Resenha || Bem-Casados - Quarteto de Noivas #3 - Nora Roberts



Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Bem-casados, terceiro livro da série Quarteto de Noivas, é uma linda história sobre a doçura do amor. Quando terminar de lê-lo, você terá certeza de que os sonhos podem se realizar das formas mais inesperadas.
Parker, Mac, Emma e Laurel, amigas de infância, ganham a vida realizando o sonho de inúmeros casais apaixonados. As quatro são proprietárias da Votos, uma empresa de organização de casamentos.
Após ter trilhado um caminho muito duro para conseguir ser alguém na vida, Laurel McBane se tornou a criadora dos bolos e quitutes mais lindos e saborosos do estado. Ela preza sua independência acima de tudo e não aceita que ninguém interfira em suas decisões. Talvez por isso, apesar do sucesso profissional, ainda não tenha se entregado ao amor.
Apaixonada desde sempre por Delaney Brown, irmão de Parker, ela nunca teve coragem de revelar seus sentimentos. Afinal, sabe que é como uma irmã para ele.
Advogado da Votos, Del se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da empresa, mas também do bem-estar das quatro sócias. Porém, sua postura paternalista e superprotetora começa a gerar desentendimentos entre ele e Laurel.
Mas essas diferenças de opinião também fazem ferver uma química que vinha cozinhando em fogo brando havia muito tempo, acendendo uma faísca que eles não sabem se conseguirão – ou se querem – conter.
Agora Laurel e Del precisarão conciliar suas convicções e personalidades para que o orgulho não fale mais alto que a paixão.

Laurel lutou muito para se tornar uma grande chef de cozinha. Sem apoio dos pais, ela foi a Nova York em busca de conquistar o seu sonho. Hoje é ela a responsável pelos bolos e doces da Votos. Laurel é de um caráter impar, firme e independente, não deixa que ninguém tome as rédeas da sua vida. Mas é uma moça insegura quando ao assunto é o advogado da Votos: Delaney Brown. Apaixonada desde sempre por ele, Laurel nunca teve coragem de revelar seus sentimentos, pois acha que ele merece alguém melhor que ela.

Del se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da empresa, mas também do bem-estar das quatro sócias. Porém, sua postura paternalista começa a gerar desentendimentos entre ele e Laurel. E essas diferenças de opinião, fazem acender uma faísca que eles não sabem se conseguirão conter. O que resta agora ao dois é não deixar que suas convicções e seu orgulho falem mais alto que a paixão que vem surgindo.

Agarrou-o pelo nó perfeito da elegante gravata e o puxou para baixo enquanto lhe segurava os cabelos e o trazia para frente. Em seguida, colou a boca à dele em um beijo ardente e frustrado que fez seu coração saltar no peito enquanto sua mente sussurrava: eu sabia!”

Amei os dois primeiros livros da série e a dinâmica que neles se seguiu. Já em “Bem-casados”, parece que caiu um pouco na mesmice. Entendam, o livro não é ruim, mas tudo se tornou repetitivo. As interações entre as amigas e os rapazes continuam divertidíssimas, assim como todas as confusões que rola em torno delas. Mas a história central não pegou para mim, Laurel se recusa a enxergar as coisas com a visão de uma pessoa adulta, o que me deixou irritada. Já Del é tão seguro de si, que parece ser uma pessoa desprovida de sentimentos.

A impressão que tive foi que o livro não andava e que nada acontecia. Tudo foi muito previsível com final mais do mesmo, depois do final de “Mar de Rosas”, esperava por algo especial nesse também. O tão aguardado casamento de uma das protagonistas, cadê? Ficou tudo guardo para o quarto e ultimo livro da série: “Felizes para sempre”, que contará a história da Parker. Vamos esperar que ele venha recheado de surpresas, afinal estamos falando da imponente Parker.

“- Eu a amei durante toda a vida, e isso foi fácil. Não sei, não com certeza, há quanto tempo estou apaixonado por você, mas sei que isso não é tão fácil. Mas é certo e é real, e não quero que seja fácil. Quero você.”


Infelizmente para mim, “Bem-casados” não fluiu, mas tem seus pontos de divertimento e ternura. Contudo, não deixe de conferir e de nos dizer o que achou da historia de Laurel e Del, quais foram suas cenas favoritas e o que esperam para o desfecho final do Quarteto das Noivas.

Boa Leitura!

5 comentários:

  1. Oi Patrícia.
    Tenho a impressão de que todos os livros são meio previsíveis mas apesar disso tenho muita vontade de ler. Esse parece ser o piorzinho mesmo, não gostei tanto assim da descrição do cara.

    ResponderExcluir
  2. A Nora sempre arrasa nos seus livros, não sei o que ela fez de tão errado nesse livro para todos se decepcionarem, não vi uma resenha falando bem em todos os sentidos.
    Não tive a oportunidade de ler os outros dois ainda, conheci a série recentemente.
    Espero lê-los logo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Eu infelizmente ainda não li nenhum livro da Nora Roberts, que vergonha, todo mundo fala tão bem, estou mega curiosa para ler O Quarteto das noivas, parece ser muito bom, adorei a resenha.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi Paty!!! Ainda não li nenhum livro dessa série, mas Nora Roberts é incrivel, então só posso esperar por ótimos livros!! Já estão todos na minha lista de leitura, mas por enquanto vou esperar mais um pouco pra comprar pois não tenho nem espaço mais para os livros!! preciso urgente de uma estante maior!!!kkkk

    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Acho que sou uma das únicas pessoas que ainda não deu inicio nessa série da Nora,e parece que quase ninguém se identificou muito com esse terceiro livro.As vezes histórias parecidas em continuações acabam se tornando um pouquinho maçantes mesmo ainda mais quando se lê um atrás do outro sem pausa,é como se aquele primeiro livro não tivesse acabado.Pelo que tenho visto as meninas são bem engraçadas e com personalidades muito boas assim como os rapazes,espero ler e tirar minhas conclusões.
    beijos

    ResponderExcluir