Resenha: "Corações Feridos" - Louisa Reid



Novo Conceito, 2013, Edição 1ª
"Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?"


"Corações Feridos" é uma obra simplesmente extraordinária, não apenas pelo conteúdo da trama, mas também pela maneira como ela foi estruturada. 
Conforme a sinopse explica, a história é focada nas duas irmãs Hephzibah e Rebecca. Os capítulos alternam a narração entre as duas, só que em tempos diferentes: Reb narrando os acontecimentos pós-morte da sua irmã e Hephzi narrando a vida das duas, antes de tudo mudar.

Filhas de um homem religioso rígido e uma mulher totalmente submissa as vontades do marido, as irmãs não conheciam nada do mundo. Viviam isoladas, sem acesso as tecnologias e sofriam com o extremismo do pai. Como se isso não bastasse, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins e seu pai vê isso como resultado de um pecado. É possível ter uma ideia do inferno que era a vida dessas duas garotas, não é?

"Eu não acredito no Deus dele.Ele nunca veio ajudar a mim ou minha irmã, e essa é a prova de que preciso.Assim como o amor.Bem, se Deus era amor, ele morrera junto com minha avó."(p. 36)

Só que como todas as crianças elas crescem e em determinado momento, o pai permite que as duas frequentem a escola. Enquanto Reb é tímida, Hephzi tenta aproveitar tudo o que não foi permitido até o presente momento. 
O livro mostra todo esse mundo construído ao redor dessas irmãs, seus medos e receios, seus sonhos e a realidade. 
Tanto Reb quanto Hephzi são personagens extraordinárias que possuem uma força imensa. 

Muitos leitores podem não concordar com algumas atitudes de Hephzi, mas ao avaliar o quadro geral e perceber tudo o que as duas passaram, é difícil culpá-la de algo.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é linda e possui um ar sombrio que combina com a história.

"Vovó dizia que não importava, mas eu sei que importa; ninguém quer olhar para uma garota como eu a não ser que seja para encarar e rir.Meus olhos tortos.Quando eu durmo é difícil respirar.Nasci sem orelhas e com um rosto muito longo.Vovó me dissera havia um tempão que era por causa de uma síndrome chamada de Treacher Collins.Eu acho que os Pais nem sequer se preocuparam em descobrir o que isso significava; para eles era apenas um motivo para me odiarem."(p. 45)

7 comentários:

  1. Não conhecia o livro, mas gostei do enredo, e depois de ler sua resenha fiquei curiosa pra saber o resto do livro *----------*

    ResponderExcluir
  2. Oi! Ouvi falarem desse livro, mas eu nunca tinha procurando saber mais. Parece interessante e a capa passa algo sobrenatural, agora fiquei na dúvida se algo assim acontece no livro!
    A sua resenha está perfeita, me instigou a ler.

    ResponderExcluir
  3. Li Corações Feridos e gostei muito.
    É uma história muito emocionante e triste também.
    Mas vale à pena!

    ResponderExcluir
  4. A historia parece ser interessante, mas não me empolguei em ler no momento quem sabe no futuro!!!

    Bjsssssssss

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho o livro e pretendo ler em breve. A história me chamou a atenção e espero me surpreender. Apesar de ler alguns pontos negativos sobre... acho que vou gostar :)

    ResponderExcluir
  6. Este livro me deixou com o coração bem apertado ao longo da leitura. É difícil saber que coisas assim acontecem de verdade. Sofri junto com as irmãs.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Esse livro já conheço, é muito bom mesmo, recomendo a todos.

    ResponderExcluir