Resenha || Anexos - Rainbow Rowell



Editora: Novo Século
Páginas: 368
Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas.
Enquanto isso, Lincoln O'Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser agente de segurança da internet, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonando por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?

Quem aqui nunca fez amizades usando um computador? Ou mesmo se interessou por alguém através do mesmo dispositivo? Pois bem.. Anexos nos apresenta um romance através dessa perspectiva, mas não como costuma se ver.. Duas pessoas em algum site em comum começam a bater papo.. Diferente dessa "normalidade da era moderna", em anexos as coisas fluem ainda mais incomuns e ainda mais arrebatadoras!

Estava bastante curiosa para ler Anexos da Rainbow Rowell, conseguiu ser melhor que os outros livros que eu li da autora! Amei, amei e amei!
Anexos é o primeiro romance da autora pelo que vi ao término da leitura.
Neste volume somos apresentados a personagens intrínsecos e reais. Lincoln trabalha em um jornal na área de TI no horário noturno. Sua responsabilidade é simplesmente ler os e-mails alheios de todos os funcionários com intenção de controlar o uso indevido de computadores. O jornal é meio que a moda antiga e só evoluiu para a era digital por não ter tido outra opção, com isso os responsáveis pelo mesmo acreditam que os funcionários ao estarem conectados escolhem se querem ou não trabalhar. Aí que entra Lincoln. Ele acha seu trabalho detestável, mas é um cara meio que sem rumo na vida. Inteligente, com inúmeras graduações, mas que parece ter parado no tempo, sem uma perspectiva, tudo por conta, talvez, de uma decepção amorosa que ocorreu há vários anos atrás; quando Sam o deixou no primeiro ano de faculdade da pior maneira possível, através de uma traição que ele mesmo viu ocorrer! Depois disso, ele se fechou para o mundo, não que ele fosse tão aberto assim, seu mundo era Sam e Sam o deixou, então ele não soube o que fazer. Retornou para casa após o término de suas graduações e voltou a morar com sua mãe. Uma mulher muito bem dotada na cozinha, mas muito possessiva, que parece não querer que o filho saia de suas asas nunca! Sua irmã Eve implica constantemente com ele por conta disso, incentivando que ele busque seu rumo.
Bom, em sua rotina de trabalho, que ele acredita estar sendo pago para nada.. Ele acaba se interessando além da conta por e-mails trocados entre Beth e Jeniffer, duas funcionárias do jornal que sempre acabam levantando a bandeira do programa que ele monitora. Ele deveria simplesmente dar uma advertência para elas e excluir os e-mails, mas conforme vai lendo os mesmos, ele acaba ficando cada vez mais interessado nas histórias trocadas, e passa inclusive a gostar delas como se fossem velhas conhecidas, mas jamais cruzou com elas antes, afinal ele trabalha no turno da noite.

Conhecemos Beth e Jeniffer através desses e-mails, tanto quanto Lincoln. Elas são engraçadas, divertidas, sarcásticas e muito, mais muito reais! Como em um conto de fadas, Lincoln se apaixona pelas palavras de Beth, pelo modo como ela se expressa, por sua postura diante as adversidades que enfrenta; pela forma como consola sua melhor amiga Jeniffer; Ele vê a alma de Beth, seu interior, seu eu e não uma aparência; afinal como sabemos homens são muito visuais, se encantam pela beleza física e etc.. Mas esse romance começa de uma maneira incomum.
Beth e Jeniffer têm vidas distintas, enquanto Beth vive com seu namorado músico em uma rotina quase que inexistente, já que ambos estão cada vez mais distantes; Jeniffer tem um marido maravilhoso e que sonha em ter um filho, enquanto ela não deseja de forma alguma mudar sua rotina e se prender a um filho. 
No desenrolar dessa história inusitada, conheceremos personagens interessantes, dotados de qualidades e defeitos quase reais e a sensação que eu tive ao longo dessa leitura, foi que os mesmos tornaram-se velhos conhecidos! Torci cada segundo da leitura para que Lincoln e Beth se encontrassem de fato para ver o que veria daí para frente!
Vi Lincoln desabrochar, ir de um homem inseguro e sem perspectiva do que fazer, para alguém que encontra prazer em pequenas coisas, que aprende a ter coragem para enfrentar as situações adversas! Entre tantas outras coisas!
Personagens como Beth, Jeniffer, Lincoln marcam um leitor e nos faz sentir saudades quando suas histórias chegam ao fim! 
Recomendo de olhos fechados! Estou realmente encantada com Rowell e sua escrita é como disse a Pati outro dia se referindo a outra autora.. “Leio até bula da Rainbow Rowell”, sua escrita é fluída, e tem as doses certas para agradar e arrebatar os leitores!

17 comentários:

  1. Olá Karini,
    achei essa história um pouquinho parecida com "@mor", de Daniel Glattauer:
    O livro também tem e-mails (na verdade, SÓ e-mails); Beth tem um namorado, e Emmi, em "@mor", tem um marido; Lincoln se apaixona por Beth sem conhece-la, assim como Leo se apaixona por Emmi sem conhece-la; e eu também torci cada segundo (leia-se fiquei LOUCA) pra que eles se encontrassem logo...
    Mas é claro que muda várias coisas também, e eu fiquei com vontade de ler as conversas entre Beth e Jeniffer ^.^
    Adorei a resenha, adorei o livro! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Tinha me esquecido de @mor. Li faz tempo! Gostei muito tb!
      Leia Anexos, você vai gostar é com tema parecido.. mas tem muitas diferenças!

      Excluir
  2. Oi Karini!
    Acredita que ainda não li nenhum livro Rowell e achei até interessante. O protagonista é bem curioso por ficar lendo os emails das colegas. Agora é bem interessante um livro em formato diferente e deve ser uma leitura engraçada.
    Gostaria de ler.
    Um domingão tranquilo, carregado de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rudy. Se ler o livro, me conta o que achou!
      Beijos!

      Excluir
  3. Sempre ouvi falar muito bem da Raibow Rowell mais nunca li e nem tive curiosidade, mais confesso que depois que li essa sua resenha, me deu vontade de lê-lo.
    Se caso eu for comprar esse livro, tenho que levar logo Eleanor & Park também kkkkkk :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito Lissandro!
      Espero que também goste!

      Excluir
  4. Oi,
    Falam muito bem da escrita da autora e eu tenho muita vontade de conhecer. É muito bom saber que é uma leitura doce e parede ser mesmo... espero ler logo :3

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?
    Adorei a resenha, eu ainda não tinha ouvido falar do livro, mas ele parece ser ótimo, não li nada da autora, mas como você todo mundo esta gostando, fico feliz que esteja encantada, espero ler e me encantar também.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi Karini. Adorei a história, parece ser super divertida. Gosto muito de histórias que são contadas assim, de forma diferente, como diários, emails e cartas. Nunca li nada da autora, mas todos os livros dela parecem ser fofos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi! Me encantei pelo livro, a sua resenha me conquistou. Realmente, quem nunca teve um amor virtual ou até mesmo uma amizade? Eu mesmo já tive essa fase, mas percebi queno livro ocorre diferente, ela apenas supervisiona a conversa e acaba se apaixonando sem ao menos conhecer quem está atrás da tela. Claro que vou lê-lo, amo quando os personagens sofre mudanças, evoluções, assim como ele sofrerá ao desenrolar da história.

    ResponderExcluir
  8. Oi Karini,
    Mais um autor (no casou autora) que encanta tanto que até bula (embora eu acho que a lista de compras seria melhor rsrs) seri lida haha. Bacana mostrar um profissional da área de TI. Imagino que o livro seja leve e muito divertido. Pretendo lê-lo.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha ouvifo falar de Rainbow Rowell, pra falar a verdade tem varios autores que eu nunca tinha ouvido falar mas aos poucos vou conhecendo cada um deles e lendo seus respectivos livros, e é claro adorando, tenho certeza que nao vou me decepcionar com o livro Anexos e depois dele, tratar de ler os outors livros da autora!

    ResponderExcluir
  10. Oi meninas,
    Esse foi o segundo livro que li da autora Rainbow Rowell, posso dizer que adorei os dois livros, só senti muito que em ambos os livros ela deu uma acelerada no final, podia ter muito mais paginas. Mas tudo bem tá valendo.
    Beijocas
    Cacau

    ResponderExcluir
  11. Já ouvi maravilhas de Raibow Rowell, mas nunca havia lido um livro se quer dele. Quem sabe depois desta resenha criou vergonha na cara e compro este, pq a resenha me surpreendeu. hehe

    ResponderExcluir
  12. Já ouvi maravilhas de Raibow Rowell, mas nunca havia lido um livro se quer dele. Quem sabe depois desta resenha criou vergonha na cara e compro este, pq a resenha me surpreendeu. hehe

    ResponderExcluir
  13. Tenho muita vontade de ler esse livro, apenas pela capa. Sua resenha só fez essa vontade se intensificar ainda mais. Adorei a forma como a trama parece ter sido desenvolvida.
    Estou ansiosa para fazer a leitura, mas ela vai demorar um pouco ainda :-/

    ResponderExcluir
  14. Eu sou apaixonada por Eleanor e Park da Rainbow Rowell *.*
    Também já li Fangirl da autora e me decepcionei um pouco, mas sinto que irei gostar muito de Anexos.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve.

    ResponderExcluir