Resenha II A Herdeira - A Seleção #4 - Kiera Cass



Editora: Seguinte
Páginas: 390
A Herdeira - Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.






Kiera Cass conquistou os leitores brasileiros com a série "A Seleção". Por isso, a emoção que a notícia que existiria o livro "A Herdeira" foi geral. 
Eadlyn será a primeira mulher a assumir o trono. Uma responsabilidade enorme ser responsável por tantas pessoas e também abrir precedentes. Sua vida não é um conto de fadas, pois precisa dedicar-se com muito afinco para entender todas as nuances de seu cargo. Visto dessa forma, Eadlyn teria todos os ingredientes para ser uma personagem queridinha dos leitores, mas há um grande porém: sua personalidade!

Quando comecei a conhecer a protagonista, tudo o que eu conseguia pensar era: "que garotinha metida a besta!". Eadlyn é mimada e arrogante e juntando ao fato de que ela tem influência e poder, se torna uma personagem facilmente odiada. Porém, isso é no início do livro. Então, fiquem tranquilos.
O clima é aliviado pela presença de seus familiares, seus irmãos mega fofos e até mesmo pela presença de seus pais, mas Eadlyn é mais realista no quesito amor. Ela não acredita que irá encontrar alguém com quem terá um relacionamento semelhante ao de seus pais, mas acaba aceitando, por questões políticas, participar de uma nova seleção.

Diferentemente da seleção de seus pais, não há um triângulo claro no início. Não conseguimos descobrir se Eadlyn tem uma quedinha especial por alguém em particular.
Já os candidatos esbanjam carisma. Nas redes sociais já existem alguns "times" defendendo seus queridinhos.
Como sempre, a editora arrasou no trabalho de diagramação e layout. A capa combina com as anteriores da série e é belíssima.


"Olhei para o espelho e disse para meu reflexo:

— Você é Eadlyn Schreave. Será a próxima pessoa a governar este país e a primeira garota a fazer isso sozinha. Nenhuma pessoa — prossegui — é tão poderosa quanto você."



7 comentários:

  1. Adorei sua resenha, eu estou louca para ler essa coleção mas estou esperando lançar todos os livros. Sou daquelas que nao aguenta esperar o lançamento de um livro :x

    ResponderExcluir
  2. Confesso que estou com um pé atras com este livro, mas como gosto da escrita da autora, vou arriscar a leitura assim que possível.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. li o livro assim que lançou, e confesso que nao gostei tanto quando tinha gostado dos anteriores, mas vi que a autora se esforçou pra nos transmitir que a personagem estava mudando, mas o final, me deixou super curiosa pela sequencia.

    ResponderExcluir
  4. Que bom que ela não é chata o livro inteiro,li algumas resenhas falando não muito bem dela por isso estava com receio de ler, porque eu gostei muito dos livros anteriores agora vou ler sabendo o que esperar.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. O livro acho que foi um dos mais badalados da série, embora a opinião dos leitores sejam um tanto controversas.
    Ainda assim, gostaria de ler toda a série.
    “Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo; quando vires um homem mau, examina-te a ti mesmo.”(Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  6. Para começar, para mim A Herdeira tem a capa mais bonita já lançada na série. Esse fundo escuro ficou mto bom.
    Realmente foi uma emoção saber que tem mais sobre esse mundo da Seleção e ter uma moça escolhendo é uma mudança e tanto nesse mundo sempre machista ne?!
    Agora sobre a Eadlyn, acho que já é consenso que todo mundo achou ela mto nojenta e mimada, espero que a autora tenha feito isso de propósito para depois mostrar ela super transformada.

    ResponderExcluir
  7. Li este livro e não gostei de muitas coisas. A protagonista, saber que a seleção ainda é usada como um meio de alienar a população, o quão fraco a America e o Maxon se tornaram, saber que a derrubada das castas não serviu muito, enfim... foi uma série de acontecimentos que me fizeram desgostar dessa continuação. Pra mim, a Kiera deveria ter terminado na trilogia mesmo.

    ResponderExcluir