Resenha || A Garota Perfeita - Mary Kubica

Editora: Planeta
Páginas: 336
*Recebido em parceria
Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida. Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso. Quando a encontra, porém, a professora esté em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?
A história gira em torno de Mia, uma jovem de 25 anos de idade que é professora de artes em uma escola para adolescentes. Filha de um juiz, tem uma vida bem abastada e torna-se alvo de um sequestro que dura meses. Quando retorna, volta para casa com amnésia e são os personagens ao seu redor que vão contando os acontecimentos.

O livro é todo narrado em primeira pessoa por três personagens: Eve Dennet, Gabe Hoffman e Colin Thatcher. Cada um desses personagens tem uma visão diferente dos acontecimentos e narram o Antes e o Depois do sequestro.

Eve é a mãe de Mia. Com sua narrativa, observa-se que a protagonista não teve uma infância muito feliz. Seu pai, James Dennet, tinha uma visão muito clara de como as filhas deveriam se comportar e como deveriam seguir com a vida. A filha mais velha Grace, seguiu os caminhos descritos pelo pai: formou-se em Direito, trabalha em um escritório de luxo e é esnobe; Mia por sua vez é um espírito livre, fã das Artes e causadora de problemas. Qualquer atividade que pudesse prejudicar o nome do Juiz era considerado uma falta grave. Eve é uma esposa modelo. Não discute com o marido e concorda com todas as suas demandas, inclusive aquelas que envolve as filhas. Sua omissão durante o decorrer dos anos agora é motivo de culpa em sua consciência. Tudo o que Eve consegue imaginar é o E se. E se eu agisse assim ou assado? Quando Mia retorna, Eve torna-se prestativa e fica ao seu lado o tempo todo, sem forçá-la a tentar lembrar-se do cativeiro, mas fazendo suas próprias conjecturas ao coletar uma ou outra informação que vai aparecendo no decorrer dos acontecimentos.
"E se...? E se ela não estiver bem? E se estiver bem e nunca a encontrarmos? E se estiver morta e nunca descobrirmos? E se estiver morta e ficarmos sabendo quando o detetive nos pedir para identificarmos seus restos mortais?" (p. 31/32)
Gabe Hoffman é um detetive de meia idade que desde o chamado de Eve sobre o desaparecimento da filha sente forte antipatia por James. James mostra-se um esnobe que não hesita em usar seu título para tentar intimidar o detetive, que não admite tais táticas e deixa claro que irá investigar o caso de forma correta. Conforme se aproxima de Eve para atualizá-la do caso, sente uma forte afinidade pela esposa do juiz e ao mesmo tempo, começa a desvendar a verdadeira Mia. É um personagem complexo e inteligente, com uma grande capacidade de percepção.

Colin Thatcher é o sequestrador de Mia. É um homem que tem como objetivo conseguir dinheiro e quando foi contratado para o trabalho não hesitou em realizá-lo. Até que conheceu Mia. E mudou por conta própria os planos. É através de sua narrativa que temos a perspectiva dos meses de cativeiro e como a jovem reagiu nesse período.

Conforme a história avança, percebemos que não existe apenas uma protagonista. Todos esses personagens tem grande importância e impacto nos acontecimentos. Em algum momento da história os seus atos e decisões influenciam o resultado final.

"A Garota Perfeita" é um thriller instigante, que prende o fôlego do leitor do início ao fim! Uma obra marcante com personagens complexos. O trabalho editorial foi muito bem realizado. Da capa à diagramação, os detalhes são surpreendentes.

9 comentários:

  1. Gostei da sinopse logo que o livro foi publicado, mas fiquei com um pé atrás por conta dessa sinopse tão explicativa. Pensava "Ué, vão entregar a história toda de mão beijada?!". Continuo achando que pisaram na bola publicando a sinopse assim tão explicativa, mas não deixa de ser interessante uma mesma história contada por varias perspectivas.

    ResponderExcluir
  2. A Garota Perfeita me chamou atenção deste que foi lançado e li a sua sinopse. Fico feliz em saber que a história é um thriller muito bem produzido e que possui diversos personagens que completam e fazem diferença em toda a trama. Quando eu tiver a oportunidade, não hesitarei em ler e espero que corresponda as minhas expectativas.
    Adorei a resenha.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Esse é o tipo de livro que gosto muito de ler, certamente o lerei assim que tiver oportunidade!

    ResponderExcluir
  4. Logo que vi o lançamento desse livro já me interessei. Gosto bastante de ler thriller, sempre fico muito instigada a desvendar o suspense e leio bem rapidinho. A pouco tempo li Garota exemplar e A garota no trem e ambos me surpreenderam bastante. A garota Perfeita me pareceu ser no mesmo nível que esses dois, só que com o diferencial de que não é narrado pela Mia e sim por outros 3 pontos de vista. Confesso que fiquei curiosa para saber como a autora desenvolverá esse mistério é claro fiquei doida para saber o que aconteceu com a Mia.

    ResponderExcluir
  5. "A Garota Perfeita" parece ser um ótimo thriller e achei interessante a história ser narrado por três personagens diferentes. Dessa forma, temos a chance de ter pontos de vistas distintos e saber um pouco mais sobre a história.
    Espero ter a oportunidade de ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  6. Não leio muitos thriller mas este confesso que fiquei bastante curiosa em ler,até parece um filme de suspense.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Adoro livros do tipo e esse é um thriller que parece agradar muitos. Vi muitas resenhas legais e elogiosas dele. Gostei da sinopse. É um bom livro. Os personagens também parecem terem sido muito bem feitos, com aquelas cenas que no final ganham importância maior no desfecho, tudo ali tendo algum propósito. Assim a leitura fica mais agradável, acho. Ainda mais por ser o tipo de livro que é. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  8. Desde o lançamento fiquei muito interessada neste livro.
    Gosto de Trhillers e este já está na minha lista!
    Muito legal essa coisa do livro ser narrado por vários personagens, conseguimos ter uma visão bem ampla da história.

    ResponderExcluir
  9. gostei da capa detes e do enredo. adoro trilhers e suspense e policial... adorei! so nao gosto de varios personagens narrando sei la bem o pq

    ResponderExcluir