido em parceria com a Editora*
Eveline Armstrong é imensamente amada e protegida por seu clã, mas as pessoas a consideram diferente, pois apesar de ser linda e encantadora, a moça sofreu um acidente que lhe causou sequelas não só psicológicas, mas também físicas, visto que ela ficou surda. Satisfeita com sua vida reclusa, ela aprendeu a ler lábios e permitiu que o mundo a enxergasse como uma tola. Contudo, quando um casamento arranjado a torna esposa de Graeme Montgomery, integrante de um clã rival, Eveline aceita seu destino - despreparada para os deleites que viriam. Enredado pelos mistérios de Eveline, cujos lábios silenciosos são cheios de tentação, Graeme vê seu casamento ameaçado devido às rivalidades entre clãs e agora deverá enfrentar inúmeras adversidades para salvar a mulher que lhe despertou tanto amor.
A trama gira em torno de dois clãs escoceses que são rivais há muito tempo. Os Armstrongs e Montgomerys perderam pessoas queridas ao longo dos anos e o ressentimento cresce a cada dia que passa. Só que os dois são os clãs mais fortes do país e o rei Alexandre II está decidido a impor a paz em seu território. Para isso ele obriga um casamento entre os dois clãs. Um casamento mal visto não apenas pelos líderes, como também seu povo.

Eveline Armstrong é uma jovem bonita e inteligente. Muito amada por seus pais, Tavis e Robina, e também por seus irmãos, Brodie e Aiden. Só que ela esteve prometida a um jovem, filho de um amigo da família, que a torturava às escondidas. Ao contar ao pai o ocorrido, ele não acreditou, achando que se tratava de nervosismo. Algum tempo depois, Eveline sofre um grave acidente, perdendo a audição. Enquanto se recuperava e tentava entender o que aconteceu, seus pais deduziram que algo afetou sua cabeça, tornando a jovem debilitada mentalmente. Com medo de ter que se casar, Eveline nunca desmentiu e passou os últimos três anos aprendendo a ler lábios por conta própria e agindo de forma diferente.
"O estômago de Tavis se embrulhou, enojado pelo mero pensamento de sua filha nas mãos dos Montgomery. Ele trocou um olhar de pesar com a esposa, porque estava se tornando cada vez mais claro que não havia nada a ser feito, exceto trair seu rei e começar uma guerra, e fazer isso significaria a morte de todo o seu clã. Sua mada filha ou a vida de todas as pessoas que dependiam de sua proteção. Era uma escolha que nenhum homem deveria ter de fazer". (p. 39)
Graeme Montgomery é o líder do clã. É um líder justo e bom, mas carrega o fardo de honrar a morte do pai (causada pelos Armstrongs) e cuidar do bem-estar do seu povo. Junto com seus irmãos Teague e Bowen, cuida também da sua irmã mais nova Rorie. Rorie é uma adolescente tímida, que prefere aprender a escrever e a ler do que a realizar tarefas apropriadas. 
"Grame não tentava entender a mente das mulheres. Tentar fazê-lo era uma maneira segura para um homem enlouquecer". (p. 249)
A honra de Graeme o fará cumprir a ordem do seu rei, mesmo que isso signifique nunca consumir seu casamento e nem ter herdeiros. Afinal de contas, como ele poderia ter um casamento real com uma moça que não tem sua capacidade mental intacta?

Ele só não imaginava que ficaria encantado por Eveline desde o primeiro momento. Sua beleza e inocência tocam o coração desse Laird e ele fará de tudo para mantê-la segura em seu próprio clã. O encantamento é mútuo: Eveline também não resiste à Graeme e quer ter uma vida real de casados, mas antes precisa sobreviver ao clã Montgomery. E acreditem, o ressentimento deles é tão grande, que farão essa Armstrong sofrer...

Nesse livro não existe um clã que é malvado e o outro o herói. Tanto os Montgomerys quanto os Armstrongs são justos e honrados e por conta disso os desentendimentos se arrastam por tantos anos.

Eveline é uma mulher extremamente forte. Sua surdez a isolou do mundo, mas sozinha ela conseguiu aprender as ferramentas necessárias para se encaixar. É destemida e resiliente e não importa quantas vezes o clã tente derrubá-la, ela se ergue e segue em frente. É uma jovem com um coração gentil e uma grande vontade de amar e ser amada. Ao se mudar para o clã Montgomery está sozinha e rodeada de estranhos, mas está decidida a fazer o casamento dar certo.

Rorie será outro destaque do livro. Sendo a mais nova e única mulher dos Montgomery, ela é protegida pelos irmãos, que aceitam de bom grado as excentricidades dela. Rorie tem dificuldades em fazer amizades e se integrar. Por isso, é uma grande surpresa quando ela se dá bem com Eveline logo de cara e se torna protetora ao extremo.

Teague e Bowen são leais ao extremo. A princípio, eles respeitam Eveline por ordem do irmão, mas com o tempo, a jovem vai ganhando o coração dos cunhados.

A química entre Greame e Eveline é palpável, mas existe algo mais. É um relacionamento forçado, mas é baseado no respeito mútuo, bondade e generosidade. Os dois são gentis um com o outro e trabalham para que o relacionamento dê certo. Não é um conto de fadas, mas sim uma história sólida de amor. Ao realizar a leitura, temos a impressão de que é um relacionamento real, um casal que poderia ter existido, pois passaram por obstáculos e compreenderam que para um casamento dar certo, é necessário esforço.
"Os olhos de Eveline se arregalaram e, então, para sua surpresa ainda maior, Graeme a puxou e a beijou profundamente. Quando finalmente a soltou, os pensamentos dela estavam tão bagunçados que ela não conseguia pensar direito". (p. 327)
Em relação ao trabalho editorial, a Universo dos Livros fez um ótimo trabalho. Da capa à parte interna, tudo está impecável. 
"Deus meu, estaria ele cobiçando a própria noiva? Sentiu desprezo por si mesmo. Deveria tratá-la com gentileza e bondade. Era óbvio que pairava algo estranho em torno da moça e, mesmo sem saber exatamente o que era, lá estava ele olhando-a como sua futura noiva e pensando em todos os benefícios que isso lhe traria." (p. 07)

5 comentários:

  1. Eu li mês passado e adorei o livro!
    Muito boa sua resenha, parabéns!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é um dos meus favoritos, a história é muito linda e todos os personagens tem seu encanto, já tô ansiosa pra ler as histórias de cada um deles e espero que Rorie também ganhe um livro, pois amei a participação dela nesse livro, assim como amei os protagonistas (não tem como não se encantar). Como você disse os dois clãs são honrados mas inimigos declarados, e a história vai se construindo a partir das barreiras que Eveline e Graeme vão derrubando, até que cheguem a um acordo entre os clãs e a paz, mas não podemos esquecer que ainda há um vilão que movimenta o final (que é lindo). Enfim, esse livro vale muito a pena e amei ler mais uma resenha dele <3

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da autora e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Não sabia que ela escrevia romances históricos também, pois os que eu já ouvi falar são contemporâneos. Espero poder fazer isso em breve.

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Eu já tinha visto esse livro no site da saraiva e fiquei bem interessada, mas achei que ele se tratasse de mais um romance histórico meio clichê. Sua resenha me surpreendeu pois não esperava isso do livro.
    A protagonista parece ser uma mulher forte mesmo passado por isso tudo e gostei bastante. Me faz lembrar Belle, pela sua força, que é uma personagem da Lesley Pearse que eu amo!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Li esse livro recentemente e simplesmente adorei essa historia, gostei muito dos personagens pois achei que a autora soube trabalhar bem com os secundários principalmente a Rorie que me conquistou e adorei esse casal com certeza a quimica entre eles e a autora consegue construir uma relação de amizade e respeito e adorei a Eveline que mesmo sofrendo consegue superar sua deficiência, esse livro me conquistou !!

    ResponderExcluir