Divulgação: "Kriguerkan" - O braço direito do rei - Wesley Nunes


"Em um mundo conhecido como a terra de todos os deuses, é dado a um homem comum um reino perfeito, que só pode ser batizado com o nome de Paraíso. Este rei, conhecedor de sua própria velhice, decide passar o seu reino. Seus dois filhos, Gautz e Grifith, já se imaginam no lugar do pai. O rei usa sua criatividade, combinada com sua esquisitice para criar um desafio único. “Ele decide entregar o seu reino para quem lhe trouxer o melão que mais lhe agradar”. E todos no reino podem participar, desde o bobo da corte até os seus filhos. Mas como? Um paraíso será dado de bom grado a alguém que simplesmente lhe entregar um melão? Isso é só o início das aventuras e dos mistérios que envolvem Kriguerkan, este reino místico concebido de forma inigualável e rodeado de grandes guerreiros e incríveis histórias. É nomeado um novo rei e, como sua primeira atitude, ele decide realizar um desafio para compensar uma grande perda que o Paraíso tinha tido. Para este desafio, chamado “Quem será o braço direito do rei?”, foram convocados guerreiros de todas as nações em toda a terra de todos os deuses. Cada guerreiro tinha uma personalidade singular, um objetivo em mente, e habilidades especiais e inimagináveis, em uma competição da qual nenhum homem jamais sonhou participar. Os participantes são: o herói das terras gélidas, um gatuno mais rápido que o próprio vento, um lutador sem nome e sem memória, um velho guerreiro e ferreiro que já sobreviveu por mais de mil batalhas, um nobre exibido e arrogante, um bêbado, um imenso homem de comportamento doentio, um guerreiro misterioso, quieto em uma armadura, e um estranho guerreiro que alterna vários comportamentos e personalidades. O final deste desafio é imprevisível. Só há um meio de descobrir qual é: leia Kriguerkan para descobrir".




Quem é o autor de Kriguerkan???????


Sou eu o Wesley, mais um filho de uma Maria e de um José, irmão mais velho de Karoline. Apesar de ter sido criado em uma família bem tradicional e comum , sempre me considerei um pouco diferente.E o apelido de doidinho a qual era chamado na infância , prova que um pouquinho fora do padrão eu era, e ainda sou. Doidinho não do tipo de colocar fogo nas coisas nem nada do tipo, mas de ser levado pela imaginação. Você que está lendo este texto nem que pelo menos uma vez na vida , já deve ter mergulhado em seus pensamentos e de tão envolvido seu corpo se movia sem ao menos você notar. Isso acontecia comigo varias vezes , gerando diversas situações engraçadas.

O tempo passou e essa fase única e especial da infância deu lugar a adolescência e a vida adulta , deixando lembranças e muita saudade. A imaginação e a criatividade foi adormecendo conforme eu crescia.
Já um homem fui trabalhar para pagar a faculdade e com muito orgulho me formei em designer. Contando um pouco de como foi a minha vida acadêmica. Existia pequenos intervalos entre o photoshop , as ideias para banners e as inúmeras ilustrações, que era ocupado por trabalhos escritos ,aonde todos se recusavam fazer. Devido a trabalhar em um call center somente por 6 horas (que valem por 12) sobrou para mim está farda missão.
O que de começo era algo cansativo e chato foi se transformando em um imenso prazer , preencher aquela folha de palavras , frases, parágrafos, me dava uma tranquilidade , uma sensação ótima impossível de descrever. Impossível de descrever? Isso não existe no vocabulário de um escritor. Deixa eu ver...
Sabe quando você faz algo tipo jogar bola , vídeo game , assistir um filme , dançar, fazer um desenho. Passam horas e você nem percebe , ou melhor dizendo , parece que se passaram alguns minutos. Pois é .Era exatamente assim que eu me sentia quando escrevia , porem, algo estava errado , sentia que faltava algo , ir mais além.
No final da faculdade , um senhor oriental de seus 40 anos que me observa com atenção , simplesmente me chamou de canto e disse:
- Por que você não escreve um livro?
Achei que fosse gozação , fiquei inseguro , achava até que seria perda de tempo. Que pecado teria cometido se tivesse desistido e como agradeço a este senhor oriental , que está ao meu lado até hoje. E aquela criatividade, aquela imaginação que parecia perdida , ressurgiu, melhor do que antes, porque ela foi nutrida pelo conhecimento. Hoje vejo como é maravilhoso criar mundos , personagens e historias.

Se divertir e se emocionar com as próprias historias e melhor ainda , fazer tudo isso as pessoas a minha volta.É somente isso que eu quero, ter a oportunidade de lhe contar uma historia , de te divertir , te emocionar e quem sabe com tudo isso te fazer refletir em relação ao mundo que está a sua volta. Sempre que tenho a oportunidade uso este parágrafo, seja em um e-mail, numa descrição , em um cartaz , já até mandei fazer camisas. ele retrata o que desejo com a minha carreira de escritor. Falando um pouco sobre as minhas inspirações.
Aficionado por mitologia desde a grega até a africana. 
Sou daqueles que vê genialidade em Hamelt e também no Batman.

Cresci vendo o finalzinho da tv manchete e seus clássicos e tenho uma paixão por mangas e animes (que vejo até hoje). Se por um acaso soubesse desenhar o meu livro seria um manga ou quadrinho. Brincadeirinha rs.Joguei mais final fantasy do que deveria, sempre que olho para o dedão acho que tem uma bolha.

Me surpreendi com a genialidade de Isaac Asimov, bato no peito com orgulho que sou da geração Harry Potter , me inspiro em Tolkien, mas não tento imitar ou superar a sua obra (impossível). Já dei inúmeras gargalhadas com Douglas Adams, compro tudo que tenha em alguma parte o nome Alan Moore. Já fui desde revolução francesa até o admirável mundo novo e no meio do caminho conheci Dom Quixote. Sou mais um que está esperando ansiosamente pelo próximo livro das crônicas de gelo e fogo de George R.R. Martin , tentei por muitas vezes tentar resolver os mistérios antes de Sherlock Holmes e pirei ao entender a piração de Neil Gaiman.
Então é isso, se você leu até está parte muito prazer sou Wesley Nunes. Temos chance de ser grandes amigos pois você já me conhece muito bem.



Editora: Biblioteca24horas

ISBN: 9788541605373
Ano: 2013


Edição: 1
Páginas: 374
Facebook: Clique aqui
Skoob: Clique aqui

7 comentários:

  1. Achei a história bem criativa e encantadora. Não conhecia , mais teria prazer em conhecer e ler esta obra tão linda. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol, comecei a rir só por conta da sinopse, fico imaginando então as peripécias que serão contadas no livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Olá Carol!! Nossa que super indicação de livro =)
    Não conhecia mas só de ler sua sinopse, já ache realmente demais =)
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Fico muito contente em saber que minha obra está despertando a curiosidade de vocês. Agradeço pelos elogios, fico até meio sem jeito

    Estarei aqui para responder qualquer dúvida , ou esclarecer qualquer curiosidade.

    ResponderExcluir
  5. É um prazer conhecer o Wesley!! Achei muito interessante o livro imagino que deve ser bem engraçado de ler!!! Vai pra minha lista com certeza!!!

    Bjssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prazer é todo meu Marcilene!!!! Tem de tudo!!!!!!!!!!Momentos para rir , tem hora que da vontade de chorar . Quando pensar que já viu de tudo,ou melhor sentiu de tudo, ficará eufórica ao ,será transportada para uma aventura e tudo isso em um tom épico em meio a uma grande fantasia.
      Agradeço por estar na sua lista e desejo uma ótima leitura Marcilene.
      Beijos

      Excluir
  6. O livro é muito bom! Super recomendo!

    ResponderExcluir