Resenha II A Irmandade Perdida - Anne Fortier


Editora: Arqueiro
Páginas: 528
Exemplar recebido de parceria
Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios. No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto. Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos. Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas. Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.
A história se passa em dois tempos diferentes e possui duas protagonistas: na atualidade, temos Diana Morgan, uma professora de Oxford que tem uma certa obsessão pelas amazonas por conta da sua avó e no passado, temos Mirina, uma jovem forte que passou por diversos infortúnios. Os capítulos alternam entre a história dessas duas mulheres e no final uma revelação importante junta as personagens que estão a milhares de anos de distância.

Diana é uma professora que leva sua vida de forma pacata, seguindo uma rotina simples e sem muitas aventuras. Quando pequena, sua avó morou com Diana e seus pais por algum tempo. Considerada uma doente mental, a avó passou por inúmeros procedimentos médicos, mas mesmo assim, sempre contou à neta histórias sobre um grupo de mulheres fortes e independentes, que faziam a própria justiça e viviam sob suas próprias regras: as amazonas. Todos os acontecimentos da infância de Diana acabaram culminando em um fascínio sobre essas figuras fictícias da história. Mas será que elas são realmente fictícias?

Diana terá a sua resposta após embarcar em uma aventura rumo ao desconhecido: uma proposta de um grupo misterioso acaba levando-a a lugares nunca antes vistos. Essa aventura irá envolver Diana e sua melhor amiga Rebeca em uma busca de centenas de anos, onde contrabandistas e nomes importantes do meio acadêmico estão envolvidos. Há reviravolta, traições e inúmeras revelações.

Além de Rebeca, Diana conta com Nick, um misterioso contratado da fundação e Jason, seu vizinho e paixão platônica desde a infância.

Mirina era uma jovem forte e determinada que teve em sua vida muitas perdas. Sua única preocupação era manter a irmã mais nova a salvo. Infelizmente, a cada local que chegava algo terrível estava acontecendo. Mas isso não desanimou o seu espírito e não a deixou parar de lutar.

A autora trouxe uma nova perspectiva para um dos maiores confrontos da história antiga, com direito a descrições fabulosas tanto do passado quanto do presente. As locações são descritas de forma a tirar o fôlego do leitor e a composição das personagens é espetacular. Não importa a época em que essas mulheres nasceram, elas são amazonas de coração: fortes, resilientes e extremamente sagazes. 

Uma linda história de amor e aventura, mas que fala principalmente sobre as mulheres e o direito a escolha. A vida é repleta de escolhas, mas nem sempre podemos decidir por aquilo que queremos e sim pelo bem maior.

A escrita da autora é deliciosa e viciante. Com descrições ricas, personagens bem construídos e um enredo de tirar o fôlego, "A Irmandade Perdida" é uma obra completa.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. Existem uns dois errinhos de digitação, mas nada que interfira na leitura ou compreensão. A capa é linda e chama a atenção.



3 comentários:

  1. não conhecia o livro e fiquei mto encantada de verdade! não costumo gostar de historias contadas por mais de um personagem mas achei o tema mto diferente. eu particularmente nao li nenhum livro sobre amazonas e definitivamente esta na minha lista agora. obrigada pela dica

    ResponderExcluir
  2. Estou lendo só elogios sobre este livro,confesso que não estava muito animada pra ler mais já mudei de ideia quero muito ler,realmente a capa é bem bonita.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Faz um tempo que estou de olho nessa historia e lendo a resenha simplesmente adorei a historia, principalmente porque temos como tema as amazonas que é um tema que acho muito interessante e para uma historia cheia de mistérios !!

    ResponderExcluir