Resenha II Órfãos do Tsunami - Uma jornada pela sobrevivência - Irmãos Gandy


Biográfia • 224 págs.
Editora: Universo dos Livros
*Recebido em parceria com a Editora 
Uma história emocionante e inspiradora... De férias no Sri Lanka, com idades entre oito e dezessete anos, os irmãos Rob, Paul, Mattie e Rosie viram suas vidas serem devastadas em 26 de dezembro de 2004 – dia em que um tsunami arrasou a ilha. Separados de seus pais e sem saber que rumo seguir, eles precisaram de muita força para conseguir retornar ao seu país de origem, a Inglaterra, atravessando sozinhos a devastada ilha em uma angustiante jornada de duzentos quilômetros. Sozinhos, eles enfrentaram a fome, a miséria e viram apenas morte por todo lado. Tamanha bravura foi resultado de uma educação singular por parte de seus pais que, apesar de não educarem os filhos de maneira tradicional, sempre os inspiraram a enxergar o mundo de maneira humanitária.
O livro é narrado em primeira pessoa por Rob Forkan, o irmão mais velho que estava presente durante o tsunami. Logo no prólogo temos sua visão do "Turbilhão" que foi essa devastação da natureza. Acompanhar Rob, com seus 17 anos, procurando por Paul, seu irmão de 15 anos de idade e em seguida, seus irmãos mais novos e pais é simplesmente arrebatador.

Mas Rob não conta apenas sobre o tsunami e suas consequências para a sua família, mas também sobre sua infância, sua criação e o relacionamento com seus irmãos e pais.

Os primeiros capítulos contam a história de como seu pai, Kevin Forkan, um hippie que ama viajar conheceu Sandra, sua mãe. E como desse casamento surgiram seis filhos: Marie, Jo, Rob, Paul, Mattie e Rosie. Lemos sobre a sua infância alegre, em uma casa grande e com um quintal enorme, onde eles construíram inúmeros mundos e lembranças. 

Em seguida temos capítulos onde Rob nos conta sobre seus quatro anos na Índia e a adaptação da família com a nova cultura. A forma como seus pais sempre ensinaram a todos a valorizarem e respeitarem ao próximo, a estender a mão e a praticar o desapego e boas ações.

Todo esse caminho apresentado para chegarmos ao dia 26 de dezembro de 2004, dia em que a vida da família Forkan mudou para sempre. Rob explica ao leitor todos os acontecimentos que se seguiram: a procura pelos irmãos e pelos pais; a devastação encontrada e a dificuldade para voltar para casa.

Lemos também sobre a repercussão que a história gerou na mídia e o assédio sofrido pela mesma. Mas também temos noção da generosidade humana e de pessoas incríveis que auxiliaram esses irmãos a seguir em frente.

E por fim, mas não menos importante, conhecemos a ideia dos chinelos Gandy e seu impacto no orfanato da Índia.

A história é emocionante, principalmente por se tratar de algo real. É impossível imaginar o impacto de um tsunami e muito mais ainda, imaginar alguém sobreviver a ele. 

O livro tem uma seção de fotos coloridas que permitem ao leitor sentir-se ainda mais próximo dessa família maravilhosa.






6 comentários:

  1. Com certeza um livro inspirador e emocionante, esse tema (órfãos) é bem delicado, principalmente por essa tragédia, que deve ser bem descrita no livro, trazendo tristes consequências, trata-se de um assunto real que é tocante, tenho certeza que irei chorar com o livro, quero ler em breve

    ResponderExcluir
  2. Eu sabia que já tinha visto essa história em algum lugar! Acho que assisti o filme (ou uma parte dele) na globo hehe É bem emocionante, o livro então deve ser mais ainda! Fiquei muito curioso em ler. Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol.
    Esse livro parece ser bem intenso e cheio de emoções. Não consigo imaginar o que enfrentar um tsunami e as consequências dele. Ficar separado da sua família, mudar-se para outro país contra a sua vontade e amadurecer rapidamente frente a essa nova experiência.
    Não sei se leria o livro, mas fiquei interessada em ver o filme.

    ResponderExcluir
  4. O livro parece ser bem emocionante, principalmente por se tratar de uma história real e de acompanharmos vários momentos da vida dos irmãos. Eu ainda não conhecia o livro e achei a dica ótima, fiquei até curiosa sobre o que seria os chinelos Gandy, já fui pesquisar e gostei muito da matéria que li falando sobre o projeto. ;)

    ResponderExcluir
  5. Nossa, sempre me impressiona a força com que esses eventos devastam locais em meros segundos. Mesmo os mais leves ainda trazem um impacto na vida das pessoas e que desespero deve ter sido passar por essa situação, sem saber onde estão seus parentes, se estão bem, a procura...
    Deve ser um livro bem emocionante e real. As fotos criam mesmo um laço com o leitor, fica parecendo meio que um documentário ou texto jornalístico e é bem mais impactante. Acho que iria gostar se lesse também.

    ResponderExcluir
  6. Nossa que livro tenso, mas parece ser muito bom, imagino a angustia e o sofrimento que essa família passou e tenho certeza de que minha imaginação nem chega perto do que realmente eles sentiram, por ser real o livro deve nos conectar de uma forma totalmente diferente dos outros, gostei de ter fotos, não é o gênero que estou acostumada a ler, mas pretendo dar uma chance.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir