Resenha || A Educação de Sebastian - Livro #1 Jane Harvey Berrick

Editora: Novo Século
Páginas: 382
*Resenhista convidada Silvia Castro*
Presa num casamento frio e sem paixão, Caroline Wilson, de 30 anos, muda-se para San Diego depois que seu marido militar é promovido. Sentindo-se perdida e sozinha, Caroline reencontra uma antiga amizade: Sebastian, que ela conhecera ainda menino, um jovem inteligente e sensível, com pais alcoólatras e violentos.
Sebastian, agora com 17 anos, tem mais do que apenas amizade em sua mente. Juntos, experimentam o despertar de uma paixão intensa e arrebatadora. Mas esse romance proibido pode ameaçar a vida de ambos.



David é um oficial médico da Marinha, com 30 anos de idade. Caroline é atlética, fluente em italiano, com 19 anos de idade. Um casamento sem amor que “funciona” durante os 20 primeiros meses e só.
Logo fica claro a natureza desse casamento com um marido que só vê na esposa uma empregada que tem horários a cumprir: preparar seu café da manhã antes dele acordar, uniforme impecável antes dele ir trabalhar e jantar assim que ele chegar em casa. Eles moram em San Diego até David ser transferido para Carolina do Norte.

Agora com 30 anos Carol e David retornam pra San Diego e ela e reencontra Sebastian.
Logo nas primeiras páginas Sebastian se declara apaixonado, um amor que ele nutre desde criança quando se conheceram. Eles se envolvem e ela acaba descobrindo que ele só tem 17 anos e isso é crime. Ela tenta recuar e terminar mas eles já estão envolvidos demais para isso. Eles precisam ser cautelosos porque, se descobertos, Carol pode ser presa por estupro. Então começam a planejar um futuro juntos: assim que Sebastian completar 18 anos eles fugirão para Nova York. Serão longos 4 meses de espera.

A autora tem uma escrita muito gostosa e você lê rapidinho.
Sebastian é um rapaz meigo, sensível, carinhoso, inteligente, responsável que se mostra bem mais maduro do que Carol. Ele sofre muito com pais alcóolatras e opressores tendo de cuidar de si próprio.
Algumas coisas me incomodaram bastante ao longo da leitura: muitas cenas de sexo, Carol com ciúmes da ex-namorada do Sebastian, insegurança dela quanto aos verdadeiros sentimentos dele, a falta de atitude de Carol em relação ao tratamento que o marido dá a ela.

E aí chegamos as últimas páginas em pânico com o desfecho do livro.

Não curti tanto a leitura, já enumerei algumas coisas que me incomodaram, mas valeu a pena conhecer Sebastian. Então se você deseja algo leve, com uma leitura fluida e um personagem adorável, leia.
“Voltei-me para Sebastian, amor e perda me preenchendo enquanto minha visão começava a se borrar de lágrimas”.
“Apesar do que aconteceu naquele dia, apesar de tudo o que aconteceu depois, não consigo me forçar a arrepender-me dos eventos daquele verão, porque Sebastian me ensinou a amar”.
No segundo livro, “A educação de Caroline”, eles se encontram novamente depois de 10 anos.... veremos!


12 comentários:

  1. Poxa, somente 2 estrelinhas? RSrs Confesso que tinha mais expectativa para esse livro :(
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Achei a resenha interessante apesar do livro não ter chamado a minha atenção, atambém me incomodaria ler um livro que a personagem feminina é insegura e sem atitude, coisa que já deveria ter ficado para trás pois ela não é mais nenhuma adolescente.
    Fiquei curiosa com esse salto no tempo que o segundo livro vai dar e quem sabe eu até leia um dia.

    ResponderExcluir
  3. Já estava meio desanimada com a leitura agora estou totalmente,que pena porque a história até que é boa pena que a autora não soube desenvolve-la bem.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi nossa o livro parece ser romântico e bem tenso também, me deixou curiosa com certeza vou le-lo bjs.

    ResponderExcluir
  5. vi este livro em um outro blog... mas sei la acho que o que nao curti mto foi a traição que apesar de ter um casamento dificl ela o trai... acho que o livro nao me agradaria mto nao

    ResponderExcluir
  6. Não me interessei muito por este livro e provavelmente não lerei apesar de gostar de romances!!

    Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Tá, mas tipo assim a Educação de Sebastian ai o segundo A Educação de Carolina, que tipo de educação é essa? Eu não entendi muito bem, e nossa acho que eu amar conhecer o Sebastian, mas a Carolina tenho certeza que não, que tipo de mulher ela é para deixar o marido fazer esse tipo de coisa, e depois ela o trai, por que não acabou logo com esse casamento? Acredito que não irei curti o livro, ele não me interessou.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Esse livro pareceu legal e com uma historia interessante, mas não foi uma historia que conseguiu me envolver e achei a carol muito insegura o que acabou me irritando nesse livro !!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Que pena que você não gostou muito do livro... Não é uma leitura que eu faria agora, acho que iria me irritar bastante com a Caroline, como ela aceita uma marido assim e depois o trai, ao invés de se separar dele de uma vez? Além disso, cenas demais de sexo não me agradam.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. A Educação de Sebastian me surpreendeu. Este é um daqueles livros que prometem muito mais do que a sinopse mostra, como não havia gostado da sinopse na divulgação do livro, mas foi uma surpresa esta resenha. Julguei o livro como clichê e com um gênero que não sou fã, realmente o último fato é verídico, o primeiro é razoável, pois o clichê inicial serve para desenvolver a história. Gostei do drama sofrido por Caroline e a opressão dominada por seu marido e a rejeição dos pais de Sebastian, dramas que encontram-se. Fiquei curioso sobre a leitura!

    ResponderExcluir
  11. Gostei extremamente desse livro, o começo da desenha foi meio arrastado pois não gostei da falta de aceitação da Carol em reconhecer o abuso que sofria do seu marido, mas com o reencontro dela e Sebastian tudo começou a melhorar e eu fui me envolvendo cada vez mais na história. A proposta de colocar o homem como personagem sensível foi genial.

    ResponderExcluir
  12. Estava imaginando um romance erotico neste livro, gostei de não ter sido este o gênero e a autora ter desenvolvido o romance abusivo na trama de uma forma sutil, mas não descartável. Ela tratou tudo de uma forma incrível e o surgimento de Sebastian foi mais que necessário.

    ResponderExcluir