Resenha II Twist - Tom Grass

Editora: Agir Now
Páginas: 288
*Livro recebido em parceria com a Editora*
Como seria a vida de Oliver Twist se ele fosse um menino órfão em pleno século XXI? Recém-fugido de uma instituição para jovens criminosos aos 18 anos, Oliver é apaixonado por arte. Dotado de uma memória incrível, passa seus dias recriando de cabeça quadros famosos nos muros de Londres enquanto sonha em estudar artes plásticas. Porém, seus talentos chamam a atenção de Fagin e sua gangue de ladrões, que possuem outros planos para Twist...





Twist é baseado no clássico de Charles Dickens (Oliver Twist) publicado originalmente em 1837, que recebeu inúmeras adaptações para o cinema e que agora chegou pela Agir Now em uma releitura que tem mais a cara do nosso século. 


"FBoss disse que a gente faz a própria sorte, mas é mentira. Você pode estar com tudo sob controle e mesmo assim merdas podem acontecer.."


A história se passa em Londres do século XXI e já começa na adrenalina, com Harry, um ladrão também conhecido como H-Bomb, fugindo de uma armadilha e disposto a voltar para a gangue de Fagin (FBoss – colecionador de artes), porém ele acaba na mira de um atirador e traído pelos próprios companheiros de crime. Seu intuito era encontrar Dodge, que poderia lhe arrumar dinheiro para escapar. Sem ele a gangue fica sem um elemento importante já que ele é um artista.


".. a 'família' que era o mundo daquele garoto dera as costas a ele, ou pior, se livrara dele de propósito quando a exposição tornou Harry um risco em vez de uma vantagem."




Ao mesmo tempo, temos também Red uma jovem que se vê no meio da Máfia Russa e que é salva por um acordo feito por Bill Sikes. O acordo inclui o roubo de obras de arte raras. Caso essas obras não sejam roubadas, Red terá de lidar com a prostituição e viver um inferno inimaginável. Ela é uma jovem bonita e inteligente e auxilia nos roubos executados pela gangue de FBoss.


"O homem e a mulher que trouxeram você aqui não são seus pais verdadeiros. Não se importam com você de verdade, e vão abandoná-la, assim como sua mãe a abandonou. Porque você é uma mentirosa e uma ladra, e eu soube disso só de olhar para você."


E aí conhecemos Twist que tem dezoito anos, órfão e completamente solitário e artista nato, recém-fugido e uma instituição acaba indo parar nas mãos de Dodge que tem interesse nos dons dele para o próximo roubo. O caminho de Twist e Red se cruzam e além do “quesito profissional” surge um clima entre os dois. 


"Estampando as antigas pichações dele como uma placa pendurada no pescoço de Twist que dizia: Twist. Sociopata. Infringiu condicional. Espanquem-no. Prendam-no. Devorem-no vivo."


A história é narrada em terceira pessoa e um livro que já chega “causando” não temos sequer tempo de respirar e algo novo acontece. É adrenalina do começo ao fim. Apesar de ter gostado muito dessa releitura, achei o livro em partes um pouco confuso no começo, mas depois consegui entrar no ritmo do autor.
 

13 comentários:

  1. Oi Karini confesso que mesmo lendo a sua resenha a historia não me chamou a atenção, não é o tipo de gênero literário que eu gosto de ler mas como sempre sua resenha esta incrivel bjs.

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de releituras e está parece ter bastante aventura e adrenalina achei a história bem interessante,fiquei curiosa.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Parece ser meio complicado de conseguirmos ler sem perder o fôlego, achei super interessante a ideia da releitura de Charles Dickens. Parece ter uma narrativa eletrizante, fiquei interessado mas não leria imediatamente. Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. Karini!
    Gosto da adaptações, embora aqui, pelo que li, Oliver foi totalmente modificado e se meteu em grande encrenca...
    Gosto de livros que tenham arte em seu enredo.
    “A simplicidade é o último degrau da sabedoria.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista especial de aniversário em abril: com 6 livros 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Que livro criativo, gostei bastante. Deve ser uma ótima releitura

    ResponderExcluir
  6. Oooi!
    Opa! Alguém disse adaptação de Charles Dickens? Tô dentro! Nem precisa falar mais nada já quero ler, o enredo agitado, tenso e cheio de emoções como dá pra notar pela resenha parece ser tudo o que preciso pra me tirar de uma ressaca literário que eu estou tendo há alguns dias. Adorei! Bjs xx

    ResponderExcluir
  7. Amo livros clàssicos, mas essa adaptação não gostei muito, para mim foge um pouco da sua realidade, por isso não gostaria de ler esse livro por enquanto.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Fiquei bem curiosa sobre essa releitura de Oliver Twist, parece ser uma historia bem envolvente do tipo que não conseguimos larga e com uma ótima trama, mesmo achando meio confuso esses grupos e a relação de cada personagens com eles, mas como depois desse começo vamos conseguindo nos envolver com a historia, fiquei interessada em ler !!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Olhando para essa capa eu não imaginaria que esse livro tivesse essa história de máfia e roubos. Até então não tinha visto esse livro em lugar algum, mas confesso que agora fiquei interessada em lê-lo. Gosto de histórias assim, que tratam de estratégias e máfia, sempre fico tensa querendo saber logo o que vai acontecer. Vou adiciona-lo a minha lista de desejados. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  11. A capa parece bem diferente do que o livro se trata. Nao sabia que era uma ''releitura'' de Oliver Twister, muito legal! Pra esse tipo de casa eu gosto de ler o original primeiro, para entender melhor as referencias haha

    ResponderExcluir
  12. Oi!!!

    Uma que releitura interessante, muita inteligência do autor...
    Gostei muito da estória escrita essa coisa toda de roubo de obras de artes é comigo mesma. Adorei a premissa a resenha ficou maravilhosa, vou ler com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    A primeira cooisa que me chamou atenção foi o nome do personagem, tava aqui pensando a onde eu escutei esse nome, se nunca li esse livro rsrs
    Achei o enredo bem interessante, parece ser uma aventura muito boa envolvendo gagues, artes e mistérios. Não sei se eu lerei, mas a premissa do livro é bem chamativa.
    Bjs

    ResponderExcluir