Resenha II Os Humanos - Matt Haig

2.5.16

Editora: Jangada
Páginas: 312
*Recebido em parceria
Quando um visitante extraterrestre chega à Terra, suas primeiras impressões da espécie humana são pouco positivas. Ao assumir a forma do professor Andrew Martin, da Universidade de Cambridge, o visitante está ansioso por cumprir a tarefa macabra que lhe foi incumbida e voltar rapidamente para seu planeta. Ele se sente enojado pela aparência dos humanos, pelo que eles comem e por sua capacidade de matar e guerrear. Mas, à medida que o tempo passa, ele começa a perceber que pode haver mais coisas nessa espécie do que havia pensado. Disfarçado de Martin, ele cria laços com sua família e começa a ver esperança e beleza na imperfeição humana, o que o faz questionar a missão que o levou à Terra.
"Os Humanos" é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva do protagonista: um alienígena que está no corpo do professor Andrew Martin, um matemático da Universidade de Cambridge.

Aparentemente, Andrew estava muito próximo de realizar uma descoberta que poderia mudar o entendimento de toda a raça humana. Sabendo que os seres humanos não estão preparados para tal descoberta, o alienígena é enviado e precisa eliminar todos os rastros da descoberta de Andrew. 
Para isso, ele incorpora o dono do corpo e sentindo-se desnorteado, ele tenta entender a complexidade que é ser um humano.

Levado a acreditar que os humanos são ignorantes, o "Andrew" vai observando de perto que não é exatamente bem assim. Principalmente quando ele conhece Isobel, sua esposa. Isobel faz tudo para auxiliá-lo, nutrindo suas necessidades mesmo demonstrando infelicidade. Conforme o protagonista vai aprendendo a dinâmica da casa, ele percebe que Andrew não tinha um bom relacionamento com a esposa e com o próprio filho.
"Os humanos são uma espécie arrogante, definida pela violência e pela ganância. Eles pegaram seu próprio planeta, o único a que atualmente têm acesso, e o colocaram no caminho da destruição. Criaram um mundo de divisões e categorias e têm deixado continuamente de ver as semelhanças entre si mesmos." (p. 59)
O livro é complexo, cheio de nuances sobre o comportamento humano. Apesar de ter uma pitada de humor por conta das reflexões do protagonista, o livro trata de emoções complexas: o amor, a alegria e a esperança. Uma obra rica e com uma escrita apaixonante.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um trabalho excepcional. A capa combina muito com o tema e passa uma sensação de paz.

8 comentários

  1. Ooi!
    Gostei bastante da resenha, nunca tinha ouvido falar mas achei a premissa interessante me lembrou um pouco também a hospedeira.

    ResponderExcluir
  2. parece see mto bom. gostei bastante da resenha. e achei uma tematica bem diferente que nao eh mto retratada. naoo mto cliche. hahah quero super ler. e a capa que linda amei

    ResponderExcluir
  3. Parece um livro bem interessante não é uma leitura que costumo ler mais é uma boa dica para aventurarmos em novas histórias.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Também gostei muito do livro, e principalmente das reflexões que ele trouxe ao leitor. Achei muito bonita a forma como o nosso visitante foi mudando sua visão em relação a nós humanos e começou a lutar por nos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Esse foi um livro que quando vi no lançamento fiquei bem interessada nessa historia e lendo a resenha ela me surpreendeu positivamente, mesmo sendo uma historia divertida por esse personagem improvável, achei também uma leitura bem reflexiva e me deixando interessada nessa historia !!

    ResponderExcluir
  6. A história desse livro me pareceu com um filme que já assisti, só não lembro o nome. Ele me pareceu ser bem envolvente e tocante porém não é um tema com o qual eu me afeiçoe muito, se ele tivesse mais ação acho que eu até gostaria. Essa capa é linda!

    ResponderExcluir
  7. Eu quis e quero o livro desde o lançamento. A sinopse e a capa me chamaram a atenção. Não que eu acredite piamente em vida extraterrestre, mas não sou egoísta a ponto de achar que estamos sozinhos nesse mundão.

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Já li outras resenhas sobre o livro e achei bem doido. Mas até que me deu vontade de ler, deve ser uma boa analise dos humanos... Quando comecei a ler a resenha lembrei daquele filme Meu marciano favorito, lembra? É bem antigo!

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por