Resenha II Você Se Lembra de Mim? - Megan Maxwell

31.5.16


Editora: Essência
Páginas: 496
*Recebido em parceria com a Editora
Alana é uma mulher independente que não acredita no amor e tem na profissão sua única razão de viver. Jornalista freelancer, é enviada a Nova York para escrever uma reportagem sobre a metrópole, onde conhece o atraente Joel Parker. Quando ela descobre que aquele homem bonito e sedutor que tem lhe feito companhia nos últimos dias é um militar, como seu pai uma lembrança que ainda a assombra , a jornalista desaparece sem deixar vestígios. Apesar de resoluta em sua vontade de se afastar do capitão da Marinha americana para não repetir a história de sofrimento de sua mãe, ela não conseguirá aplacar o desejo de seu coração por Parker. Quem vencerá essa disputa entre razão e emoção? O passado de sua mãe irá assombrá-la ainda mais ou irá ajudá-la a esclarecer muitas questões mal resolvidas?


De todos os livros que li até o momento da autora, "Você se lembra de mim?" é aquele que o qual tive uma maior conexão emocional. Logo no início, na nota da autora, Megan Maxwell explica que o livro é inspirado na história da própria mãe e isso fica claro durante a leitura, através do carinho observado nas descrições dos personagens.
A trama é dividida em dois momentos: o primeiro se inicia em 07 de dezembro de 1960 e o segundo acontece quatro décadas depois.

Narrada em terceira pessoa, acompanhamos a história das irmãs Loli e Carmen que estão saindo da Espanha para morar na Alemanha. Por conta da crise econômica, a oferta de emprego na Espanha está escassa.
A aventura das duas começa na Alemanha, quando as duas jovens tem pela primeira vez o gostinho de independência. Criadas em uma família amorosa e também rigorosa, elas irão conhecer a recatada Teresa no trem e ao chegar em Nuremberg, conhecem a descolada Renata. As quatro formarão uma amizade que passará por altos e baixos, mas que se fortalecerá a cada percalço.
Enquanto vão se adaptando a cultura e aprendendo o ofício na Siemens, elas vão se divertindo com as confusões de idiomas e as saídas de final de semana. O que nenhuma delas esperava é conhecer um grupo de soldados americanos irresistíveis: Darío, Larruga, Panamá e o cabo Teddy Díaz. Com um temperamento quente, Carmen e Teddy batem de frente desde o princípio, mas por baixo de toda essa tensão existe um romance avassalador...
Infelizmente nem tudo são flores. Com a Guerra do Vietnã, a vida dos personagens tem uma mudança drástica.

O encerramento dessa história se dá ao acompanharmos a vida de Alana, uma mulher forte, decidida e independente. A personagem trabalha há 12 anos na revista Exception e recebe uma proposta que pode mudar sua vida: um concurso onde ela tem carta branca para escrever qualquer história.
Alana e sua amiga Isa vão para NY cobrir alguns eventos importantes, quando conhece o capitão Joel Parker. Encantada com ele no primeiro momento, Alana afasta-se ao saber que Joel é um soldado. Resta a Alana entender o passado da sua família para não perder a melhor coisa da sua vida.

Dos dois momentos, o primeiro é o mais marcante. O quarteto passa por inúmeros problemas, desilusões, amores e amadurecimento. O apoio e amor incondicional da família quando os eventos se desenrolam, a união das garotas, tudo isso e muito mais é emocionante.

A trilha sonora que acompanha o período também é bem explorada no livro. Temos um repertório amplo, passando pelo rock até as baladas românticas. Teresa, Renata, Carmen e Loli tem personalidades que se complementam e juntas são capazes de qualquer coisa!

Alana foi criada para ser forte e independente, mas ao mesmo tempo consegue ser vulnerável. O medo de entregar-se por completo por alguém é visível. Isa se joga de corpo e alma  nos relacionamentos e também sofre por isso.

Independente da época, o livro mostra que alguns laços são inquebráveis e que vale a pena lutar pelo amor. Acompanhamos a história de mulheres guerreiras, que não se deixam levar pelos obstáculos da vida. Mulheres que lutam com unhas e dentes umas pelas outras e que vão atrás de sua felicidade.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é interessante, mas combinaria mais se tivesse algo relacionado a primeira etapa do livro.

3 comentários

  1. Por enquanto, só li um livro da autora, o Vai sonhando! e amei. Estou com muita vontade de também ler este novo lançamento dela. Adorei a capa e a história me parece ser muito bonita, não sabia que era sobre a mãe dela, mas fiquei mais curiosa ainda para ler. Adoro também personagens femininas fortes, então esse livro parece ter tudo que eu gosto nos livros :)

    ResponderExcluir
  2. Confesso que esperava uma história completamente diferente deste livro, sua resenha mostrou que a história é muito mais que a sinopse mostra parece ser bastante emocionante,gostei valeu a dica.
    bjs,,

    ResponderExcluir
  3. Da autora li somente Os Príncipes Encantados Também Viram Sapo e achei a escrita da autora fraca.... as filha de 15 e 12 anos eram mais maduras que os pais.
    "Apesar de resoluta em sua vontade de se afastar do capitão da Marinha americana para não repetir a história de sofrimento de sua mãe, ela não conseguirá aplacar o desejo de seu coração por Parker." Detesto isso de personagem se colocando no lugar de outro achando que na sua vida determinada situação não vai dar certo pq não deu pra fulano.

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por