Resenha: "A Última Sobrevivente" - O testemunho tocante da última pessoa a ser resgatada nas Torres Gêmeas - Genelle Guzman-McMillan, William Croyle



Best Seller, 2014, Edição: 1ª
"Em 2000, Genelle saiu de Trinidad para tentar a vida como cantora e dançarina em Nova York. Mas apenas um ano depois, seu sonho quase foi interrompido quando ela ficou presa nos escombros da Torre Norte do World Trade Center. Durante as mais de 24 horas que passou soterrada, tudo o que Genelle podia fazer era rezar e pedir por uma nova oportunidade de se reconectar com a fé da qual se afastara ao longo dos anos. Quando finalmente conseguiu que uma de suas mãos alcançasse a superfície, ela sentiu a mão de outra pessoa, e ouviu palavras de conforto que lhe diziam que tudo ficaria bem e que o socorro logo chegaria. Paul ficou com ela até a chegada do resgate, mas desapareceu antes que a moça pudesse agradecê-lo. Na verdade, ninguém o tinha visto, e tudo o que Genelle conseguiu pensar foi que se tratava de um anjo, enviado por Deus para ajudá-la a recuperar sua vida e sua fé. A última sobrevivente é o relato emocionante da última pessoa a ser resgatada com vida no 11 de Setembro, um verdadeiro milagre de alguém que teve uma segunda chance".


 "A última sobrevivente" é um relato do dia 11 de Setembro de 2001, narrado em primeira pessoa,  que conta a história de Genelle Guzman-McMillan. Para muitos daqueles leitores que acompanharam a tragédia de 11 de setembro, Genelle foi a última pessoa a ser resgata com vida no atentado


O dia começou normalmente, com Genelle saindo da zona leste do Brooklyn para ir trabalhar no escritório da autoridade portuária de NY e Nova Jersey, que era localizado no 64º andar da torre norte (Torre 1).

Com o relato da Genelle, acompanhamos o momento do ataque, algumas transcrições policiais e a espera por orientação da polícia e dos bombeiros para que as pessoas pudessem sair dos prédios. É um livro extremamente emocionante pois nos situa lado a lado com algumas das vítimas em seus últimos momentos. Genelle conta dos planos de férias com uma colega de trabalho que estava na sua frente segundos antes do prédio desabar e que infelizmente não sobreviveu. 
Narra também a agonia que foi aguardar 27 horas pelo resgate, sem saber se seria retirada dos escombros com vida; conta sobre os heróis anônimos que trabalharam incansavelmente na busca de sobreviventes; como a sua família lidou com os acontecimentos; sua longa recuperação além dos 48 dias de internação.

Genelle também escreve sobre as mudanças que realizou em sua vida, conta sobre os arrependimentos e sobre como vive cada dia com uma alegria única.
Um livro muito emocionante, repleto de detalhes desse terrível atentado do ponto de vista de Genelle.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho.


"Embora várias outras pessoas também tenham sido resgatadas do local do desastre, nós vivemos em um mundo no qual números e posições são informações importantes. Ser o primeiro, o centésimo, o milésimo, o milionésimo, o último - essas coisas sempre parecem ter um significado especial para nós. No meu caso, a alcunha de "A última sobrevivente" sempre provocou uma sensação agridoce". (p. 07) 

Estou deixando duas fotos da Genelle Guzman-McMillan, encontradas na internet. Uma delas é do momento da internação dela e a outra é de alguns anos depois. 












14 comentários:

  1. Uau, esse livro deve ser realmente bem emocionante, sempre quis ler algo relacionado a esse acontecimento, mas nunca tinha encontrado um tão intenso e interessante. Imagino a agonia dela sem saber se sairia com vida daquilo tudo, deve passar um filme da sua vida nessa hora.
    Necessito urgente ler esse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ieda, tudo bem?
      O livro é emocionante sim. Quando ela relata alguns detalhes com a visão de quem estava dentro da torre eu simplesmente comecei a chorar ...
      Bjkas

      Excluir
  2. Nossa. Que emoção é este livro. Chocante e extremamente forte. Um fato da nossa história que mais marcou e nos abalou. Nem posso imaginar pelo que eles passaram. Com certeza vou adorar ler este livro e conhecer mais a Genelle e sua história de vida. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beth, é realmente um livro e tanto.
      Bjkas

      Excluir
  3. nossa, deve ser bem emocionante a história. Eu tbm acredito que tenha sido um anjo enviado por Deus para renovar as forças dela e continuar viva. Uma história e tanto !
    bj, dréa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Andrea.... acredito que foram diversos anjos que estiveram com Genelle, já que ela ficou soterrada por 27 horas e saiu praticamente ilesa. Um verdadeiro milagre!
      Bjkas

      Excluir
  4. Oi Carol. só de ler a sinopse fiquei arrepiada! Fico imaginando todo o medo que ela passou naquele momento, e a dor de milhares de pessoas que até hoje não sabem de seus entes queridos. Vou anotar o título que eu não conhecia.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rose, o livro é emocionante mesmo e vale muito a pena dar uma conferida ;)
      Bjkas

      Excluir
  5. Caramba, que show de livro. Esse eu preciso ler, principalmente por ser uma história real relacionada a esta tragédia do 11 de setembro.

    ResponderExcluir
  6. Achei muito interessante ela escrever um livro depois de tudo que passou, e parece ser um livro emocionante mesmo. E é legal que ela até fala como a família lidou com os acontecimentos.
    Esse não é o tipo de livro que eu costumo ler, mas realmente parece valer a pena conferir :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Esse livro parece ser MUITO lindo. Não é o tipo de livro que eu costumo ler, mas me chamou muito atenção por ser alguém que sobreviveu ao atentado que escreveu o livro, e contado a própria história. Deve ser um livro muito emocionante, e acho que vou ler ele sim =)
    Amei a resenha!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Nossa, sem palavras agora, esse livro dever ser muito bom e lindo, a historia dela deve ser surpreendente, o livro não é o estilo que estou acostumada a ler, mas creio que ele venha a me agradar facilmente, adorei você ter colocado fotos dela.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, fiquei agoniada só em pensar nas 27 horas em que ela ficou presa... É um tipo de história muito diferente das que costumo ler, mas deve ser muito emocionante. Esse ano quero fugir um pouco da rotina e experimentar leituras diferentes, achei esse ótimo pra começar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de saber se alguem sabe se tem esse livro em português. Bjs

    ResponderExcluir