Resenha: Por Toda A Eternidade - Firefly Lane #2 - Kristin Hannah



Novo Conceitos, 2014, Ed. 1ª

Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância... Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir... Dorothy Hart — ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 — está no centro do trágico passado de Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático. A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão...



O segundo livro da série Firefly Lane irá se focar principalmente em três mulheres, de três gerações diferentes, mas que estão ligadas pelo amor e pela dor: Tully, Marah e Dorothy.
O livro é narrado em períodos de tempos diferentes: temos situações do ano de 2006, que é o ano da morte de Kate e o ano de 2010, que é o momento atual da história. A narração também alterna: em alguns momentos temos desabafos intimistas em primeira pessoa e em outros narrações de situações em terceira pessoa.

Tully está devastada com a morte de sua melhor amiga Kate, sem saber como conseguirá seguir em frente sem o apoio incondicional que ela fornecia a Tully. Tully já não é tão mais jovem, e não tem mais a sensualidade que permitia que ela conseguisse algumas favores em troca de flertes. Além disso, sua confusa e problemática vida pessoal foi exposta a um tablóide graças a Marah (filha de Kate), que vendeu sua história para conseguir dinheiro para fugir.

"Viro-me para Kate, vejo seu rosto e seus belos olhos verdes. Nele, vejo toda a minha vida. Tudo o que fui e que jamais quis ser. Isto é o que a sua melhor amiga é: um espelho". (p. 334)

Marah perdeu sua mãe e o seu mundo no mesmo instante. Confusa, sem concordar com o modo como seu pai Johnny está lidando com a perda da esposa e sentindo que ninguém a entende, vai embora e tenta construir uma nova vida em cima de areia movediça. Todos podem imaginar que a situação não será das melhores, mas é uma jornada que Marah precisa realizar sozinha.

Uma das maiores surpresas do livro foi a história de Dorothy. Dorothy é a mãe de Tully, e no passado a abandonou diversas vezes pois estava envolvida com drogas e situações perigosas. No primeiro livro foi vista como uma personagem horrível, sem coração, mas que em "Por toda a eternidade" tem a oportunidade de constar o seu lado da história. Uma história muito triste, cheia de mágoas e sofrimento.
Uma história que fala de perdão, amor, dor e superação. Personagens que cativam cada vez mais o leitor que tem dificuldades em se despedir de Kate e Tully.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um trabalho maravilhoso. A capa é delicada, combina com a trama e com a capa do livro anterior.


" - Há quanto tempo você finge não estar sofrendo?
A pergunta machuca.
- Por que você me pergunta isso?
- Porque, Tully, às vezes o poço se enche de lágrimas. E a água começa a transbordar". (p. 103)

12 comentários:

  1. Estou com o primeiro livro em casa mas ainda não tive a oportunidade de começar a ler esse série =S

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. A cada resenha que vejo desse livro, dá mais vontade de ler! Quero muito comprar os livros! Achei a capa desse linda demais! Foi o que mais me chamou atenção!! Seu blog é lindo!! Já estou seguindo!!

    Beijinhos
    Mirelle - meumundoemtonspasteis.com

    ResponderExcluir
  3. Gente, eu amo a Kristin Hannah desde quando li O Caminho Para Casa. Essa autora é demais ! Quero ler todos os outros livros dela, e esse não é uma exceção. *----* os livros dela são muuuuito bons !
    bj, dréa

    ResponderExcluir
  4. Acho esse uma das estórias mais bonitas que já li da autora. Tem uma intensidade e emoção pra nos deixar abalados e apaixonados. A história é linda e vale a pena ser lida toda hora, Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Eu li esse livro há uns meses (mesmo sem ler o primeiro livro). No começo eu achei ele muito chato, sinceramente, porque ele enche muita linguiça... Mas depois os personagens vão se desenvolvendo mais e aprendendo mais a superar seus problemas coletivamente, o que me fez agarrar o livro até terminar a leitura

    ResponderExcluir
  6. Não tinha interesse em ler o livro, mas vendo bem até que não é tão ruim, mas não é muito meu gênero de leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oi, eu ainda não li o primeiro livro da série, mas estou super curiosa para ler, confesso que no começo não tinha interesse, mas ai as resenhas dele me fizeram pensar diferente, a historia parece ser envolvente, espero que ela me agrade como agradou a você.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li o primeiro, mas fiquei interessada! A capa é linda e me chamou muito a atenção, mais um pra minha lista!!!

    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  9. Tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não li. Quero ler o primeiro antes. A cada resenha aumenta minha vontade de ler, só escuto elogios sobre a autora.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho o livro =)
    E estou ansiosa para lê-lo, falam muito bem da autora. Mas vi um outro dela pela Arqueiro que parece tão bom também, agora quero ler ambos, rs.

    ResponderExcluir
  11. Fiquei surpresa ao descobrir através da sua resenha que este livro faz parte de uma série!
    Já li opiniões a respeito do livro, mas não tenho interesse em ler, apesar de me parecer uma historia muito bonita, apesar de triste.

    ResponderExcluir
  12. Admiro muito a editora Novo Conceito.
    E com certeza pretendo ler esse livro.Achei bem interessante a história.

    ResponderExcluir