Resenha II 1Q84 - Trilogia Completa - Haruki Murakami

Editora:Suma de Letras
Páginas:430

1Q84 é o livro mais ambicioso de Haruki Murakami, fenômeno da literatura contemporânea. Escrita originalmente em três volumes, a obra esteve no topo das listas de mais vendidos no mundo inteiro e, só no Japão, ultrapassou a marca de 4 milhões de exemplares vendidos.

Tóquio, 1984. Aomame, uma mulher que esconde sua profissão de assassina, é enviada para matar um homem numa missão que mudará drasticamente sua vida. Em paralelo, Tengo, professor de matemática e aspirante a escritor, se envolve em um misterioso projeto de reescrever o romance Crisálida de ar, composto por uma menina de 17 anos. De forma alternada, as duas narrativas convergem, e aos poucos o leitor descobre o verdadeiro elo entre elas.

Conforme 1Q84 caminha para uma resolução, acompanhamos o incerto destino se fechar ao redor de Aomame e Tengo. Ao mesclar com maestria suspense, fantasia e amor, Murakami alcança nesta trilogia o ápice de sua criatividade literária.



1Q84 - Livro 01:O livro apresenta diversos personagens em situações inusitadas. Aomane é uma assassina que está parada no trânsito dentro de um táxi em uma via expressa de Tóquio. Aomane decide sair do táxi e fazer o percurso a pé, apesar dos alertas do motorista. Essa caminhada a leva a uma realidade diferente, quase como um mundo paralelo, mas não exatamente isso.

Outro personagem do livro é Tengo. Tengo é um professor e aspirante a escritor, que está reescrevendo um romance misterioso de uma jovem de 17 anos, a Fukaeri. 



A primeira vista, as histórias alternadas causam um pouco de estranheza ao leitor, pois fica difícil entender a conexão entre dois rumos tão distintos, mas através de uma escrita concisa e de pequenos detalhes apresentados durante a narração, observamos que existem semelhanças nas histórias. 

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

1Q84 - Livro 02: No segundo volume, os capítulos continuam alternando entre as narrativas de Aomame e Tengo. A trajetória desses dois se aproxima cada vez mais e começamos a deslumbrar algumas explicações. 


Por um lado, o leitor compreende melhor a seita Sakigake e a missão de Aomane em eliminar o seu líder. É difícil explicar sem entregar as maiores revelações, mas durante a narrativa, somos surpreendidos inúmeras vezes. Cada página apresenta uma nova informação que nos deixa boquiabertos, pois demonstra o dom de Karuki Murakami em não apenas criar o mundo que é 1Q84, mas em conseguir emaranhar todas essas complexas teias de situações que nos levam a um objetivo conhecido por todos: a busca pelo amor.




As passagens de Tengo também se tornam mais e mais complexas. Os contos que ele reescreve baseado na obra da Fukaeri também começam a dar mais pistas. Isso não quer dizer que as explicações sejam sensatas ou até mesmo plausíveis, mas são tão bem elaboradas que a sensação final é a de encantamento.

Ao finalizar o segundo livro, a única certeza é de que não podemos perder o desfecho dessa história.
1Q84 é uma trilogia complexa, onde o leitor precisa estar disposto a ficar atento a tudo. Quando se visualiza o quadro geral da história, ela se torna simplesmente magnífica!



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

1Q84 - Livro 03: Aomame, uma assassina, desce a escada de um viaduto em Tóquio no ano de 1984 e vai parar em 1Q84 (Q = question Mark). A protagonista tem honra, seus crimes são cometidos apenas contra homens abusivos, que tem mulheres como alvas. Ao adentrar em 1Q84, o seu mundo é alterado de uma forma mais que perceptível. Um céu com duas luas, um povo pequenino e fundamental. 


Esse povo é responsável por guiar a Seita Sakigake, cujo líder é o próximo alvo de Aomane. Esse líder tem uma filha, a Fukaeri, que escreveu um romance aos 17 anos de idade e está sendo rescrito por Tengo Kawana. 



Nesse último livro temos um maior foco em alguns aspectos, como o povo pequenino e Tamaru, um guarda-costas, que até então, tinha feito uma pequena participação. Apesar da história se passar em um mundo completamente exótico e arrebatador, os temas principais discutidos na obra ultrapassam a barreira de tempo, linguagem e geográfica. O autor fala de sentimentos: da solidão, da busca pelo amor e pela felicidade, do contentamento.

Desde o primeiro livro, o aspecto psicológico é fortemente trabalhado. Não há dúvidas de que a trilogia é uma leitura obrigatória para todos que tiverem interesse em refletir sobre os aspectos mais intrínsecos da humanidade.

3 comentários:

  1. Hello!!!
    Na hora que vi o nome do autor, pensei na hora que seria japonês e pelo jeito acertei hein?!
    Adoro a cultura j-pop, e nao conheci essa série! Ainda mais esse sucesso de venda todo!
    Me interessei pela trilogia e vou até pesquisar o preço para ver se começo a ler mês que vem.
    Adorei a dica, mto bom ver livros diferentes que outros blogs nao publicam.
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Achei bem interessante e não conhecia, já coloquei ele na minha lista, a unica coisa que eu não gostei foi a capa

    ResponderExcluir
  3. Essa série não me agradou, não faz meu estilo, infelizmente.

    ResponderExcluir