Resenha || JANEIRO - A Garota do Calendário #1 - Audrey Carlan

Editora: Verus
Páginas: 144
*Recebido em parceria com a Editora (Prova não revisada)
"Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo". O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.
Primeira palavra que me vem à cabeça ao tentar descrever "A garota do Calendário" é 'raso'...
Com um início de história truncado e personagens incompletos iniciamos as expectativas para a Janeiro. Começamos com Mia, personagem principal e narradora (em primeira pessoa) da história. Mia já calejada de desilusões amorosas resolve (por necessidade e passando por cima dos próprios preconceitos) abraçar o dinheiro fácil, e ser acompanhante de luxo é uma opção.

Weston Charles Channing Terceiro, Wes para os amigos, ...
"Observei o surfista [...] ele abriu o zíper da roupa de mergulho e revelou uma quantidade enorme de músculos molhados, fortes e bronzeados [...] o peitoral quadrado e o abdome definido [...] o pedaço sexy de pele que mergulhava fazendo um V delicioso tinha pontos de areia e água do mar misturados..."
... roteirista de cinema, jovem, talentoso, extraordinariamente rico e dono de um sorriso avassalador. Por que contratar uma acompanhante? Simplesmente para "afastar as piriguetes".

Mesmo com um enredo clichê, Audrey consegue prender o leitor com sua escrita simples, situações de fácil entendimento e cenas quentes. Garota do Calendário tem boas doses de humor, luxo, amizade, paixão e sexo.
"Mal cruzamos a porta quando Wes me virou e usou seu corpo para me pressionar contra a parede. Seus lábios foram imediatamente para a pele sensível do meu pescoço. Ele lambeu a longa trilha entre minha clavícula e a parte de trás da orelha. Os pelos da minha nuca eriçaram, arrepios percorreram minha pele enquanto eu fechava os olhos. As mãos de Wes passaram por baixo da minha saia e sobre minha bunda, então ele levantou uma de minhas pernas e depois a outra, sem o menor esforço, colocando-as ao seu redor. Ergueu meu corpo longilíneo e cheio de curvas contra o seu e me pressionou com força de encontro à parede."
Preciso comentar das "cenas quentes": Me incomodou bastante os nomes escolhidos para detalhar o corpo nas cenas íntimas. Um exemplo: clitóris é gatilho (oi?). Foi chato, beirando o cômico!

Calma, o livro não é ruim, não mesmo, em palavras cruas, é um bom entretenimento, é o máximo que eu posso falar, vi algumas resenhas sobre ele, e, bem, em algumas me perguntei se era o mesmo livro... A proposta são 12 livros, de Janeiro à Dezembro, um para cada mês que Mia acompanhar um ricaço diferente.

Nice Santos

9 comentários:

  1. Estou com muita vontade de ler esse livro e começar a ler a série. Achei a história bem diferente, estou acostumada a quando a mulher vira acompanhante de luxa ou prostituta a se apaixonar por um cara, sempre rico, lindo e maravilhoso. Então, fiquei curiosa para saber como a autora vai fazer para desenvolver 12 caras com a mesma mulher. E também quero saber a resposta para a primeira pergunta que me fiz quando soube como seria essa série: com quem ela ficará no final?
    Espero shippar o casal certo kkk

    ResponderExcluir
  2. De tanto ouvir falar sobre este livro fiquei curiosa para ler,parece um livro sem muita pretensão mais agente fica curiosa pra saber como vai terminar esta história.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Nice com certeza é o mesmo livro só que visto com outros olhos. Como você mesmo diz o livro é um entretenimento e se formos nos ater as desilusões da protagonista, ao lindo e maravilhoso e todo poderoso Wes em seus 30 anos (uau) são ingredientes que a autora soube colocar maliciosamente e deu certo. Como vivo viajando e sonhando em minhas leituras com certeza devo ter sido uma das que fez uma resenha que te pareceu um outro livro.
    Uma resenha objetiva, simples e tremendamente com pé no chão.
    Beijinhos




    ResponderExcluir
  4. A Garota do Calendário está sendo a leitura de muitos leitores agora. A capa é muito bonita, e com ela já podemos imaginar o que encontraremos em suas páginas. A história parece ser de ótima leitura, porém estou em busca de novos romances com um desfecho diferente dos clichês, e por ter cenas hots, algo que pouco gosto, confesso que não tenho interesse em ler por agora. Contudo, adorei ler sua crítica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olha, quando vi este lançamento, fiquei bem curiosa, mas pensei que teria uma história bem completa em cada mês..
    Ainda tenho vontade de ler, espero não me decepcionar!
    Mas essa coisa de "gatilho", achei muito estranho! hahaha

    ResponderExcluir
  6. Oi Nice.
    Também ouvi falar muito bem desse livro, mas depois de ler a sua resenha, desanimei um pouco. Mas, vou ler pelo menos o primeiro e ver se gosto. 12 livros realmente é muita coisa, mas pelo menso é uma história curta (menos de 200 páginas).
    Por que usar nomes tão não usuais para descrever partes do corpo? Isso é estranho.

    ResponderExcluir
  7. Não sou de me jogar nesse tipo de livro, mas ele gerou tanto bafafá que fiquei com vontade de ler pra ver como era. Até agora tinha visto boas resenhas, falando que era bom. Mas essa já me deixou atenta. Uma coisa que me faz torcer a cara nesses livros é as descrições nas cenas mais íntimas e se for como falou...sei não, viu.
    Ainda queria dar uma chance, mas não vou esperando grandes coisas mais =/

    ResponderExcluir
  8. O enredo achei original: a garota que tem de ser acompanhante de luxo, cada mês com um cara diferente, durante um ano. Já li livros com personagens prostitutas, acompanhantes de luxo, o nome que queiram dar, mas essas personagens se apaixonam, à primeira vista, e vivem felizes para sempre. Uma história nesse seguimento, com vários pares, e creio que ela vá se apaixonar varias vezes, não.

    ResponderExcluir
  9. li ja e adorei. achei bem bacana e li com um certo preconceito devo dizer. mas foi totalmente derrubado e eu amei o wes

    ResponderExcluir