"Escândalo" - Therese Fowler



Novo Conceito, 2013, Ed. 1ª
Skoob: Clique aqui
Amelia Wilkes tem um pai rigoroso que não permite que ela namore, mas isso não a impede de viver um romance secreto com o cativante Anthony Winter. Desesperadamente apaixonados, os dois sonham uma vida juntos e planejam contar tudo sobre seu amor aos pais de Amelia... Mas só depois que ela completar dezoito anos — e for legalmente reconhecida como adulta. No entanto, a paixão do casal é exposta mais cedo do que o previsto... Eles são jovens, andam grudados aos seus celulares e postam todo tipo de informação — inclusive aquelas informações mais particulares, que só deveriam dizer respeito a eles mesmos — até que o pai de Amelia encontra fotos de Anthony, nu, no computador de sua filha. Poucas horas depois, Anthony é preso. Apesar dos protestos de Amelia, seu pai usa de todo o poder e influência entre os policiais, e entre os meios de comunicação, para transformar Anthony em um pervertido que caçava sua inocente filha. De mãos atadas, cabe aos dois apaixonados arriscar uma última saída, ousada e perigosa, e apagar a acusação de sexting que Anthony recebeu.



"Esc@ndalo" é um livro que tinha tudo para ser um sucesso. A temática é bem interessante e atual, pois fala do envio de imagens eróticas, o sexting. Atualmente, mais e mais pessoas realizam essa prática sem pensar nas consequências de se expor. 
No livro temos dois jovens que vivem em mundos completamente diferentes mas que estão apaixonados. 

"Estamos no mesmo barco. – As fronteiras são arbitrárias, imposições artificiais, criadas pela mão humana – também costumava lembrar. E depois havia a frase que Amelia mais gostava: - A autoridade é para ser questionada. (p. 14)

Anthony foi criado por sua mãe, que sempre batalhou muito e Amélia é filha de Harlan Wilkes, um homem milionário e influente na cidade, que vê a sua filha de 17 anos como uma criança e não acredita que ela saiba o que é melhor para ela, seja na escolha da profissão ou do futuro marido. 
Os dois jovens têm um relacionamento secreto e trocam mensagens e fotos. Um dia Harlan encontra uma foto de Anthony no computador da filha e manda prendê-lo. A partir daí, os jovens precisam encontrar meios de provar a inocência de Anthony e lutar contra as injustiças.

O ponto que mais aborreceu durante a leitura foram as descrições minuciosas de detalhes que não tinham tanta importância no enredo. Isso tornou a leitura lenta e arrastada.
Outro ponto que causou certo incômodo durante a leitura foi a construção da personagem Amelia: ela foi muito "mosca morta" o livro inteiro. Não se impôs, não se fez ouvir mesmo diante de situações graves. É o tipo de personagem que não tem carisma e não consegue agradar o leitor.

O pai da Amelia é aquela pessoa que vive com a cabeça enterrada na areia. Ele acha que sabe tudo, que sabe o que é melhor pra todos e quer que todos o obedeçam. Sabe que o dinheiro compra tudo e faz questão de usá-lo para conseguir o que quer.
Já a mãe de Anthony é comunicativa, expressiva e uma ótima ouvinte. O tipo de mãe que todos querem ter.

A escrita da autora é fluida e cheia de ritmo. Alguns leitores chamaram-na de poética, e sim, em alguns pontos a escrita é realmente poética, mas ficou faltando um tom mais incisivo (ou dramático) em alguns momentos do livro.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. Foram encontrados alguns errinhos de digitação, mas nada que interferisse na leitura. A capa não combina muito com os personagens descritos no livro.

“- Eles são tão jovens – disse a mãe. – Nós pensamos que a juventude é uma benção, mas às vezes é uma maldição.” (p. 315)

7 comentários:

  1. A história destes personagens é incrível. o que eles passaram por amor é muito triste. E realmente existem muitos pais assim neste mundo. Quero ler pra saber como vai terminar a história deles. Beijocas.

    ResponderExcluir
  2. Este livro me chama bastante a atenção pois tenho curiosidade de ler, e já li algumas resenhas sobre a historia e confesso que estou com bastante dúvida...Pois li resenhas tanto positivas ( como a sua) e negativas. Mas espero poder conferir em breve, pois amo romances!!

    ResponderExcluir
  3. Nunca vi ninguém q tenha falado q gostou desse livro.
    Varias pessoas ja me disseram inclusive q acharam a autora muito tendenciosa em certas partes, já q o livro é meio q baseado em uma experiencia q o filho dela passou. Ela fica fazendo o menino de anjo no livro o tempo todo e o pai da menina de vilão supremo.

    ResponderExcluir
  4. Você foi modesta em falar do pai dela, enterrado na areia, ele parece uma mula isso sim...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Ai, não consegui amar esse livro! Achei os personagens pouco carismáticos, a história muito enrolada... E apesar da escrita ser bonita e poética em alguns momentos, ela também acabava sendo enfadonha. E você tá certíssima, Amelia é uma monga que não faz grande coisa o livro inteiro (uma grande falha, visto que ela é a protagonista né).
    Enfim, era uma premissa tão boa, pena que não saiu algo tão interessante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Muito curioso para ler este livro, os personagens parecem ser cativantes e daqueles que ganham o leitor de cara e o faz querer ler páginas e páginas a fio!

    ResponderExcluir
  7. A resenha ficou muito boa, mas não me interessei pelo livro!!! Gostei da capa, ficou muito legal!!!

    Bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir