Naomi & Ely e a lista do Não-Beijo II David Levithan e Rachel Cohn




Editora: Galera Record
Paginas: 256
A quintessência menina-gosta-de-menino-que-gosta-de-meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.



Acho que a junção de dois bons escritores pode dar muito certo ou muito errado, mas quando juntamos David Levithan e Rachel Cohn o resultado é sempre muito certo. Para quem não sabe eles já escreveram outro livro juntos,  Nick e Norah – Uma Noite de Amor e Música, esse foi um sucesso e foi adaptado pra o cinema. A escrita dos dois autores é bem parecida, tem uma pegada de drama e junta muitas partes de comédia. 

Todo escrito em primeira pessoa o livro alterna a cada capitulo a visão de um personagem diferente não focando somente em Naomi e Ely, o que para mim deixou o livro mais interessante, já que logo de inicio queria saber a visão de outros personagens. 

Naomi conhece Ely desde sempre, assim que eles definem a amizade deles, e passaram por vários problemas, como o pai de Naomi ter tido um caso com uma das mães de Ely, sim você leu certo mães. Gostei muito da forma como um tema é tratado com a naturalidade que merece. Naomi sempre nutriu uma paixão por Ely e sonhava que eles iram se casar e ter filhos, só que Ely é gay e só sente por Naomi uma grande amizade. 

Para que não ajam conflitos por causa de algum cara, os dois criam a lista do Não-Beijo, onde ah um ranking de caras que nenhum dos dois deve beijar ou se envolver. Só que Ely acaba beijando o atual namorado de Naomi, Bruce o segundo (ele é o segundo, pois existe Bruce o primeiro), que por sinal não estava na lista por que ela acha que Ely nunca iria beijar Bruce. Naomi fica completamente abalada, mas não pela traição do namorado, mas pela traição de Ely, na cabeça dela Ely preferiu Bruce a ela.

Em meio a brigas, com direito a devolução de presentes e regras para evitar encontros, Ely e Naomi passam a reavaliar todos os anos de amizade. Para Naomi está sendo mais difícil, pois ela é considerada a garota mais bonita e admirada do prédio, da faculdade e do bairro, ela tem uma personalidade forte e sedutora e não consegue entender como Ely não se sentiu atraído por ela. Já Ely, acaba de descobrir que se sente atraído por Bruce o segundo de uma forma diferente, ele sente vontade de ter um relacionamento e não um casinho passageiro.

naomia
Bruce, o segundo

Fora o drama Ely e Naomi, outros personagens são destaques, como o Bruce o segundo, que acaba de descobrir que sente atração por Ely e ao mesmo tempo tem que lidar com como contar para a mãe sobre essa relação. Novamente tenho que dizer que gostei da forma como o assunto foi tratado, com simplicidade e leveza.

Acho louvável a abordagem que os autores deram a descoberta (aceitação) da homossexualidade na adolescência, um período já complicado por conta das mudanças, passa a ser mais complicado para quem ainda esta descobrindo sua sexualidade.

O livro é cheio de tiradas bem humoradas, mas com o fundo de seriedade, o que nos faz pensar muito nas atitudes de cada personagem. Mostra que a amizade deve estar acima de qualquer coisa e que é uma via de mão dupla os dois tem que ceder para mantê-lá.

Para quem não sabe o livro virou filme e estreou dia 17 de julho dos Estados Unidos. Quero muito assistir e rir das loucuras da Naomi e do Ely.


8 comentários:

  1. Oi Marília
    Pra falar a verdade eu não tinha prestado muito a atenção neste livro foi a primeira vez que li a sinopse e achei até bem interessante,fiquei bastante curiosa para ler valeu a dica.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Fico pensando como deve ser esse trabalho entre os dois autores. Deve dar uma dor de cabeça e várias discussões...kkkk Sobre a história, confesso que achei um pouco confusa. E apesar de ser bem escrito e tal- não duvido da qualidade- não me agradou. Pelo menos, não ao tanto de sair de casa para comprar o livro. Acho que essa opinião poderia ser revista só se eu gostasse do filme. hehe

    bju

    ResponderExcluir
  3. Eu virei fã do Levithan. Adoro essa escrita dele e o fato de ele tocar em assuntos tão delicados como a homossexualidade de maneira natural e como deve ser.
    Mas nunca li nada dele escrito em parceria com outro ator e tenho certo receio...principalmente esse livro porque ouvi críticas muito variadas. Mas vou continuar pesando isso e um dia desses se tiver a chance eu mesma vou ler e tirar minha conclusão.

    =*

    ResponderExcluir
  4. adoro livros engraçados, fiquei curiosa pra ler esse, e espero me divertir bastante, nao li ainda nenhum livros dos autores. que bom que virou filme vou assistir também.

    ResponderExcluir
  5. adoro livros engraçados, fiquei curiosa pra ler esse, e espero me divertir bastante, nao li ainda nenhum livros dos autores. que bom que virou filme vou assistir também.

    ResponderExcluir
  6. Marília!
    Nossa! Uma amizade onde a protagonista se apaixona pelo amigo gay que a trai é demais.
    Sem contar que o autor é bem conhecido, deve tornar a leitura boa.
    Vamos aguardar o filme, tomara que seja tão bom quanto o livro.
    Feliz dia dos pais!
    “As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.”
    (Lilian Tonet)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  7. Aiiii..esse livro eu quero mto ler!
    Achei o titulo mto interessante e algo escrito pelo David Levithan é sempre bem elogiado.
    A capa está linda tb ne?
    Um tema muito interessante é a descoberta da homossexualidade na adolescência que é retrata no livro, e vejo que tem humor tb, que para mim é algo que ganha pontos para nao ficar pesado demais o assunto.
    Soube que teve a adaptação e achei mtooooo legal, com certeza vai ser sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu vi várias críticas positivas e negativas a respeito do livro e a única coisa que está me mantendo um pouco distante é sobre o ''amigo'' ter pegado o namorado da amiga gente!! Que isto!!!
    Acho que este é o principal motivo de não ter pegado o livro para ler ainda, mas pretendo fazer isto ainda.
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir