Resenha II O beijo - Bruxos e Bruxas - Livro 04 - James Patterson, Jill Dembowski




Novo Conceito, 2014, 1ª Ed.
"No quarto livro da série Bruxos e Bruxas, Whit e Wisty, agora membros do Conselho, estão tentando reconstruir a cidade depois de derrotar O Único Que É O Único, o vilão mais malvado do mundo. Quando tudo parece correr bem, surge uma nova ameaça, personificada na figura do cruel Rei da Montanha. Ele é um mago indestrutível, que deseja a todo custo dominar a cidade. Sem água e prestes a ficar sem alimentos, a população conta com os irmãos Allgood para sobreviver. A aventura e o suspense fazem o leitor prender a respiração a cada vez que um capítulo termina. Mas, com um título como esse, não poderia faltar romance no novo livro de James Patterson... Wisty está encantada pelo jovem Heath, que compreende tão bem os seus dilemas afinal, ele também é um bruxo. Talvez Wisty possa se unir a Heath na guerra contra o Rei da Montanha. Mas o que será que Whit acha disso? Se você ama romance, mistério e ação, O Beijo é o seu livro! Páginas muito intensas, desfechos surpreendentes... Mais uma prova de que James Patterson é o maior autor da sua geração".


Quarto livro da série Bruxos e Bruxas, "O Beijo" mantêm o mesmo esquema dos livros anteriores: capítulos curtos e dinâmicos narrados em primeira pessoa por vários personagens (Whit, Wisty, Pearl, Heath).
Temos uma tentativa de organizar a cidade, com a criação do conselho, com 17 adultos (incluindo o General Mathias Bloom) e 17 jovens incluindos os irmãos Allgood.
Logo no início do livro, em uma comemoração, Wisty conhece Heath, um jovem misterioso que é extremamente carismático e envolvente.

Nem todos ficam felizes com isso, pois Heath era líder da juventude da nova ordem. Mas Wisty não quer julgar Heath por isso. Quer dizer, não existem várias pessoas na cidade que eram obrigadas a servir " O Único"? Mas Byron e Whit não concordam e isso se torna motivo constante de discussão entre os irmãos. 
Uma personagem que retorna e tem grande importância na trama é Pearl Marie Neederman, a garotinha de 7 anos de idade que ajudou Whit no livro anterior. Ela é uma das dezenas das crianças sequestradas pelo temível Leopardo da Neve. 
Com O Conselho se tornando uma estrutura altamente burocrática, a resistência retorna para investigar os sequestros.

Falando em retorno, pelo visto Célia não consegue descansar, pois ela tem a habilidade de aparecer justo quando Whit está tentando um relacionamento com Janine.
Conhecemos também os hábitos do povo das montanhas e alguns dos soldados do rei: Izbella e Larsht e também Njar, um garotinho que tem um papel importante na história.
Muita ação, emoção e aventura. 
Existem alguns errinhos de digitação no livro, mas nada grave.

"Alinho meus dedos aos dele e imediatamente sinto a corrente elétrica entre nós. Mas não olho em seus olhos. Uma coisa é o nosso poder e outra muito diferente é o nós dois, e é difícil manter as duas coisas separadas quando tudo é tão intenso toda vez que nos tocamos". (p. 202)

4 comentários:

  1. Acho que eu nunca li um livro sobre bruxas ou bruxos e to louca pra ler essa série, não vejo falaram tanto assim dela como de outros livros, mas me interessei logo de cara.

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ganhar de uma amiga e estou torcendo para gostar, pois achei que deu uma queda ao longo dos livros.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  3. Comecei a ler O Fogo e já estou ansiosa pelo próximo, pois essa é uma leitura bem leve e rapida!! Gostei muito dos livros anteriores e me diverti bastante com as mudanças de nomes que o autor faz de alguns cantores e tambem de livros e filmes!!!

    Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Eu parei no segundo volume da série. Confesso que estou gostando bastante, a narrativa é bem diferente do que estou acostumada. Esse livro parece ótimo também. A capa está linda

    ResponderExcluir