Resenha II O segredo dos elfos - Paula Pagliarini

Editora: Novos Talentos
Páginas: 264
*Livro recebido em parceria com a Editora
Antes de ser incorporada em uma das frotas do reino de Alfheim, Anabel, uma jovem guerreira elfo, precisa passar por um teste e, ao fim deste, um portal mágico se abre, revelando uma maldição e uma espada lendária há muito tempo perdida. Com a guerra iminente contra os trolls, Anabel parte para Quimera, o reino dos homens. A guerreira precisa lidar com o ódio do rei de Alfheim e com o amor do príncipe. No entanto, tudo muda quando ela conhece um belo elfo com os cabelos cortados e olhos profundamente azuis-marinhos e a história da espada é desvendada, assim como a origem de Anabel, até então desconhecida. Perante a guerra, um novo vilão é revelado, alguém que faria qualquer coisa para mudar o destino de Anabel. A habilidosa guerreira precisa escolher entre a vida que conhece e a vida que poderia ter se decidisse ficar com o incrível elfo de olhos azuis
O reino de Alfhein tem uma característica peculiar: a sociedade é dividida de acordo com a cor dos olhos de seus habitantes.

"As funções no reino eram distribuídas de acordo com a cor dos olhos. Os elfos de olhos acinzentados eram da realeza, pois eram descendentes de lordes ou filhos do rei. Os lordes que auxiliavam no governo tinham lindos olhos violetas. Os elfos destinados a ter o poder do conhecimento e da cura tinham olhos azuis. Aqueles destinados a se tornar guerreiros tinham olhos verdes. Os olhos castanhos designavam os elfos artesãos, ao passo que os empregados do castelo tinham olhos cor de mel." (p.11).

Acontece que o rei Galizur percebe que sua filha recém-nascida não tem os olhos cinza, como seria esperado da família real. Dessa forma, ele tem a prova da infidelidade da rainha. Decidido, uma noite ele deixa a bebê na residência de Ramiel e Theiliel, um casal guerreiro que não tem filhos. 


Os dois chamam a criança encontrada de Anabel. Anabel é amada por seus pais adotivos e é uma guerreira nata. Vários anos se passam e ao completar 18 anos ela precisa realizar um grande teste, onde acaba se destacando e descobrindo que está envolvida em uma antiga maldição.

O livro conta os acontecimentos que se passam após esse grande teste e o leitor vai conhecendo esse magnífico mundo criado pela autora. Descobrimos que no sul, os elfos não vivem em uma sociedade de castas e que a cor dos olhos não é um parâmetro importante.

E é do sul que surge um elfo arrogante e ao mesmo tempo intrigante, capaz de mexer com Anabel. Como se isso não fosse suficiente, o próprio príncipe Bariel se envolve na trama e o passado da protagonista está mais perto do que ela imagina.

A trama foi muito bem construída e tem todos os elementos necessários para prender a atenção do leitor. Um grande segredo, uma protagonista forte e carismática, uma lenda e dois personagens completamente diferentes e ao mesmo tempo, atraentes.

Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. A capa combina com a trama, porém a coloração deixou-a um pouco apagada. 


2 comentários:

  1. Já faz um bom tempo que não leio um livro de fantasia,não conhecia O Segredo dos elfos achei a história bem interessante,e com um protagonista forte, então merece uma conferida.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Quando era criança eu fantasiava que era um elfo ou uma fada!!! kkkkk Sempre gostei de historias assim e quando assisti ao filme Senhor dos Anéis e vi Orlando Bloom como elfo decretei meu amor eterno a essa especie!!!kkkkkk
    Achei interessante essa coisa da cor dos olhos definirem a que classe voce pertence, mas acho isso um tanto superficial afinal a cor dos olhos é apenas um fator genetico!! Vai pra minha lista com certeza!!!

    Bjsssssssss

    ResponderExcluir