Resenha II Todos Os Nossos Ontens - Cristin Terrill

Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...

A trama foca em alguns Em e Marina, duas personagens bem diferentes que estão em tempos diferentes. E é assim que o livro segue, em dois tempos: presente e futuro. Em começa a história como prisioneira em um calabouço, onde seu captor é o Doutor, um homem com sede de poder e que quer informações importantes da personagem.

Em contrapartida, Marina é uma garota com uma vida abastada e tranquila, o perfeito exemplo de vizinha da porta do lado. Apaixonada pelo seu vizinho, ela observará que devido a uma grande perda, o amor de sua vida começa a agir de forma diferente.

A primeira vista parece que a trama não tem pé nem cabeça, pois lida com duas realidades completamente diferentes e é isso que atraí o leitor. Essa dicotomia faz com que a leitura se torne empolgante e todos os detalhes fornecidos são peças para o quebra cabeça que é o quadro geral.
"Tudo será diferente então- ele fala, os olhos se fechando conforme descansa a cabeça no meu ombro. - Vou deixar tudo certo. Vou deixar tudo melhor."
Como o livro gira em torno de viagem no tempo, é possível imaginar que existam vários futuros alternativos e possibilidades infinitas. E é exatamente com isso que a autora brinca. 
Um livro com um potencial incrível, mas que possui alguns trechos descritivos e arrastados em excesso. Porém, isso não tira o brilho e a genialidade da construção da história.
"Sempre disse que tempo é complicado, que tem uma mente própria. Talvez esse seja seu jeito de nos punir por brincar com ele."

11 comentários:

  1. Gosto muito de livros assim, mas este apesar do tema e da capa muito bonita não me chamou atenção!! Quem sabe no futuro eu mude de ideia, mas por enquanto não vai pra minha lista!!

    Bjsssssssss

    ResponderExcluir
  2. Eu não fazia ideia que era uma distopia, meu gênero favorito, então pude me encantar ainda mais com o livro. Todos os Nossos Ontens me cativou com a força de Em e sua boa personalidade e índole sobre os documentos e sobre si mesma. Marina é uma personagem que detestei por sua futilidade, mas a aceitei pois é bem importante para a história. Muita expectativa sobre este livro.

    ResponderExcluir
  3. Distopia é um gênero que leio pouquíssimo, Marcus, mas costumo gostar um pouco. Esse é novidade para mim, pois envolve viagem no tempo, coisa que nunca vi em outros livros, mas já ouvi falarem muito bem. Todos os Nossos Ontens tem uma proposta bem legal, e o melhor é que é muito original. Cristin Terrill construi personagens e uma narrativa muito bem.

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de distopia e já faz algum tempo que quero ler este livro achei a trama interessante espero gostar quando ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. nao gosto mto de distopias prefiro coisas mais reais... porem achei interessante e nunca ouvi falar desta tematica em outros livros....

    ResponderExcluir
  6. Oi achei a temática do livro bem interessante, ele já esta na minha lista de leitura parece que esse livro te faz pensar em como a vida poderia ser se a gente pudesse muda-la e como sempre você faz ótimas resenhas bjs.

    ResponderExcluir
  7. Eu não gosto de ler coisas com viagens no tempo, mas Todos os nossos ontens despertou a minha curiosidade, principalmente por conta da sua resenha. Você consegue destacar muito bem os pontos positivos do livro, a maestria em que o autor narra a história, as boas explicações e um digno final. Quero!

    ResponderExcluir
  8. Adoro ler livros que falam de viagens no tempo, até então só tinha lido livros que falavam de idas ao passado, mas nunca ao futuro, como eu gosto bastante de ler livros distópico, não poderia deixar de ler.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Desde que vi esse livro no lançamento gostei muito da sinopse e lendo a resenha adorei a historia ela é cheia de coisas que gosto como distopia, viagem no tempo parece que tem um ótimo mistério e estou com muita vontade de ler !!

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu gosto muito de estórias que acompanham duas épocas diferentes, mas li poucas que tivessem viagens no tempo... É uma pena que a narrativa seja meio arrastada, mesmo assim estou bem curiosa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oiiee, tudo bom?
    Eu não li nenhum livro que fosse dessa temática presente e futuro, sempre li presente e passado, o livro parece ser super interessante, gosto dessa mistura de épocas, tentarei dar uma chance ao livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir