Resenha || O Quarto Dia - Sarah Lotz

Editora: Arqueiro
Páginas: 352
*Recebido em parceria com a Editora
Em O Quarto Dia, Sarah Lotz conduz o leitor por uma viagem de réveillon que tinha tudo para ser perfeita. Mas às vezes o novo ano reserva surpresas desagradáveis... Janeiro de 2017. Após cinco dias desaparecido, o navio O Belo Sonhador é encontrado à deriva no golfo do México. Poderia ser só mais um caso de falha de comunicação e pane mecânica... se não fosse por um detalhe: não há uma pessoa viva sequer no cruzeiro. As autoridades acham indícios de uma epidemia de norovírus, mas apenas descobrem os corpos de duas passageiras. Para piorar, todos os registros e gravações de bordo sofreram danos irreparáveis. Como milhares de pessoas podem ter sumido sem deixar rastro? Teorias da conspiração se alastram, mas só há uma certeza: 2.962 passageiros e tripulantes simplesmente desapareceram no mar do Caribe.
Existe algo na escrita da autora Sarah Lotz que consegue deixar o leitor apreensivo do início ao fim do livro. Quem teve a oportunidade de ler "Os três" sabe bem o que eu estou falando. Já no início da leitura de "O Quarto Dia" tudo o que se pode pensar é que algo realmente assustador está chegando.

A autora utilizou os mares dessa vez como fundo em sua obra. O "Belo Sonhador" é o navio dos sonhos para aqueles que querem férias maravilhosas. Seu roteiro, que incluí o Caribe, é repleto de atrações e o navio em si é moderno e composto por uma equipe bem treinada e atenciosa. 
Infelizmente, grandes sonhos às vezes podem se tornar os piores pesadelos...

Os primeiros três dias desse cruzeiro são incríveis, deixando os hóspedes com grandes sorrisos nos rostos e uma grande empolgação pelos próximos dias. Mas é no quarto dia, que o "Belo Sonhador" transforma-se no "Grande Pesadelo". Tudo começa com uma pane no sistema do navio. Não deveria ser nada demais, mas os navios mais novos são totalmente inteligentes, cheios de sistemas que dependem de tecnologia e energia. Mesmo assim, a equipe bem treinada acredita que pode seguir animando os hóspedes sem causar pânico, desde que consigam contato com a equipe em terra. Só que eles não conseguem...

Então, a equipe usa sua racionalidade para levantar os primeiros passos para a sobrevivência de todos e ainda sim, manter a tranquilidade.
Mas até que ponto a equipe do cruzeiro irá conseguir manter todos calmos, quando ocorre um ass

Existe um grande diferencial entre esse livro e o anterior. A perspectiva em "O quarto dia" é apresentada através dos parentes dos hóspedes do navio e da própria mídia. Teorias de conspiração são levantadas, expectativa e esperança são questionadas, mas ninguém consegue responder a grande questão: o que aconteceu no navio?

Mais uma vez a autora acerta no alvo e traz um livro repleto de suspense e completamente viciante. Para os fãs do gênero é uma leitura obrigatória que fará muitos repensarem sobre as próprias férias!

7 comentários:

  1. Estou bem curiosa para ler esse livro. Eu também solicitei esse em parceria, mas até agora não chegou. O correio está demorando muito rsrs.
    Bom saber que a história é repleta de suspense e que a autora tem esse poder de prender o leitor, eu não li o anterior, mas pretendo.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei bem curiosa com esta história,já estava com vontade de ler o primeiro livro da autora mais este me chamou mais a atenção,valeu a dica.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Confesso que já tive vontade de ler o primeiro livro dessa série, vi ele uma vez na livraria e fiquei encantada com a edição. Não me lembro por que não comprei mas o tempo passou e acabei desanimando de lê-lo. Vi muitas resenhas negativas e isso me fez perder a vontade. Até então nem sabia que o livro tinha continuação. Da mesma forma, ainda estou receosa de lê-lo.

    ResponderExcluir
  4. Nem consegui com Os três e a Sarah já vem com outro tapão! Fiquei empolgada logo na sinopse. Realmente os livros dela tem esse estilo, que te prendem mesmo. Pretendo comprar em breve (vulgo quando eu tiver dinheiro, o que está difícil rs)

    ResponderExcluir
  5. achei empolgante a sinopse. pena que estou com uma lista enormeeeee de livros para ler e comprar ou trocar :/

    ResponderExcluir
  6. Qual é o problema dessa mulher que só tem histórias tensas?! Em "Os Três", minha tensão começou logo na sinopse e continuou por toda a história. Sarah tem uma sacada bem legal pq ela te obriga a pensar, a pesar todas as opções. To louca por "O Quarto Dia".

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Quando vi o primeiro livro dessa serie, não me interessei muito pela historia mas lendo a resenha acabei ficando bem curiosa sobre esses acontecimentos do primeiro e desse livro, achei a historia bem criativa e parece que a escrita da Sarah Lotz envolve o leitor me deixando bem curiosa para poder ler !!

    ResponderExcluir