Resenha || Carry On - Rainbow Rowell

28.6.16

Editora: Novo Século
Páginas: 480
*Recebi prova do livro não revisada em e-book.
Simon Snow é um bruxo que estuda numa escola de magia na Inglaterra. Profecias dizem que ele é o Escolhido. Você pode até estar pensando que já conhece uma história parecida. O que você não sabe é que Simon Snow é o pior escolhido que alguém já escolheu.
Poderosíssimo, mas desastroso a ponto de não conseguir controlar sequer sua própria varinha, Simon está tendo um ano difícil na Escola de Magia de Watford. Seu mentor o evita, sua namorada termina com ele e uma entidade sinistra ronda por aí usando seu rosto. Para piorar, seu antagonista e colega de quarto, Baz, está desaparecido, provavelmente maquinando algum plano insano a fim de derrotá-lo.
Carry On é uma história de fantasma, de amor e de mistério. Tem todos os beijos e diálogos que se pode esperar de uma história de Rainbow Rowell, mas com muito, muito mais monstros.
Logo no início do livro tem uma nota da autora que explica que o personagem Simon Snow é o protagonista de uma série fictícia lida pelos personagens de seu outro livro "FanGirl". Em FanGirl, Simon é um bruxo que descobre ser o Escolhido e que terá inúmeros obstáculos para enfrentar. 
"Carry On" é narrado em primeira pessoa pelo Simon Snow, um jovem que passa metade do seu ano no mundo dos "Normais" e a outra metade na Escola de Magia de Watford. 
"Mas ninguém ama magia como eu amo." 
Viver em dois mundos tão diferentes é desconcertante, principalmente por sentir-se tão sozinho no orfanato. Em Wartford, ele conta com alguns aliados como Penélope, Agatha e até mesmo Baz (mesmo que esse último não seja seu maior fã).
Acontece que Carry On não é apenas uma história de magia e literatura fantástica. Ela aborda também, de forma bem leve e sutil, as descobertas da adolescência e a sexualidade. A autora conseguiu abordar a homossexualidade de forma leve, mesclando o auto-descobrimento dos jovens e o medo que eles tem de assumir seus verdadeiros sentimentos.
"Eu olho para trás e vejo crianças de pé na ponte levadiça e correndo para a beira das muralhas. O dragão está mergulhando de novo, e eu decido correr para ele. Uma faixa de fogo passa por cima da minha cabeça. Eu me jogo no chão no último segundo e rolo para longe – seus dentes rasgam o chão ao meu lado."
A construção dos personagens é bem delineada e é possível para o leitor se identificar um pouco com cada um deles. Suas inseguranças, seus desejos e anseios assemelham-se aos nossos, pois de uma forma ou de outra, também tentamos nos "encaixar" nos moldes propostos pela nossa sociedade.
A sinopse deixa claro a aventura principal da trama, que é o resgate de Baz. A história é repleta de aventura, com muita mágica e sob a perspectiva única do jovem Simon. Vemos esse personagem tentar entender seu local no Mundo dos Bruxos e seu papel como o Escolhido na grande batalha contra o Insípidum.
Por se tratar de uma prova, não é possível avaliar a revisão ou diagramação da obra.

8 comentários

  1. Achei muito interessante a autora escrever um livro só sobre o Simon que conhecemos em Fangirl que alias é um ótimo livro estou muito curiosa e ansiosa para ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Me tornei uma fã de Rainbow Rowell desde que li Ligações. A sua escrita é simplesmente impecável e já me sinto apegada a este novo lançamento. Amei saber que o livro conta uma história de fantasia com as diversas questões que os adolescentes apresentam, e desta forma sei perfeitamente que irei me apaixonar por toda a narrativa. Lindo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol.
    Eu amo Rainbow Rowwell, mas odiei Fangirl. Por esse motivo, não tenho vontade de ler Carry On, pois não me simpatizei com o Simon. Mas acho que esse ebook é uma ótima notícia para os fãs de Simon e de Baz. Acho ótimo a autora abordar a homossexualidade nesse ebook com tanta delicadeza.

    ResponderExcluir
  4. Ao começar a ler sua resenha, já me veio Harry Potter em mente!
    Mas ao ler o resto, deu pra perceber que é bem diferente, trata até de sexualidade...
    Mas não sei se leria.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nada da Rainbow Rowwell, apesar das resenhas sempre positivas que leio. Quero ler, sim, mas prefiro as histórias contemporâneas. Fantasia é um gênero que prefiro ver em filmes. Gosto muito dessas abordagens referentes a adolescência, como sexualidade. Livros não deixam de ser referência, aprendizado, nunca.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, uma resenha dele! Mas já?! Até assustei agora, mas que legal ver alguma coisa desse livro. Adorei as passagens dele em FanGirl. Acho que foi o melhor daquele livro e gostei que a autora tenha feito um só pra esses personagens poderem brilhar. Mesmo que muita coisa possa lembrar aquela outra história famosa, acho que ele tem muito de originalidade por abordar temas de sexualidade também. Achei interessante e queria ler.

    ResponderExcluir
  7. Esse é outro livro que estou muito ansiosa em ler.
    Esse ano tive a oportunidade de ler Fangirl e simplesmente me apaixonei pela história de Cath. Ela foi umas das protagonistas que mais me identifiquei em livros. E claro, todo livro que leio da Rainbow eu me apaixono. Sua escrita é bem fluida e sempre me envolve. São sempre livros que me tiram da ressaca. Portanto, pretendo ter todos os livros que essa mulher lançar na minha estante.
    Confesso que quando li Fangirl, as partes da fanfic não me chamavam muito a atenção, mas o que a curiosidade não faz com a pessoa, não é mesmo? Já quero lê-lo.
    Fiquei surpresa pela editora ter trazido até que rápido esse seu novo livro. E também por ter mantido a capa e o título.
    Outro ponto que me fez ter vontade de ler esse livro foi que até o momento ainda não li nada desse tipo, com protagonistas homo. E fiquei curiosa em lê-lo. Certeza de que irei comprá-lo hahah

    ResponderExcluir
  8. nao sei pq nao curto a autora! fiquei achando bacana o livro mas tenho tantos pra ler que acho que nao vai ser agora nao hahah

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por