Resenha || O Que Restou de Mim - As Crônicas Híbridas #1 - Kat Zhang


Editora: Galera Record
Ano: 2014

Páginas: 368
Addie e Eva são híbridas duas almas no mesmo corpo. Em sua realidade, todos nascem assim mas, ainda na infância, uma das almas torna-se dominante. Mas isso nunca acontecia com as duas. Considerados instáveis e perigosos, os híbridos foram perseguidos e eliminados das Américas. E quando o segredo delas é ameaçado, Eva e Addie descobrirão da pior forma que há muito mais sobre os híbridos do que os noticiários de TV e os livros de história contam.






"Addie e eu nascemos dentro do mesmo corpo, os dedos fatasmagóricos de nossas almas entrelaçados antes de inspirarmos pela primeira vez. Os primeiros anos que passamos juntas foram também os mais felizes. Depois vieram as preocupações, as rugas de tensão em torno da boca de nossos pais, os olhares de censura de nossos professores do jardim de infância, a pergunta que todos sussurravam quando achavam que não estávamos escutando. Por que elas não estão se definindo?"
Pág.7

Addie seria comum, porém ela esconde um segredo; deveria ter se definido, mas esconde Eva dentro de si. Todos nascem com duas almas, sendo que uma, desaparece com o tempo, deixando a alma dominante assumir o controle do corpo; porém com Addie não foi assim; mesmo Eva não conseguindo tomar posse do corpo delas, ela está lá na mente de Addie como uma espectadora da própria vida, ou de como seria sua vida se fosse ela a se mover, falar e interagir com o mundo.

"Ninguém sabia que no meio da noite Addie me deixava emergir e andar pelo nosso quarto com minhas últimas forças, tocando os vidros frios da janela e chorando minhas próprias lágrimas."

pág.9

Neste mundo onde Addie vive escondendo Eva, pessoas que não se definem, são vistas como um perigo a sociedade e chamados de híbridos. Os mesmos são recolhidos e não se sabe ao certo o que acontece com eles.

"Então entendia porque os líderes revolucionários tinham fundado as Américas como um país livre de híbridos, por que haviam se esforçado tanto para erradicar aqueles que existiam na época, para que pudessem ter um recomeço limpo e imaculado.
Eu até conseguia entender, com as partes mais racionais de mim, por que pessoas como Addie e eu não podiam, de forma geral, ter rédeas frouxas. Mas compreender e aceitar são coisas muito diferentes."
pág.30

Addie e Eva conseguem viver bem juntas, até que Hally aparece e convida Addie para sua casa com intuito de explicar que mesmo as almas que perderam a força há algum tempo, ainda podem tomar o controle de volta, e oferece a ambas essa oportunidade. Addie quer sair correndo, enquanto Eva, claro, quer conseguir se expressar para o mundo novamente, mesmo que as duas corram risco. Para Eva isso é um sonho, poder tomar o controle novamente, enquanto para Addie isso é um jogo perigoso. Na opinião de Addie, elas vivem muito bem como estão; o que gera um conflito entre as duas, pois Eva alega que Addie não sabe como é ser refém no próprio corpo. 

Acontece que Hally (Lissa) é pega e em seguida Devon (Ryan) e Addie (Eva) também e é aí que eles descobrem que por detrás dos Híbridos há muito mais do que dizem nas escolas e televisão. Eles são levados para a Normand, uma clínica psiquiátrica que faz testes e cirurgias em crianças, chegando a perdê-las na maioria das vezes. Tudo em uma tentativa de matar a alma não dominante, sendo que eles decidem quem é a alma dominante e o que fazer com elas, sem dar qualquer poder de escolha as crianças, e talvez a própria família, já que dizem aos mesmos que as crianças estão gravemente doentes e representa um perigo a sociedade e a si mesmas.

Será que essas crianças terão um destino frio e cruel ou será que algo poderá salvá-las?

"As vezes me pergunto como teria sido. Se nunca tivéssemos nos definido.
Se nunca tivéssemos aprendido a odiar a nós mesmas. Nunca tivéssemos permitido que o mundo enfiasse uma divisão entre nós, forçando-nos a nos tornar Addie-ou-Eva, não Addie-e-Eva. Tínhamos nascido com os dedos de nossas almas entrelaçados. E se nunca os soltássemos?"
pág.201


No meio de toda essa confusão Eva se apaixona por Ryan, ambas as almas recessivas dos corpos de Addie e Devon; o pior é que Addie não suporta Ryan e mais uma vez é algo a estar entre as almas que dividem o mesmo corpo. 

Uma história muito interessante, e também um tanto confusa de tentar se imaginar, afinal como seria ter outra alma pensante dentro do seu próprio corpo? Só consegui imaginar que me causaria grande horror e medo, pois entendo Addie, perder o controle do próprio corpo ao qual sempre dominou e se tornar expectadora da própria vida, não deve ser muito fácil! E também são como duas pessoas dentro de um mesmo ambiente, com conflitos, personalidades diferentes, opiniões diferentes e etc.. Então, acredito que todos podem imaginar tamanha confusão isso pode causar; na tv dizem que muitos híbridos enlouquecem, pois não conseguem viver constantemente em conflito consigo mesmas. Suas metades sempre querendo coisas opostas e não chegando a um denominador comum. Porém a autora nos mostra que mesmo que haja conflitos internos em cada alma, elas possuem um amor uma pela outra fora do comum. Como Addie e Eva, mesmo que ambas em alguns momentos queiram coisas diferentes para si, elas sempre avaliam a situação e cede uma para a outra. Afinal são duas metades de um todo! Achei isso fascinante, pois eu realmente como disse no começo, sentiria pavor, na verdade, se passasse por algo assim! Uma das coisas que eu gostei muito foi ver o quanto Addie e Eva são diferentes e mesmo assim sempre conseguem se entender no meio dos conflitos que surgem! 

A história é narrada pelo ponto de vista de Eva, a alma recessiva, a espectadora, que pouco a pouco vai ganhando forma e vida e redescobrindo o mundo ao seu redor. Mas confesso que fiquei curiosa para ler o ponto de vista de Addie, que algumas vezes me passou a impressão de não estar realmente satisfeita com algumas escolhas que fez em prol de Eva. Mesmo ela tendo deixado Eva assumir o controle em diversos momentos, fica claro que ela não está feliz ou satisfeita e quero entender os motivos dela pelo próprio ponto de vista, não pelo que Eva acha que ela sente ou pensa. Afinal elas são pessoas distintas. 

Eu gostei do livro e da história que é singular; nunca havia lido nada igual. Mas senti falta de mais adrenalina e situações de interação geral, pois o livro quase que todo, temos os pensamentos de Addie ou Eva.. Não elas de fato vivendo e agindo; isso ocorre claro, mas a maior parte foi como uma conversa delas com elas mesmas e isso algumas vezes tornou a coisa meio parada dentro de uma redoma, não sei se vocês me entendem? Mas compreendo o que a autora fez, pois ela precisava mostrar as duas e suas personalidades, desejos, pensamentos para então diferenciá-las e fazer com que o leito compreendesse as escolhas e situações.

Estou curiosa pelo próximo volume da série!


 até o próximo..

11 comentários:

  1. Nossa, que demais esse enredo, 2 almas num corpo só? Muita, mas muita mesmo criatividade da parte da autora.
    Achei bem legal essa parte de serem híbridas e terem um destino bem complicado por isso.
    Cada uma briga pelo corpo. E essa de se apaixonar e a outra odiar... complicado, imagine?
    Adorei mesmo, muito inovador da parte de Kat neste livro.
    Abraços Karini,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Karini.

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e fiquei bem interessada nele. Achei legal a premissa de duas pessoas habitarem o mesmo corpo. Uma pena que você sentiu falta de ação, mas se está animada com o próximo livro me deixa doida pra ler esse.

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Desde que vi esse livro sendo lançado eu fiquei interessada nele. A premissa é muito interessante. A situação me lembrou um pouco A Hospedeira mas só por conta de duas pessoas dentro de um só corpo, de resto tenho certeza que é tudo bem diferente.

    ResponderExcluir
  4. Olá Karini,
    primeiro de tudo, essa capa ficou incrível, achei que combinou muito com a história!
    Nossa, concordo totalmente com você, eu também ficaria apavorada com outra alma dentro do meu próprio corpo... Aí uma se apaixona por um cara que a outra não suporta, deve ser muito difícil mesmo, elas sendo pessoas tão distintas.
    Gosto quando é narrado pelo ponto de vista de apenas uma pessoa, mas tenho que admitir que com esse livro eu também ficaria com vontade de saber o ponto de vista de Addie...
    Vida de híbrido não deve ser fácil. Amei demais esse livro, quero ele *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?
    Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas achei ele super interessante, parece ser uma historia que eu irei gostar muito, adorei a sua resenha e amei conhecer o livro, espero ter a oportunidade de ler ele.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Achei interessante esse livro, nunca li nada parecido, parece novo e inusitado. Eu, realmente, não consigo imaginar uma outra alma dividido comigo o mesmo corpo, é algo estranho e confuso, mas creio que é como se fosse gêmeos, mas que estão presos no mesmo corpo. Amei a história.

    ResponderExcluir
  7. Oi Karini!!! Não conhecia esse livro, mas fiquei bem interessada!!! Eu li Interligados e o Aden tem 4 almas dentro dele, mas é um contexto diferente!!! Vou acrescentar pra ler, mas já estou imaginando que vou sofrer por alguma dessas almas!!! Bem vou ler e ver o que acontece!!!kkkkkkk
    Valeu pela dica!!!

    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  8. O livro parece ser ótimo, história bem diferente, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  9. Vi esse livro num blog que costumo visitar e simplesmente amei esse é um tema/gênero que não costumamos ver muito nos livros. As pessoas optam ler livros com gêneros mais tradicionais (ex:romances).
    Estou super ansiosa para desfrutar dessa hitória que tem tudo para ser muito boa. 8)

    ResponderExcluir
  10. Oi Karini :}

    Eu li algumas resenhas do livro, mas confesso que não consegui me interessar .. Apesar da premissa ser muita boa eu achei ela um pouco parecida com um outro livro que li, acabei achando a história repetitiva! A capa ficou realmente boa, combinou com o livro.
    Bjs :*

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro achei bem legal o tema e a historia gostei porque e algo novo que ainda não li um livro sobre esse tema o que me deixou interessada, vou da uma olhada no livro pra ver se gosto!!!

    ResponderExcluir