Resenha || A Sereia - Kiera Cass

1.3.16

Editora: Seguinte
Páginas: 368
*Livro do meu acervo pessoal*
Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.


Eu simplesmente amo a escrita da Kiera Cass; quando vi esse lançamento corri para comprar, pois pensei: "não posso ficar sem" - uma amiga disse que leu e não curtiu o final.. E eu fiquei pensativa, porém não poderia não conferir e só posso concluir sinceramente que AMOOOOOOOOOOOO o que a Kiera escreve! Acho que se ela escrever bula de remédio será incrivelmente romântico e motivador! rsrs


Bom A Sereia trata-se de uma espécie de releitura dos contos sobre sereia que conhecemos por aí, porém escrita de uma forma completamente inovadora e apaixonante. Impossível não sentir com os personagens cujas personalidades são tão bem delineadas e inspiradoras! 

A sinopse faz um bom resumo do que esperar da história. Kahlen sempre foi uma das filhas mais obedientes da Água (um ser pensante e com sentimentos próprios, mesmo que não seja humana); quando foi salva ela clamou por isso e a Água atendeu, hoje 80 anos após o naufrágio que levou sua família ela se lembra muito pouco sobre eles, ou sobre qualquer coisa relacionada ao seu passado. Mas tem plena certeza que tinha uma boa vida, pais amorosos, diferente de suas outras irmãs sereias que tiveram passados conturbados e infelizes.


Nenhuma sereia jamais foi como Kahlen, pois as outras só estão com a Água quando necessário, quando precisam cantar ou quando Ela as chama, porém Kahlen sempre buscou estar presente, entender a Água e também se colocar no lugar Dela. E é perceptível que sua filha  mais amada e preferida é Kahlen
"Eu não podia amar. Eu assassinava o amor toda vez que cantava."
Mas as coisas fogem um pouco dos eixos quando Kahlen, sempre solitária e sentindo o fardo por tantas vidas que ajudou a tirar conhece o doce e encantador Akinli. Ele mostra que vê além de sua beleza (a que todas as sereias possuem) e que mesmo que ela "não fale" ele consegue se conectar com ela de uma forma que ninguém jamais conseguiu. Ambos parecem terem sido destinados um ao outro e mesmo que Kahlen fuja para manter suas irmãs, a si e ao seu amado seguros.. Nada parece fazer com que esse sentimento diminua, pelo contrário ele cresce e cresce na medida em que logo percebemos que um precisa do outro!

"Carinhas felizes. Ele mandava várias. Se viessem de qualquer outra pessoa, seriam
ridículas, mas eu tinha certeza de que, se ele mandava uma, era porque estava sorrindo de verdade."
Para a Água quando descobre isso, ou quando Kahlen falha ao cantar é uma traição e Ela entende que é necessário intimidar e ameaçar para ser amada; pois por mais que possa parecer o contrário, a Água ama suas sereias e ama com muita energia e força! Ela é possessiva e autoritária, e não é humana, então ela não entende simplesmente como alguém possa oferecer mais que Ela ou amar mais que ela suas filhas!

Uma das desobediências de Kahlen lhe gera mais cinquenta anos de servidão impostos pela Água, é sua forma de mostrar misericórdia àquela que mais ama! Porém Kahlen faz um trato para proteger seu amado Akinli das "garras" da água que o ameaça com sua própria morte. Ambas chegam a um meio termo, que Akinli jamais morreria pelas "mãos" da Água, porém outras coisas começam a acontecer e parece que tanto Kahlen como Akinli estão severamente doentes, o que seria impossível para uma seria que é imortal até que seja liberada de sua sentença de servidão! 

Nisso as irmãs sereias, mesmo cada uma tão diferente uma das outras e com histórias, jeitos e manias peculiares.. Unem-se para salvar Kahlen e Akinli, indo até mesmo contra sua "mãe a Água". Juntas todas pretendem mostrar não apenas a força da amizade, mas o amor .. 
"Sempre há espaço para o amor, nem que seja uma frestinha. Isso basta."
Essa história não é um simples conto de sereias e seus misticismos; mas uma história que fala de amor.. Amor em vários sentidos; amor de irmãs, amor de mãe, amor entre um homem e uma sereia, amor que ultrapassa qualquer barreira e dificuldade.. e principalmente sobre o que estamos dispostos a abrir mão por aqueles a quem amamos! 

A Água foi retratada de uma maneira muito interessante, não um monstro, que simplesmente mata pessoas, mas como um ser que precisa se alimentar dessas vidas para que outros milhões possam viver. Um ser que não se alegra com as mortes, e procura fazer com que as mesmas sejam o mais breve e menos dolorosas possíveis. Um ser capaz de amar suas sereias, mesmo que de forma possessiva e até mesmo dura; também se mostra confusa e desesperada por não se sentir  mais solitária do que já se sente; mas que nos momentos certos sabe mostrar sua misericórdia e o quanto pode provar seu amor por uma filha e descobrir sentimentos novos e não ser apenas aquela que ordena, mas que pode ter verdadeiramente aliadas ao seu dispor e filhas que as ama..

Kahlen tem uma doçura e um senso de obediência que eu jamais tive ou terei em toda a minha vida; ela protege aqueles que ama e é completamente capaz de se colocar no lugar dos outros, mesmo daqueles que parecem estar lhe fazendo muito mal! Ela se esquiva de sua própria alegria e bem estar em prol dos outros.. e por isso só posso dizer que não haveria final melhor do que o que ela teve ou conheceu!

A história tem muito  mais do que estou contando, posso ficar aqui a noite inteira escrevendo, mas só vocês lendo para entender o sentimento que me inundou de profundo amor por cada personagem. Não posso de forma alguma deixar de tocar no nome das irmãs Padma, Elizabeth, Miaka e Aishling, as sereias que acompanham todo o enredo e enriquecem a história com suas personalidades fortes e histórias marcantes. 

Elizabeth é um tanto revoltada, adora uma balada parece lembrar mais que as outras das coisas que viveu em sua vida de humana. Está sempre colada a Miaka - uma artista nata que tem sede pela aventura, por viver intensamente e demonstrar cada sentimento em sua arte que vende pela internet para manter as irmãs com um mínimo de conforto entre um chamado e outro para cantar.

Aishling é a seria mais calada e parece que manter-se mais afastada e isolada a deixa feliz, mas ela esconde um grande segredo que no momento certo será revelado a Kahlen. Aishling está próxima de se tornar humana novamente, pois já cumpriu sua sentença e com ela aprendi mais uma vez formas de amar e sentir.. 

Padma é recém-chegada, com apenas dezesseis anos e um fardo enorme nas costas; enfrentou um horror de sofrer abusos de violência dentro de seu lar por parte do pai, pelo simples fato de ter nascido mulher e sua  mãe simplesmente finge que não vê e não se importa. Seu pai a joga para morrer no mar e ela é resgatada pela Água e suas sereias que logo se tornarão suas irmãs.

Mesmo com Kahlen escondendo toda sua trajetória com Akinli de suas irmãs e da Água, aos poucos isso se torna realmente inevitável e é aí que percebemos que mesmo que pessoas muito diferentes ligadas por uma sentença "involuntária" já que a escolha era morrer ou servir, se unem com tanto amor e dedicação e até mesmo o ser que parece ser tão cruel às vezes e outras amorosas pode surpreender!


O final é PERFEITOOOOOOOOOO!
A história é PERFEITAAAAAAAA!
Kiera Cass muito amor por você! Sou sua fã!

E sim! Eu chorei! É muito amor envolvido!

13 comentários

  1. Amigaaaaa

    Nunca li nada desta autora mas, vc me fez querer adquirir um livro dela. Amei conhecer as sereias e a Agua! Seu estilo de resenhar me fascinou! Bigbjo

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini, que sinopse e resenha incrível amei, esse livro parece ser romântico e a historia parece ser bem diferente já coloquei ele na minha lista de leitura bjs.

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente incrível. A forma como descreve o enredo e o amor que transborda em suas palavras, nos faz correr para primeira livraria e adquirir o livro imediatamente. Obrigada por me fazer interessar por algo que eu simplesmente deixei passar.

    Beijos,
    Paty

    ResponderExcluir
  4. Eu amei a escrita dela em A Seleção, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro!
    Amei sua resenha, fiquei curiosíssima pra lê-lo
    Parabéns!!!
    Vou tentar achar o mais breve possível

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Karini, gosto muito da escrita da Kiera, por isso mesmo assim que tiver oportunidade vou ler este novo trabalho dela.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Olá eu gostei muito da série A Seleção e estou super ansiosa para ler esta nova história da Kiera,depois desta resenha apaixonante a vontade de ler só aumentou sem falar que estou super curiosa em saber o que acontece no final.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. O que mais gostei dele é que não parece ser outro romance clichê e bobo, aquela coisa de contos de fadas padrão. Tem muito foco no amor familiar e parece que ela escreveu a trama mais pra esse lado da família do que de um amor romântico. Achei isso interessante. Gosto dos livros que li da autora e estava esperando que lançassem esse aqui. Finalmente vou poder ler e quero fazer isso logo, parece muito bom =D

    ResponderExcluir
  8. Eu li o livro depois de ver tanto aue sele na internet e gostei... achei mto diferente de tudo que ja li e um amor fofo e verdadeiro. Sem ser piegas

    ResponderExcluir
  9. Eu li o livro depois de ver tanto aue sele na internet e gostei... achei mto diferente de tudo que ja li e um amor fofo e verdadeiro. Sem ser piegas

    ResponderExcluir
  10. Resenha linda, louca para ler esse livro. Nunca li nada sobre sereias, acredita? Acho curioso os nomes que a autora dá para seus personagens, que são em grande maioria bem complicados de pronunciar.

    ResponderExcluir
  11. Oiiee, tudo bom?
    Amei a resenha, eu estou louca para ler o livro, li A Seleção da autora e amei, a escrita dela é maravilhosa, não li nenhum livro com sereias e espero gostar muito desse, que bom que achou o livro perfeito, espero ter a mesma sensação.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Gostei bastante da historia e um das historias mais diferentes que vi sobre sereias, achei bem interessante a Água que me deixando curiosa para saber mais e também a amizade das sereias e esse livro está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nada da autora, mas gosto bastante da temática sereias...
    Então esse livro está na minha lista de desejados. E fico feliz em saber que está recebendo comentários bem positivos.

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por