Resenha || Resta Um - Isabela Noronha

Editora: Companhia das Letras
Páginas: 304
*Livro recebido em parceria com a Editora*

Lúcia é uma professora respeitada no curso de matemática da Universidade de São Paulo e sempre enxergou a vida por meio dos números. Porém, quando sua única filha desaparece sem deixar rastros, seu pensamento racional será abalado para sempre. Anos depois do sumiço da menina, a vida da professora desmoronou, ainda que, em nenhum momento, ela tenha perdido a esperança de encontrar a filha, Amélia. Sem a ajuda do ex-marido ou da polícia, ela luta como pode. E eis que a chegada
de um e-mail parece conter, por fim, a pista certa de alguém que conhece o paradeiro da menina. Com um ritmo incrível e uma escrita cristalina, a autora deixa o leitor absolutamente envolvido nessa trama misteriosa e angustiante.



“Resta um” é um romance escrito pela autora Isabela Noronha, onde somos inseridos na vida de Lúcia, uma professora de matemática da USP. Sua vida parece funcionar como planejado e baseado “na lógica que criou”: Casada, no emprego que deseja.. Um lar aconchegante e uma filha adolescente. Porém tudo foge ao seu controle quando sua filha Amélia não retorna para casa.

Lúcia pouco a pouco vai sucumbindo à dor da perda e desespero, que logo vem acompanhado de uma severa depressão que muitas vezes a tira do seu eixo, revirando toda a possível “lógica” que pudesse existir em sua pacata vida. Mesmo com o passar do tempo, Lúcia jamais desiste de sua filha Amélia, mesmo que todos acreditem que não haja qualquer chance de a jovem ser reencontrada. A sensação é que Lúcia luta contra tudo e todos; até contra si mesma!

O que será que aconteceu com Amélia?
Onde será que ela está?

A história é um pouco lenta e repetitiva em diversos momentos e isso me cansou bastante. A questão do desaparecimento foi o que me chamou atenção na sinopse, mas achei que deixou um pouco a desejar com situações que me incomodaram um pouco. Mesmo assim, prossegui até o final ora me arrastando, outra mais animada e por fim consegui concluir o livro com um sentimento um pouco confuso se a história é fraca ou se eu fui com muita sede ao pote?! Infelizmente para o teor do enredo não me emocionei como imaginei que aconteceria; para “tentar” me explicar melhor, durante um longo tempo tudo foi muito, mais muito arrastado e depois “BUM!” o livro acaba com as coisas sendo praticamente jogadas de qualquer maneira. 

Consegui sim captar a dor e sentimento da perda de Lúcia e certamente fui solidária a ela.. Mas não amei a história. É um livro que poderia ser muito melhor; que eu esperava que fosse muito melhor e no fim foi apenas mediano!

Resenhista convidada - Daniela


7 comentários:

  1. Não tinha ouvido falar deste livro mais fiquei meio desanimada não gosto de livros onde a história se arrasta uma pena porque a sinopse até que é interessante.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu vi poucas resenhas desse livro... Por isso não tenho uma opinião formada se lerei ou não.
    Várias vezes fui trouxa por ir com muita sede ao pote e a história não ser boa.
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  3. Não tinha visto esse livro ainda, mas fiquei com um pouquinho de vontade de assistir.

    ResponderExcluir
  4. Nao conhecia o livro, mas acho que nao o leria também, o enredo nao me atraiu nenhum pouco. :(

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    O livro pareceu legal mais não é o tipo de leitura que gosto é uma coisa que me incomoda em livro e quando a autora fica girando sobre a mesma coisas a leitura acaba ficando arrastada!!

    ResponderExcluir
  6. o livro já nao me agradou quando li a sinopse. e voce contando que flui lentamente me desanimou mais ainda..... tbem nao gosto quando fica arrastando uma coisa que poderia facilmente ser resolvida e contada...

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esse livro e apesar de gostar da capa ele não me chamou atenção!!!

    Bjsssssss

    ResponderExcluir