Resenha || Canção do Cuco - Frances Hardinge

Editora: Novo Século
Páginas: 320
*Livro recebido em parceria com a Editora
Você desperta após um acidente. Você sente uma fome constante e implacável. Você acorda durante a noite várias vezes, com folhas e terra em seus cabelos. Objetos inanimados tentam te atacar. Você atrai tesouras. Em seu pranto, no lugar de lágrimas, teias de aranha brotam como fios de desespero. Sua irmãzinha passa a ter um medo incontrolável de você...
Assim tem sido a vida da jovem Triss Crescent. Aos poucos, ela descobrirá que o mal com o qual tem convivido é mais estranho e terrível do que ela jamais poderia imaginar. Tomada por dúvidas, ela parte numa jornada frenética em busca do Arquiteto, projetista de prédios, pontes e destinos sombrios.
Acompanhe Triss nesta arrepiante fábula da premiada escritora britânica Frances Hardinge, que desponta como uma das mais incríveis contadoras de histórias de sua geração. Mas lembre-se: nada é o que parece. Nem mesmo você.
Uma história intrigante que me pegou logo no começo me fazendo querer avançar e lutando contra  o sono na madrugada, pois eu precisava dar continuidade, e saber o que estava acontecendo com Triss Crescent!

A história começa com Triss despertando de uma queda no lago; coisas estranhas cercam a jovem .. Como sua fome insaciável, sua estranheza com relação aos seus sentimentos e como deva se portar.. Tesouras sendo atraídas de maneira sinistra, bonecas falantes.. A jovem acorda algumas vezes com terra e folhas no carpete e em seus cabelos de maneira inexplicável.. Pouco a pouco Triss descobre que pode se alimentar de coisas e não apenas alimentos normais.. Sua irmã Penny é a única que parece notar a estranheza que cerca Triss, enquanto seus pais apenas querem mantê-la sob seu domínio e cuidados.

"Ela mente. Ela rouba. Eça grita e atira coisas. E... e ela me odeia. Odeia de verdade. Posso ver nos olhos dela. E não sei por quê."

A jovem Triss a princípio não entende o que está acontecendo consigo, e lhe bate o desespero tentando ser a filha perfeita, a filha dos Crescent. Sua irmã Penny além de sentir medo de Triss parece odiá-la com todas as suas forças e não mede energias para espantar Triss e tentar fazer com que as pessoas ao redor percebam quem ela é na verdade!

"- O que eu sou? 
- Boneca de pano, boneca de espinho, boneca do sétimo dia! Boneca cruel! Boneca assassina!"

A história é narrada em terceira pessoa e nos apresenta um mundo fantástico e tenebroso; onde erros são cometidos por conta de ciúmes, inveja, sofrimento, dor, amor, amizade; as irmãs Crescent são fantásticas! Cada uma com suas particularidades; não são perfeitas, pelo contrário são cheias de defeitos que levam ambas a situações onde o caminho de volta promete ser árduo e assustador levando o leitor a um pique de curiosidade e agonia lancinantes. 

As personagens são meninas de 13 anos (Triss) e Penny (9 anos), que apesar da pouca idade, são personagens intrínsecos, cheios de personalidade e características marcantes! Fiquei completamente apaixonada pela coragem de Penny e muito tocada pela forma como Triss consegue sentir e decidir quem quer ser de verdade, qual caminho seguir, mas não antes de ponderar todas as opções e consequências de cada ato; não antes de mostrar seu lado mais sombrio. Ser altruísta não é algo que qualquer um possa demonstrar, mesmo que seja seu maior desejo.

"Agora não tem ninguém pra me julgar, pra me criticar. Ninguém pra impressionar, ninguém pra desapontar. Chegou o momento de descobrir quem eu realmente sou."

Penny apesar de emburrada, ciumenta e desesperada por atenção de seus pais.. Mesmo depois de cometer um ato impensado, onde não mediu bem as consequências, é capaz de demonstrar amor e lealdade, e também culpa .. Mas mesmo assim sempre justificada por coisas que a fizeram agir como agiu. 

Concluindo.. A Canção do Cuco promete revelar segredos e um lado completamente novo e sombrio levando o leitor a adentrar completamente o mundo de Frances Hardinge. Adorei cada página virada.. Amei o mundo fantástico e arrepiante criado por Frances, assim como a redenção encontrada pelos personagens diante atos duvidosos.


2 comentários:

  1. Só de olhar esta capa já fiquei com medo,nunca tinha tido o interesse de saber sobre este livro e achei super interessante e diferente, fiquei super curiosa em conhecer está história.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei a capa e agora com a resenha estou muito a fim de ler o livro!!! Essas coisas sobrenaturais me atraem de um jeito que não da pra explicar!!!kkkkkkk
    Vai pra minha lista de leitura com certeza!!!


    Bjssssssssss

    ResponderExcluir