Resenha || O Sangue do Cordeiro - Sam Cabot


Editora: Arqueiro
Páginas: 368
"Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.”

Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele.
Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia.
Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar. Livia, porém, tem um segredo: ela e seu povo são vampiros.
Com uma narrativa que remete ao estilo de Dan Brown e ao terror sobrenatural de Anne Rice, O sangue do cordeiro é uma viagem inesquecível a um passado inimaginável.

Uma história surpreendente que prende o leitor do começo ao fim!  

A história gira em torno de um acordo selado sobre um "segredo" que ninguém jamais deveria tomar conhecimento; esse acordo foi entre um povo e a igreja católica. Esse "segredo" é a coexistência entre humanos e vampiros, com leis rígidas que protegessem a humanidade, sendo assim eles não atacariam humanos e sim se alimentariam de sangue através de bolsas em hospitais católicos ao invés de saírem por aí "atacando" humanos ou fazendo deles seus escravos seus escravos de sangue ou sugando-os até a morte. 

O nome desse povo é Noantri e eles "não existem" ou "não deveriam existir". Só que obviamente as leis são feitas para um coletivo, sempre deixando diversas pessoas ou no caso vampiros, insatisfeitos com a submissão imposta; sendo assim através de uma busca o documento original é roubado e escondido por Mario Domiani que deixou uma carta com uma cópia para Margaret e outra com seu povo.. O intuito é que Margaret (sua querida amiga) leve tal documento a alguém, em caso da morte dele para que torne o documento público. Bom.. Ele morre o documento desaparece; afinal apenas "ele" sabia onde estaria o original as coisas são "controladas", porém anos se passam e mais tarde outra pessoa com as mesmas ambições de Domiani e pensamentos jura possuir o documento original e mais uma vez quer revelar ao mundo tudo que sabe e "libertar seu povo das tais leis". 
Uma confusão começa, pois há aqueles que são a favor e mesmo dentro do povo Noantri, aqueles que são contra, afinal não seria como o fim do mundo? Revelar a existência de vampiros e deixá-los decidir como agir e o que fazer?

A história é muito bem escrita e para os curiosos de plantão e que acreditam em conspirações e segredos escondidos pela Igreja e etc.. Esse é um daqueles livros que irá dar um nó na sua cabeça e te fazer refletir por muito tempo, sobre coisas que já ouvimos falar.. Talvez mitos ou não! Mas que deixará você, leitor.. Muito curioso!
Umas das coisas mais fantásticas nessa história é a construção crível dos personagens que nos fazem perceber o quão "real" são apesar de se tratar de uma ficção. Será? rs
As questões religiosas foram muito bem pesquisadas e tornou tudo muito "real"; gente! Estou babando no livro até agora! Devorei suas páginas e fiquei com aquela sensação de vazio e muitas perguntas e intrigas em meus pensamentos! Sou meio doida com histórias assim!

Se  vale a pena ler Sangue do Cordeiro? Acho que minha resenha já responde isso e aminha avaliação!


9 comentários:

  1. Oi Karini!!! Gostei demais da sua resenha e apesar de não ser o meu tipo favorito de leitura fiquei muito curiosa e vou acrescentar na minha lista de livros!!!

    Bjssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marci tudo bem?
      Esse livro é muito legal! Adoro o tema.. me faz pensar nas teorias de conspirações.. esquenta não! sou doida! kkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Hello!
    Lendo a sinopse pensei na hora nos livros do Dan Brown e eu amooo! Ja tenho todos os 4 que lançaram e como é bom!
    Esse livro me animou demais! E depois da sua resenha me interessei mais ainda em ler... Acho q é do estilo que gosto e essas conspirações e segredos da igreja eu acho mto doidas.. Hahaha.
    Adorei a dica!
    Bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Suzzy pra quem já leu livros do Dan Brown lembra mesmo! E eu já li livros bem legais dele.. apesar de conhecer um montão de gente que detesta!

      Se gosta do Dan, vai curtir esse livro com certeza!

      Excluir
  3. Não tinha parado para ler uma resenha toda desse livro, agora pude ver que esse livro é realmente bom e com pontos de curiosidade. Sem falar na capa que é linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana eu gostei bastante!
      Como digo sempre.. é meu número!

      Excluir
  4. A capa tinha me interessada bastante, mas infelizmente quando li a resenha percebi que não é meu estilo de livro e que não irei gostar, mesmo assim obrigado pela dica e sei que muitos que gostam desse estilo ira gostar

    ResponderExcluir
  5. A capa me chamou bastante a atenção.
    Não tenho livro ainda da editora, seria uma boa pedida né?

    ResponderExcluir
  6. Tenho um pouco de dificuldade pra esse tipo de literatura..
    Na verdade curto mesmo coisas que sei que nunca aconteceram e nem vao acontecer, gosto de fantasiar.. Acho super importante até esse tipo de livro, mas acho aleitura pouco fluente no meu caso, por isso quase sempre abandono o livro pela metade..

    ResponderExcluir