Resenha: Metrô 2033 - Dmitry Glukhovsky



Planeta do Brasil, Edição 01, 2010
Países inteiros destruídos, florestas devastadas, escassez de alimentos e água. O ser humano já não tem mais o comando sobre a Terra. Novas formas de vida a dominam. Um desastre nuclear varreu a superfície terrestre obrigando os poucos sobreviventes a uma existência sem sentido e sem esperança nos túneis do metrô de Moscou. É nesse cenário pós-apocalíptico que Dmitry Glukhovsky traz o tema que enche o ser humano de curiosidade e incerteza: a possibilidade do fim do mundo. Metrô 2033, que inspirou a criação de um dos games mais eletrizantes da atualidade, cria uma atmosfera caótica ao tentar mostrar como se comportaria um ser humano em um ambiente onde o que predomina é o instinto de sobrevivência.





Em Metrô 2033 somos jogados em um cenário pós apocalíptico onde o terror estampa a face daqueles que sobrevivem no subterrâneo e o caos e medo imperam! Um dos melhores livros que já li do gênero, o autor Dmitry dá um show de imaginação e destreza!
Os cenários descritos pelo autor assim como os personagens foram feitos de maneira bem delineadas e com um toque de realidade brutal para aqueles que imaginam o futuro e os terrores que o mesmo pode representar pelo ponto de vista "imaginário" envolvendo tecnologias, ambição e seres surreais!

O livro trata-se de ficção científica onde após uma guerra nuclear as pessoas foram obrigadas a viverem nos túneis do metrô, pois somente assim para sobreviverem a radiação existente na superfície! Claro que em meio a todo o alvoroço dos fatos que ocorrem, as pessoas vão organizando-se de acordo com a lei do mais forte, mais capaz e mais audaz.. Sendo assim são desenvolvidas facções, cujo interesse comum é apenas a sobrevivência! Não há mais aquela compaixão, amor e esperança que vemos nos seres humanos e sim extinto de auto preservação na maioria dos momentos relatados! Além disso seres bizarros e terríveis rondam os sobreviventes, pois em decorrência da radiação, houve mutação e o terror se espalhou! Se já não bastasse, todos aqueles que sobreviveram beiram a loucura, afinal é isso que o terror e medo despertam no ser humano, e visto dessa forma muitos não resistem a loucura e acabam sucumbindo!

Desaparecimentos vêm ocorrendo de maneira misteriosa e isso está desestabilizando as facções tornando todos ainda mais desesperados e por consequência menos atentos ao que se passa! Artyon é o personagem que dá vida a história com sua coragem e curiosidade se embrenha em uma grande aventura assustadora em busca de algum tipo de salvação!

Quem imagina uma história mega bizarra, não sabe de nada, pois em Metrô 2033 podemos perceber que tudo começa devido a diversos fatos que nós mesmos, no mundo real vivenciamos em nosso dia a dia! O interessante é que apesar de suas 415 páginas o leitor se vê tão envolvido e curioso que pira quando tem de largar o livro para simplesmente realizar as tarefas comuns que somos obrigados em nosso cotidiano; me vi louca para concluir a história e saber o que aconteceria! E os mistérios estão impregnados a cada virada de página.. Não têm o óbvio, não tem aquela sensação de "já sei".. tudo é simplesmente uma surpresa.. Uma grata surpresa!

10 comentários:

  1. Nossa. Fiquei animada com este livro. Ele é do jeitinho que mais gosto. tem uma estória super interessante e amo esse tipo de tema apocalíptico. Vou ler com certeza. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini, sabe que enquanto eu lia sua resenha já imagina um filme deste livro? Anotarei o título.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Oiee,
    esse livro parece bastante com alguns filmes que já assisti.
    Quando eu decidir mudar o gênero que ando apegada no momento pretendo ler esse. Me parece ser bem intenso.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Oi, essa é a primeira vez que vejo falar desse livro, ele parece ser super interessante, mas não é muito do meus estilo, quem sabe um dua eu dê uma chance a ele.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Nunca ouvi falar o livro, mas gostei do cenário pós-apocalíptico *----*
    se eu tiver oportunidade , leio sim !
    bj, dréa

    ResponderExcluir
  6. Primeira vez que leio a respeito desse livro se fosse pela capa, confesso que não leria, mas gostei bastante da resenha e de saber que tudo é uma surpresa, que não dá pra imaginar o que vai acontecer...
    Vou colocar na minha listinha :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Já vi meu marido jogar esse game e não sabia que ele era baseado em um livro. Só isso já despertou meu interesse. Adorei! Vai pra minha lista e providenciarei imediatamente!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que livro bom, meio ficção. Super aprovado para minha a próxima leitura. Só espero poder encontrar logo nas livrarias.

    ResponderExcluir
  9. É a primeira vez que leio alguma coisa relacionada a esse livro, porque eu só sabia do jogo. Mas não tenho interesse em conhecê-lo, não é o tipo de leitura que eu gosto =/

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha visto nada sobre esse livro, mas fiquei muito curiosa, pois adoro ficção cientifica, então é mais um pra minha lista!! Parabens pela resenha!!!

    Bjssssssssssssss

    ResponderExcluir