Resenha II Os Príncipes Encantados Também Viram Sapos - Megan Maxwell


Editora: Suma Letras
Páginas: 376

Um conto de fadas moderno e apaixonante que tem como cenário as ilhas paradisíacas do Havaí.Kate e Sam se conheceram muito jovens, durante férias de verão na Califórnia, e se apaixonaram à primeira vista. O amor entre eles supera o tempo e a distância e, ao terminarem a faculdade, ele a pede em casamento. Os anos se passam e o casal parece ter construído a vida perfeita: eles têm uma carreira de sucesso, duas filhas lindas e ainda são apaixonados. Sam, que cresceu em um orfanato, conseguiu com Kate tudo o que sempre quis: uma grande família. Até que um telefonema muda tudo... Megan Maxwell, autora da série best-seller Peça-me o que quiser, conta uma história sobre amor, infidelidade e segundas chances.


Preciso confessar que quando li a sinopse tive uma impressão um pouco diferente da trama. Conforme a sinopse explica, Kate e Sam tem o casamento dos sonhos. É a representação do relacionamento perfeito. Pelo menos é isso que aparentam. Um dia Kate recebe um telefonema, onde procuram pelo marido dela, discutindo sobre um acidente envolvendo um carro que está no nome deles. Esse é o telefonema que irá mudar.

Kate descobre que Sam tem outra família, outros filhos que agora estão órfãos. Ela decide separar-se mesmo amando o marido e Sam retorna ao Havaí para criar os dois pequenos. 
O que ninguém entende é como Kate pode agir tão tranquilamente em relação aos acontecimentos. Com o desenvolver da trama, observamos que não existem príncipes ou princesas nesse relacionamento...

Essa é a primeira obra da autora Megan Maxwell onde não nos deparamos com um teor altamente erótico. Existem cenas de intimidade sim, mas são regadas a sentimentos e nostalgia. Essa mudança, trouxe alguns pontos positivos, como um maior romance e discussão sobre valores familiares, mas também sobre segundas chances e perdão. Mas nem tudo são rosas e unicórnios. A autora tornou o texto muito cansativo com suas repetições sobre como eles se amam, e alongou demais a tentativa de reaproximação dos dois. O mesmo ocorre com os personagens secundários, a irmã de Kate e o Michael, o amigo irmão de Sam. Os dois se amam desde sempre, mas enrolam muito para ficar juntos e Terry (irmã da Kate) é tão imatura que se torna irritante.

O lado positivo da trama são os filhos. Tanto as mais velhas, como os pequenos, roubam o coração dos leitores.


4 comentários:

  1. quando li a sinopse também pensei que fosse algo diferente, já li algumas resenhas desse livro mas nao consegui gostar, fora a maioria das resenhas que não são lá muito positivas.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não tinha me interessado muito por este livro, agora depois da resenha fiquei com menos vontade de ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Não sei bem o que esperava desse livro, mais não sei, eu pensei que ele fosse mais. Sei lá, acho que a autora pecou nessas coisas que você bem apontou, como demorar de mais na reaproximação do casal, se bem que eu entendo o porque disso. E a criação de personagens que não nos cativa logo de cara. Não sei, eu quero ler esse livro mais estou com um super pé atrás.

    bju

    ResponderExcluir
  4. Hahaha...esse título é mto bom, Os Príncipes Encantados Também Viram Sapos!
    Gostei do livro pelo que li aqui na sinopse e gostei por apresentar questões sobre os valores familiares, segundas chances e perdão.
    Eu tb acho mto cansativo qdo a autora fica falando a mesma coisa relembrando o leitor, me sinto enrolada.
    Mas queria conhecer Kate e como lidou com toda essa traição do ex.

    ResponderExcluir