Resenha || Sedução ao Amanhecer - Os Hathaways #2 - Lisa Kleypas

Editora: Arqueiro
Páginas: 256
O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?


“Sedução ao Amanhecer” é o segundo livros da série "Os Hathaways". Cada livro vem nos presenteando com um enredo diferente, e neste nos conta a histórias de Win Hathaway e Marripen. Esse livro é um pouco mais tenso que o primeiro, nele nos deparamos com alguns segredos e as revelações do passado dos nossos ciganos. 

A história se inicia com a jovem Win e o milorde Leo em partida para França, onde a jovem passará por um tratamento de saúde para se recuperar totalmente da escarlatina. Eles passam dois anos fora, em meio a esse tempo, tudo está sendo reconstruído; a vida e reputação da família, a propriedade em Hampshire, a educação das irmãs mais nova Poppy e Bea. Os Hathaways conseguem se erguer em meio aos caos ao qual tinha se tornado suas vidas.


“- Todos os fogos do inferno poderiam arder por mil anos e não se igualariam ao ardor do que sinto por você em um minuto do dia. Eu a amo tanto que não há prazer nisso. Nada além de tormento."


Ao retornar para família já curada, Win vem disposta a conquistar Marripen, uma tarefa nada fácil, visto que o rapaz se nega a reconhecer o amor que sente por ela e se acha o pior tipo de pessoa que poderia existir nesse mundo. Porém, os traumas e medos de Marripen começam a ser revelado no decorrer da leitura e você passar a compreender os motivos que o leva a agir daquela maneira. 

Outro fato que vêm à tona no livro é o passado nada surpreendente de Cam e Marripen. Sim, Lisa já havia soltado algumas pistas no livro anterior e então para mim, pelo menos, não foi nenhuma surpresa. Entretanto, há outros acontecimentos bem interessantes envolvendo os dois ciganos.



"– O lado ruim de amar alguém, Merripen, é que sempre haverá coisas das quais você não vai poder proteger a pessoa amada. Coisas que estão além do seu controle. Então finalmente você percebe que existe algo pior do que a morte… que é acontecer um mal a essa pessoa. É preciso conviver com esse medo sempre. Porém, para ter o lado bom, você precisa aceitar o lado ruim."



Não posso deixar de ressaltar um personagem em especial: Leo. No primeiro livro, ele foi o Hathaway que pouco me agradou, o achei egocêntrico e extremamente egoísta. Contudo, neste livro, Leo foi o personagem que mais cresceu e amadureceu. Apesar de todo sofrimento que passou, ele conseguiu se erguer e tornar-se um homem, decido e dedicado à família e ao seu dever como Lorde Ramsey. 


“Sedução ao Amanhecer” é um livro de leitura leve e divertidíssima, com tórridos momentos de romance, emocionantes, boas risadas e suspiros.

“Amo você. Amo cada pedaço de você, cada pensamento e cada palavras... tudo, o fascinante conjunto de todas as coisas que você é."

Leia também:
Desejo à Meia-Noite, 2013.

Outros títulos da série:
Tentação ao Pôr do Sol, 2014;
Manhã de núpcias, (julho/2014);
Love in the Afternoon. (sem previsão).

9 comentários:

  1. Não me interesso muito pelo gênero, mas acho o enredo dos livros dessa série bem interessante, lápis cada um trata de um membro da família né.

    ResponderExcluir
  2. Gosto de leituras leves e divertidas.
    Não tive a oportunidade de ler os livros,mas pretendo!

    ResponderExcluir
  3. Já li e curti muito esse livro!! Sem falar na capa linda.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o livro.Essa capa está linda
    Amo romances e divertido então é prefeito
    Ta na minha lista de leitura

    ResponderExcluir
  5. Eu adorei este livro, eu gosto da autora e quando descobri que este seria do Merripen eu queria muito le lo, achei o casal muito fofo e a forma que eles terminam juntos..aiai suspirando,
    mal me aguento esperando os proximos desta serie, acho esta familia muito divertida.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. OI!
    Não gostei muito do livro, a sinopse não me instigou a ler. A história parece ser muito monótona e parece ser um romance um pouco meloso. Mas espero que eu esteja enganada e quem adquirir esse livro faça uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Livro maravilhoso, alias, todos os livros dessa autora são ótimos.

    ResponderExcluir
  8. Curto bastante a premissa de romances históricos, ainda mais quando a série mostra a história dos personagens anteriores junto com as novas, o que será que leva Marripen a se recusar a ter um relacionamento? Quero acompanhar também o tratamento de Win e o amadurecimento de Leo, pretendo começar essa série sim e me divertir com a narrativa da Lisa.

    ResponderExcluir
  9. Não li nenhum livro dessa série ainda, mas eu quero.
    Essas novas séries da Arqueiro estão me conquistando e chamando bem a atenção. Quero ler todas kkkk

    ResponderExcluir