Resenha II Vale Das Chamas - Saga da Terra Conquistada #3 - J. Barton Mitchell

Editora: Jangada
Páginas: 496
“Vale das Chamas” é o desfecho eletrizante e surpreendente da Saga da Terra Conquistada. Agora, a Torre Partida, o mais famoso marco das Terras Estranhas, não existe mais. Zoe foi sequestrada pelos Confederados e Holt Hawkins e Mira Toombs tentam unir os últimos sobreviventes na luta contra os invasores. Mira sai em busca de Zoey, ao mesmo tempo em que tenta reunir uma frágil coalização de Mercadores do Vento, guerreiros Hélices Brancas e uma facção rebelde dos Confederados, um grupo heterogêneo em que a desconfiança impera. Enquanto isso, Holt viaja com Ravan e Avril, de volta ao lugar para onde jurou que jamais voltaria: o Fausto, a cidade desértica e perigosa do Bando. Ele vai para lá para resolver questões do passado com Tiberius e convencê-lo a lutar contra os Confederados. Tiberius, porém, tem seus próprios problemas para resolver. O Bando vive uma verdadeira guerra civil. Rebeldes tomam uma parte da cidade. Se Holt quer a ajuda do Bando, em troca ele talvez tenha que se aliar ao seu pior inimigo.

"Vale das Chamas" é o desfecho da Saga da Terra Conquistada, trilogia criada por J. Barton Mitchell. 
Conforme a sinopse explica, após alguns acontecimentos eletrizantes do segundo livro, Zoe foi sequestrada pelos alienígenas e cabe a Holt e Mira resgatá-la.
"Seu plano não era fugir, não era por isso que ela tinha vindo. Ela estava dentro da estrutura mais poderosa dos Confederados e a resposta para derrotá-los devia estar ali em algum lugar. Ela tinha que encontrá-la". (p. 159)
Sabendo que eles precisam de ajuda para recuperar a amiga, os dois vão seguir caminhos separados para recrutar aliados. O interessante é que agora, alguns grupos de alienígenas estão do lado dos humanos e querem ajudar, mas após tanto tempo de desconfiança, será que todos conseguirão deixar de lado suas desavenças para lutar por um objetivo em comum?

Uma das características marcantes de toda a saga é a descrição minuciosa das lutas e conflitos, sem tornar o texto maçante ou lento. Nesse terceiro livro, tal característica permanece, proporcionando ao leitor a sensação de estar presenciando pessoalmente os entraves.
Os protagonistas demonstram incrível amadurecimento e crescimento pessoal, deixando claro que não são mais crianças e sim adultos e que, apesar da forma precoce como tiveram que viver, conseguiram se tornar pessoas que entendem o que honra, lealdade e amizade significam.

É impossível descrever sem estragar as surpresas que aguardam o leitor. O que posso dizer é que sem dúvida o autor soube finalizar a saga de forma eletrizante, fechando as pontas soltas e trazendo uma grande satisfação em acompanhar Holt, Mira e Zoe durante todo o percurso.
"Mira olhou para o rio, observando-o correr para o sul, fluindo até desaparecer de vista. Pelo visto estavam na estaca zero de novo. De certa forma, estavam mesmo, mas ela tinha recomeçado do zero muitas vezes nos últimos meses, não tinha? Só precisava encontrar um jeito.
Um passo de cada vez, disse a si mesma. Um passo de cada vez..." (p. 179)

11 comentários:

  1. Adorei a resenha, ela me deixou ainda mais curiosa a respeito dessa trilogia!! Já estava na minha lista de leitura, mas acho que vou antecipar um pouco a leitura dela, apesar de ter outros na frente!!

    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Nossa amo esta trilogia este terceiro livro é muito bom como disse os personagens estão mais maduros e o autor soube finalizar a história super bem,com certeza foi uma das minhas melhores leituras de 2015.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Eu tenho muita curiosidade sobre essa trilogia, fico feliz ao saber que o autor conseguiu manter o ritmo da narrativa, principalmente sem ficar maçante. Também me anima a começar a leitura saber que o fina não deixou pontas soltas, porque isso geralmente me decepciona...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. conheço o livro mas não sabia que fazia parte de uma trilogia, gostei bastante da resenha espero poder ler os livros em breve.

    ResponderExcluir
  5. Oiiee,
    Amei a resenha, o livro tem tudo para me agradar e pretendo dar uma chance a saga, fico muito feliz em saber que o autor soube finaliza-la, com um desfecho que agradou muito.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Não fazia ideia de que este era o último livro de uma série, não conheço os primeiros. Eu gosto muito de como o autor desenvolveu e cresceu os personagens durante todo o enredo de forma fantástica, como você falou. Gostei da proposta de fantasia, amei toda a história.

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia esta série de livros, mas não me interessei muito, na verdade não é todo o tipo de fantasia que me interessa e este livro está entre esta última categoria. O livro tem as suas positividades, você citou partes como amadurecimentos e não se ruma leitura arrastada, espero que quem leia goste.

    ResponderExcluir
  8. ainda nao li e nem conhecia esta serie...como disse em outro comentario no blog nao curto mto distopias e coisas fantasticas... mas parece ser bom... espero que seja um sucesso...

    ResponderExcluir
  9. Oi desde o lançamento desse livro que já quero le-lo, a sinopse dele é incrível com sua resenha fiquei mas curiosa em relação a ele bjs.

    ResponderExcluir
  10. Vale das Chamas cumpriu com todas as minhas expectativas, eu estava tão ansioso para que o leitor continuasse com sua narrativa ágil e com as características dos personagens sempre em bom estado e ele conseguiu me surpreender e superar todas as expectativas.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    A historia do livro e interessante mas como é o desfecho não sei se leria a serie quero dar uma olhada no primeiro livro para ver se gosto, mas é sempre legal quando sabemos que a serie acaba interessando e o livro alcança nossas expectativas !!

    ResponderExcluir