Na Sua Pele - Homens Marcados #1 - Jay Crownover



Editora: Vergara & Riba
Páginas: 328
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.

"- Rule, se isso der errado, vai dar muito, muito errado.
A voz dela era só um sussurro meio rouco no meu peito.
- É verdade. Mas se der certo, vai dar muito, muito certo."

“Na sua Pele”, é o primeiro livro da serie "Homens Marcados", de Jay Crownover. O livro traz em seu enredo a história de Rule Archer, um tatuador que por onde passa arranca suspiros e olhares e Shaw Landon, uma mulher linda e inteligente, que segue as regras e está sempre disposta a agradar a todos.

Rule desde cedo foi considerando um rebelde, o estereótipo de garoto tatuado e briguento, sempre lhe rendeu a fama de badboy, até mesmo para família, que ficou devastada e totalmente desestruturada após a morte de Remy, irmão gêmeo de Rule.

Do outro lado está Shaw, que conheceu o amor através da família Archer, ela tem uma relação complicada com os pais, que estão sempre dispostos a fazer arranjos políticos e manter o status para sociedade, o que leva usar a filha como moeda.

“Minha desgraça era o Rule ser tão complicado: prepotente, desbocado, insensível, sem consideração, quase agressivo e, no geral, um pé no saco insuportável. Mas, quando queria, era encantador e divertido, um artista brilhante e, na maioria das vezes, a pessoa mais interessante de qualquer lugar. Era completamente apaixonada por esses dois lados dele desde os catorze anos."

Shaw é apaixonada por Rule desde os catorze anos e desde então alimenta esse amor de todas as formas e está disposta a fazer qualquer coisa por ele. Já Rule não segue regras, não namora e passa cada noite com uma mulher diferente. Para ele, Shaw é a namorada do irmão morto e a garota que resolve ser a ponte entre ele e os pais.

Mas as coisas mudam no aniversário de Shaw. Após algumas bebidas e confissões inesperadas eles têm uma noite inesquecível. O pontapé inicial para um relacionamento promissor, porém, ambos terão lutar contra muitos fantasmas.

Jay desenvolveu seu enredo de forma bem estruturada e coerente, nada escapou à sua visão, não há enrolações ou espaço em branco que possa deixar dúvida sobre qualquer atitude de seus personagens. Rule e Shaw trazem consigo uma grande carga emocional e a forma como esta é descrita nos faz pensar até quanto uma pessoa é capaz de suportar tanta dor. O livro nos fala sobre família, amor, tolerância, aceitação, perdão e amizade.

Na sua pele é uma história de amor improvável, algumas cenas picantes e muitas reviravoltas.

P.S: A única coisa que me deixou um pouco desapontada quanto à tradução foi a quantidade excessiva gírias utilizadas. Para mim, ficou um texto muito carregado, porém, não tira a essência da história.
  
 “O jeito de se curvar sobre mim, de dizer meu nome suspirando como se estivesse rezando, o cheiro de luz do sol e doçura e tudo de mais delicioso... Todo o resto perdia a importância, e ela era a única mina com quem eu tinha vontade de ficar por mais que um simples momento de prazer."

7 comentários:

  1. Não sou muito fã de livros com esse tema.
    Deve ser um ótimo livro para quem gosta.
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Sou louco pelo o gênero acho simplesmente divertidos porque me deixarão com vergonha rsrsr
    http://omagodocondado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Paty!!! Gostei muito da resenha e pretendo ler em breve, afinal voce sabe que adoro um Bad boy!!!kkkkkk

    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Hello!
    Pra começar adoro um bad boy! Hahha...
    E gosto de romance com essa pegada mais hot.. Ta na moda e tem saído mtos livros assim, bom para mim!
    A estória é interessante, parece ser daqueles difíceis q no final da certo... O cara é um grosso, mas acho q depois será aquele cara maravilhoso tudo de bom! =)
    Vou ler com certeza!
    Bju

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha, amei a capa! Gosto de livros com essa linha de estilo, sempre me interesso por livros assim. Valeu!

    ResponderExcluir
  6. Eu estou tentando evitar ler livros de romances, mas esse não vou deixar passar pois me interessei bastante, é só uma pena que tenha muitas girias, mas ainda assim acho que irei gostar, muito obrigado pela dica

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha , da capa não.. Mas como um livro não se julga pela capa (apenas rsrs) quem sabe futuramente não me cative e eu queira ler...

    ResponderExcluir