Resenha || A Voz do Arqueiro - Signos do Amor #4 - Mia Sheridan


Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.
"Eu Bree você"
Quando iniciei a leitura deste livro, eu tinha acabado de finalizar uma leitura com uma temática parecida. Então fiquei um tanto receosa em não conseguir aproveitar a leitura, de não conseguir me envolver com os personagens e suas histórias. No entanto, ao postar uma divulgação no Instagram, recebi uma recomendação de um seguidor do blog. E obrigada Stephane, você tinha toda razão, esse livro é simplesmente MARAVILHOSO!

Ele traz a premissa de todo new adult, porém, a maneira como Mia desenvolve seu enredo é simplesmente cativante. 
O enredo vai nos contar a história de Bree Prescott, que deixa seu passado para trás, na tentativa de superar seus traumas e angustias. Ela sai de sua cidade natal a caminho de Pelion, no estado do Maine, onde acredita que sua família fora verdadeiramente feliz, antes de tudo acontecer em sua vida. 

"Os olhos dele me diziam tudo que a voz não podia dizer. Dissemos mil palavras sem que nenhuma delas fosse pronunciada."

"As vezes, um silencio compreensivo era melhor do que um monte de palavras sem sentido."

Ela se encanta com a cidade e logo seu caminho cruza com o de Archer, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. 
Archer, assim como Bree, é atormentado por seu passado, carrega em seu peito a culpa pela a tragédia que abateu sua família. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistério esconde.

Mia alterna os pontos de vista no decorrer do livro, ambos tem uma carga emocional muito forte e ter a visão desse sentimento nos ajuda a compreender melhor sua atitudes. A maneira como a relação de Bree e Archer evolui é um ponto a se destacar, em especial por não ser uma relação construída da noite para o dia. O amor que surge vai evoluindo com o passar do tempo, sendo construído à base da confiança e, digamos, da determinação de Bree em querer conhecer e entender os motivos de Archer ter se isolado do mundo.

'Quando você estava presa naquela armadilha, eu não conseguia falar para tranquiliza-la. Você não pode me ouvir… isso eu não posso mudar. Mas quero que me veja."

"Você me ajudou a ver minha própria imagem, Archer. Deixe que eu o ajude a ver a sua."

Outro ponto a destacar são os personagens secundários, extremante bem construídos, tornando-se fundamental a esse enredo. Mia fala de um amor que transforma a vida, um amor que é capaz de libertar uma mulher presa a uma noite terrível e um homem que convive em silencio com uma dor profunda. Ao unirem-se, eles lutam para superar as marcas da violência e Bree achará a chave para sua libertação, enquanto Archer encontra sua voz.

Com uma escrita inigualável, Mia Sheridan nos presenteia com história de amor e superação, capaz de modificar vidas através de atitudes e compreensão. Uma história delicada e encantadora, onde a leitura nos leva a um mundo único.

Não sabia o bastante para sonhar com você, Bree, mas de algum modo você se tornou realidade. Como isso aconteceu? Quem leu a minha mente e soube exatamente o que eu queria, quando eu mesmo não sabia?“


8 comentários:

  1. Não estava dando muito crédito para este livro mas agora estou mudando de ideia parece ser uma linda história de superação e com uma boa dose de romance então com certeza quero ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha visto a capa desse livro e só por isso já queria ler o livro.Achei muito bonita a capa. E ao ler a resenha quero realmente lê-lo.Parece ser uma estória muito legal e quero muito descobrir como que será essa questão de Archer encontrar a sua voz.

    ResponderExcluir
  3. gosto muito desse coisa de mitologia e tal, acho muito interessante, pode se supor que é uma serie bem grande já que sao 12 livros, nao sei se leria apesar de ser romance.

    ResponderExcluir
  4. Assim que a arqueiro lançou esse livro eu quis ler, achei bem legal essa pega do mocinho imperfeito, o fato de ter um mistério envolvendo o passado dos dois, não sei, só sei que me senti ligada á esse livro de cara e saber que é tão bom quanto imagino me deixa mais curiosa!

    ResponderExcluir
  5. Quando vi o lançamento do livro fiquei meio em dúvida e acabei desistindo dele. Agora que as resenhas estão saindo, sei que errei e pretendo ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Gostei bastante dessa historia, desde que vi essa livro e li a sinopse a historia já me conquistou, gostei muito dos personagens e assim que tiver oportunidade irei ler !!

    ResponderExcluir
  7. Desde que vi o lançamento do livro A Voz do Arqueiro eu ja queria mtoooooo!!!
    Primeiro que é da minha editora preferida e olha essa capa lindaaa, como nao querer?
    Depois de ler a resneha, ja quero conhecer esse Bree Prescotte Archer, parece que vou ficar apaixonada por eles.Tenho gostado de livros com uma carga emocional forte, acho que consigo me envovler mais... historias intensas estao me conquistando mto.
    Nao tenho duvidas que vou ler!
    Beijos

    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Tenho desejado o livro desde o lançamento e com essa capa...nem falar que essa capa é muito sugestiva.
    “Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância.”(Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir