Resenha: A lista do nunca - Koethi Zan




Depois de um acidente de carro que sofreram quando ainda tinham dez anos, Sarah e Jennifer, amigas inseparáveis, passaram anos escrevendo o que chamaram de Lista do Nunca: uma lista de ações e atitudes que deveriam ser evitadas, a qualquer custo, para que se mantivessem sãs e salvas. Numa noite, no entanto, ao entrarem em um táxi, o destino das duas garotas as levou a um lugar que certamente não considerariam nem um pouco seguro. Sequestradas por um homem frio e adepto do sadismo, elas ficam acorrentadas em um porão com mais duas garotas por três anos. Dez anos depois de conseguir fugir, Sarah ainda tenta levar uma vida normal. Seu contato com pessoas se limita ao porteiro que diariamente entrega o que ela precisa para sobreviver e à sua psicóloga, que tenta ajudá-la a enfrentar cada novo dia. Seu sequestrador, porém, está prestes a conseguir uma condicional e, mais do que preparar um belo discurso de vítima, Sarah sente que este é o momento de agir. Para isso, vai enfrentar seus terríveis traumas em busca de uma história que nunca fora revelada.

A Lista do Nunca - Quando a ficção é tão assustadora quanto a realidade - Koethi Zan
Editora: Paralela
Ano: 2013
Edição: 1
Páginas: 272

Avaliação: 4

Jeniffer e Sarah passam a escrever diários com inúmeras listas para que possam sentir-se seguras e em uma zona de conforto, onde teoricamente, tais listas possam evitar conflitos e efeitos desagradáveis em suas vidas; como se pudessem controlar algo que na realidade sabemos que não há como controlar.. o destino! Afinal, como prever o que poderá nos acontecer através de listas ou táticas? O pior ainda estava por vir. Ambas são sequestradas quando estão na Univercidade e passam mais de três anos enclausuradas em um porão com Christine e Tracy sem nem mesmo ver ou ouvir qualquer fragmento do "mundo real", elas possuem umas as outras apenas, como forma de manter a sanidade diante a tantos atos de crueldade inimagináveis que sofrem nesse porão. Sem uma explicação lógica para o que possa estar ocorrendo, em alguns momentos chegam até mesmo a perder a esperança de que algum dia se verão livres daquele pesadelo inacabável! O sequestrador é alguém, teoricamente acima de suspeitas, um professor universitário que sente puro prazer em ver as meninas enfrentarem o horror que lhes é imposto!

Mesmo que não tivesse mais esperanças, Sarah, consegue fugir e libertar as demais meninas, com exceção de sua amiga Jennifer que infelizmente morre. Sarah precisa se readaptar a vida, rotina e tentar seguir em frente com uma nova identidade, porém os traumas vividos são por demais profundos e nem mesmo as inúmeras terapias dão conta de amenizar por completo suas dores, seus medos. Ao saber que Jack, seu sequestrador, pode obter liberdade, ela mergulha em uma caçada contra o tempo para encontrar o corpo de sua amiga e provar que Jack merece apodrecer no inferno.

O livro é pesado, marcante e chocante, me bateu uma angustia por toda a crueldade infligida nas meninas e vontade imensa de fazer Jack pagar por cada trauma causado!
Lembrando que por detrás de todo torturador, sequestrador e maníaco existe uma história ainda pior do que os horrores que o mesmo dispensa as suas vítimas! 
Uma história de arrepiar e causar repulsa e asco, que te prende, te surpreende e te faz ver o mundo com olhos mais abertos! E claro o autor nos surpreende quando coloca a vítima no papel de culpado.. Quando nos mostra que para cada ação há uma reação e que muitas vezes nem tudo é o que parece ser!

4 comentários:

  1. Li algo sobre este livro em outro blog e havia gostado muito até. Agora lendo a sua resenha fiquei espantada com os comentários de aflições por qual elas passaram ou passam. Não imaginava tudo isso. Preciso ler este livro e saber qual desfecho surpreendente é esse. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Karini, com certeza um livro que tenho de ler, mesmo sabendo de toda revolta que terei com a estórias e com as lágrimas que sei vou derramar.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Nossa!! Não conhecia o livro, mas agora quero ler ele de qualquer jeito!!! Pelo jeito vou me acabar de chorar, mas vou tentar ser forte e ler!!!

    Parabens pela resenha!!!

    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Olá Karini... Parabéns pela resenha, achei a historia apesar de "complexa", super interessante sobre um assunto forte, que nunca li, e isso me deixou bastante curiosa. Já adicionei este livro na minha lista de desejados e espero gostar!!

    ResponderExcluir