Resenha || Zenith - Trilogia Exodus #2 - Julie Bertagna


Editora: Farol Literário
Páginas: 328
 Zenith - A natureza está por um triz... Após o sucesso de Exodus, Julie Bertagna dá sequência a esta fascinante história com Zenith, uma aventura apaixonante que faz refletir sobre os caminhos e descaminhos da violenta transformação da natureza pelo homem. Os inúmeros refugiados do barco quase não têm mais alimentos. Parece que o mar engoliu tudo, até as estrelas. O cenário é desolador: e se o mundo inteiro for mesmo só oceano?
As águas não param de subir, muita gente já morreu e os sobreviventes buscam apenas um lugar onde seja possível recomeçar. Instigada por um precioso livro, a jovem Mara conduz todos à Groenlândia: após o derretimento das calotas de gelo, haveria uma terra verdejante no topo do mundo?
Porém, a cidade flutuante de Pomperoy – um acampamento de barcos repleto de ciganos marginalizados – não estava nos planos de Mara e de sua tripulação. Quando os oceanos subiram e devastaram o planeta, a enorme quantidade de informações do mundo perdido foi armazenada no ciberespaço. Mara usa então seu ciberwizz – pequeno globo do tamanho de uma maçã – para entrar no mundo virtual em busca de ajuda. Nas ruínas abaixo da cidade celeste, o raposo tornou-se um traidor de seu povo: sim, ele planeja uma revolução.
Segundo Volume da trilogia Exodus; leia a RESENHA DO PRIMEIRO VOLUME AQUI! Em Zenith a aventura continua após a fuga de Mara levando com ela outros sobreviventes, mas infelizmente deixando David para trás, no intuito de que ele pudesse liderar uma revolução. Tudo isso baseada em um livro encontrado na torre da biblioteca.. A partir daí teremos muita expectativa.. Afinal a fuga de navio foi para tentarem encontrar uma forma de viver; achar terra firme sem que seja coberta de gelo.. achar esperança de um futuro! Uma viagem baseada em crença em um livro e fé por dias melhores!

Porém as coisas no navio não vão tão bem; não se tem uma real certeza de que existe terra firme em algum lugar; as pessoas estão com sentimentos a flor da pele até que encontram uma cidade sobre o mar (Pomperoy) habitada por piratas. O navio de Mara acaba causando destruição ao arrastar/bater em diversos barcos .. O que resta é destruição e um povo muito furioso que sai em perseguição a Mara e seu navio; junto deles está Tuck que perdeu a mãe nesse "acidente" causado por Mara e anseia por vingança!

A busca por esperança de um futuro e dias melhores acaba sendo ainda mais desesperadora por conta desse acidente.

Bertagna tem uma forma singular de escrita, e consegue levar a distopia a um outro nível, pois não se trata apenas de um inimigo que especifico que pode ser derrotado se houver um motim ou algo assim, na trilogia Exodus a natureza é sua inimiga e as pessoas são mantidas ignorantes e alheias ao próprio destino.
Um ponto que eu curti bastante foi ter os pontos de vista tanto de Mara, como de David (Raposo) e de Tuck o jovem que busca vingança! O futuro a muito almejado por todos pode ser ainda pior do que tudo que já enfrentaram!

Adoro essa distopia e espero ler o terceiro volume em breve!

13 comentários:

  1. OI! Amo distopia, sempre nos envolve com uma história eletrizante e com um pouquinho de aventura. Essa não parece ser diferente., de todas que já li nunca vi nada parecido como a natureza ser o inimigo, é inusitado para mim. Percebi que vai ter um leve romance no ar, mas que o foco não será ele. Mara atraiu um problema maior, a vingança e a ira de um povo, vai ser difícil para ela.

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini, não li ainda esta série, na verdade, apesar de gostar de distopias, não as tenho lido nos últimos dias.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. humm... Trilogia Exodus neh? interessante! gostei da resenha, mais uma serie que eu nunca tinha ouvido falar (pra variar!) vou ler sim. obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Karini!
    Gosto de distopias e a série merece ser acompanhada. Adorei o nome e o enredo, bom demais.
    Que o final de semana seja carregadinho de muita tranqüilidade!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii,
    Geeeeente, que capa linda! Não conhecia essa serie, mas amo distopias então sempre leio e essa parece ser boa!

    ResponderExcluir
  7. O Karini,
    Não sou apaixonada por distopias e sinceramente, não senti interesse em ler essa trilogia.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  8. Interessante. Eu gosto de distopias, mas a gente só descobre se ela é boa ou não quando começamos a ler o livro. Adorei a capa, vou dar uma olhada nos restantes da trilogia :)

    ResponderExcluir
  9. A capa é linda OMG. Mas não sei pq não fez o meu estilo sabe,pois não faz meu estilo sabe. Não gosto de distopias. Mas valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  10. Oi Karini. Achei muito legal a sua resenha sobre esta série. Um ponto que eu achei bem interessante foi o fato de o inimigo a ser enfrentado é a natureza, deve ser bem legal a série e imagino que tenha várias críticas à nossa sociedade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha ouvido falar desse livro. Sempre descubro novas séries aqui no blog *-*
    Parece ser muito bom!

    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nenhum livro dessa série, e nem sinto nenhuma vontade em le-la. Nao sei se é por se tratar de um livro de distopia ou por que não me atrai lendo a historia/sinopse. mais ok.

    ResponderExcluir
  13. Já tinha ouvido falar da trilogia, porém, ela não me impressionou muito, apesar das resenhas positivas que vi, como a sua.

    ResponderExcluir