Resenha || Escuridão Total Sem Estrelas - Stephen King


Editora: Suma de Letras
Páginas: 392
Vencedor dos prêmios BRAM STOKER e BRITISH FANTASY 
“Contos que fazem mais do que jus à qualidade literária desse autor prolífico. Instigantes? Sim. Brutais? Nem queira saber.”  The New York Times
“Reviravoltas sombrias guiam os quatro contos, que mostram como um talentoso contador de histórias pode fazer um livro inquietante e impossível de largar.” — Publishers Weekly
“King oferece quatro olhares que vão direto ao ponto ao mostrar os limites da ganância, da vingança e do autoengano.” — Booklist
Na ausência da luz, o mundo assume formas sombrias, distorcidas, tenebrosas. Em Escuridão total sem estrelas os crimes parecem inevitáveis; as punições, insuportáveis; as cumplicidades, misteriosas. 
Em 1922, o agricultor Wilfred e o filho, Hank, precisam decidir do que é mais fácil abrir mão: das terras da família ou da esposa e mãe. No conto Gigante do volante, após ser estuprada por um estranho e deixada à beira da morte, Tess, uma autora de livros de mistério, elabora uma vingança que vai deixá-la cara a cara com um lado desconhecido de si mesma. Já em Extensão justa, Dave Streeter tem um câncer terminal e faz um pacto com um estranho vendedor. Mas será que para salvar a própria vida vale a pena destruir a de outra pessoa? E, em Um bom casamento, uma caixa na garagem pode dizer mais a Darcy Anderson sobre seu marido do que os vinte anos que eles passaram juntos.
Os personagens dos quatro contos de Stephen King passam por momentos de escuridão total, quando não existe nada — bom senso, piedade, justiça ou estrelas — para guiá-los. Suas histórias representam o modo como lidamos com o mundo e como o mundo lida conosco. São narrativas fortes e, cada uma a seu modo, profundamente chocantes.





Quem me conhece sabe o quanto aprecio as obras do mestre King e com Escuridão Total Sem Estrelas não poderia ter sido diferente! Este volume contém quatro contos inéditos do autor, sendo eles: 1922, Gigante do Volante, Extensão Justa e Um Bom Casamento.

Agora vou falar um pouco sobre cada conto que eu li:


1922


Wilfred é um pai de família dedicado e típico fazendeiro, ama aquelas terras e a forma como vive, porém o casamento não anda lá essas coisas e sua esposa resolve se desfazer dos 100 acres que herdou de seu pai. Com isso as intrigas serão acirradas e mirabolantes planos serão traçados para evitar que Wilf perca o que mais ama! Ele conta com a ajuda do filho, a quem manipula chegando a sugerir que a solução fosse assassinar sua própria mãe! Ele usa a famosa lavagem cerebral, induzindo e conduzindo o filho ao ódio. Enquanto sua esposa também tem seus próprios planos e sua maneira de ver a situação! O que será que acontece? Com o mestre King nada é clichê ou ao acaso, tudo é tão bem delineado e palpável que o leitor se vê na situação inclinado a escolher lados e lutar pelo que se acredita! Aterrorizante e visceral. A mente doentia e perturbadora de um ser egoísta e que visa a si próprio e seus "amores" em primeiro plano!


"- Mas eu amo minha  mãe!- Eu também - falei o que, por mais difícil de acreditar, era verdade.
O ódio que eu sentia por ela naquele ano de 1922 era maior do que o que um homem pode sentir
por uma mulher, a menos que haja amor envolvido."





Gigante do Voltante



Tess é escritora de livros no estilo policial (um dos meus preferidos). Vive em palestras e encontros, uma pessoa que está sempre visível e em dado momento cai em uma cilada sinistra que a primeira vista causa pânico e desespero, pois não se sabe se ela será capaz de sair dessa! O conto resumisse em vingança nua e crua e para se entender melhor do que estou falando é necessário prestar muito atenção a condição mental da personagem, a tudo que lhe perturba e pequenos detalhes que vem e vão como em um flash.

Extensão Justa



Streeter está com câncer em estágio terminal e  com tratamento quimioterápico pode levar até seis meses vivendo. Porém algo inusitado acontece e muda sua vida para sempre.. Mesmo que para isso outros tenham que perecer. Acho que de todas; essa foi à história que mais mexeu comigo! Pois realmente é desconcertante! Na verdade todas são! Mas essa em especial me deixou atônita!


Um Bom Casamento



Darcy tem tudo que muitas mulheres sempre sonharam! Um casamento sólido que dura a mais de vinte sete anos, mãe de dois filhos já criados e bem encaminhados e uma vida cômoda.. porém  tudo muda de repente, quando sai para buscar pilhas para o controle remoto e o que era perfeito mostra as rachaduras jamais percebidas e talvez fosse melhor não saber! As vezes o cômodo é mais fácil que lidar com o que vem a seguir! Será?

Ninguém sabe tudo sobre o outro, por mais que se passa uma vida inteira ao lado daquela pessoa. Ela só sabe o que queremos revelar. E às vezes o que está oculto seja o que é de fato verdadeiro. Às vezes achamos que tudo que devemos saber sobre o outro para construir um futuro está ali à mão, mas nem sempre é assim.. Com o tempo às coisas vem a tona e o inevitável pode acontecer!
Nem todos são o que demonstram, nem tudo é o que parece ser! Muito cuidado!



Falar sobre esses contos sem contar spoiler sem dúvidas foi a coisa mais difícil que eu fiz! Pois meu desejo é dissecar cada detalhe com vocês! Mas aí perderia a graça não é mesmo?!
As histórias contidas neste volume do King não são contos bonitos ou fofinhos.. São contos sinistros e macabros e até mesmo perturbadores que promete arrepiar o fio de cabelo daquele leitor mais cético e crédulo! Tenho certeza que  muitos de vocês, assim como eu, ao término dessa leitura sentirão asco pela raça humana e a forma egoísta, vingativa e cruel como lidam com diversas coisas .. Gente.. Isso é a vida! E o mestre King possui o dom de mostrar o pior lado do ser humano! 

E eu simplesmente sou sua fã! 

Será que preciso mencionar o quanto a edição da Suma de Letras está linda, rica e maravilhosa?
Vejam vocês mesmos:






Concluindo.. King é o Cara!

7 comentários:

  1. Não é a primeira pessoa que diz que o King é o cara , mas até hj ainda não li nada dele :/ Mas esse livro em especial parece ser muito bom pelo que a resenha e a sinopse descrevem (gosto de livros com um pouco de tenebrosidade rsrs e parabéns por conseguir falar sem dar spoiler kkk) e a propósito achei a capa super massa , então com certeza leria caso tivesse uma oportunidade..

    ResponderExcluir
  2. Estou lendo esse livro e acho que King cada vez mais se supera. A qualidade do texto está incrível, ele cria um mundo dentro da mente dos personagens.
    adorei a resenha

    ResponderExcluir
  3. Caramba, ele é o cara mesmo!
    Aqui em casa, quando acaba a energia durante a noite, saímos de nossas "tocas" e nos reunimos, por algum motivo, sempre tem alguma história de terror que se aflora, acho que a escuridão tem dessas coisas, aflorar um lado destemido e ao mesmo tempo covarde. O desconhecido nos assusta, mas também nos excita.
    King tem essa estranha e admirável mania de nos desconcertar, de escrever sobre um lado muito obscuro e perfeitamente real dos seres humanos.
    Sendo crédulo ou cético, é impossível não se deixar levar pelas palavras de Stephen King.

    ResponderExcluir
  4. Por mais dificil que seja de acreditar eu ainda não li nenhum dos livros dele, mesmo tendo muito interesse eu sempre acabo deixando para depois e acaba que eu nunca leio nada dele. Mas algum dia sei que irei ler, mas por enquanto ainda irei continuar adiando.

    ResponderExcluir
  5. Voltei a ler faz pouco tempo e não conhecia esse autor!
    Só de vc falar que o King é o Cara já me deu vontade de conhecer mais.
    Vou procurar saber mais dele, pelo jeito ele é perfeito!
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre quis ler um livro do Stephen King.
    Estou dando uma leve pesquisada pra ver em qual livro mais 'me encaixo' haha'

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro, pois sou fã do Stephen King, é um grande autor, só um pouco detalhista demais na escrita, mas amo a forma que ele escreve.

    ResponderExcluir