Resenha: A Missão - Mundo em Caos - Livro 02 - Patrick Ness

9.10.13


Nós estávamos na Praça, na praça onde eu iria correr, segurando ela, carregando ela, dizendo-lhe para permanecer viva, permanecer viva até que nós estivéssemos seguros, até que chegássemos ao paraíso, assim, poderiam salvá-la - mas não havia nenhuma segurança, nenhuma segurança em nada, havia apenas ele e seus homens... Fugindo anteriormente de um exército implacável, Todd deixou Viola ser desesperadamente ferida direto nas mãos de seu pior inimigo, o prefeito Prentiss. Imediatamente separado de Viola e preso, Todd é forçado a aprender os caminhos da nova ordem do prefeito. Mas que segredos se escondem fora da cidade? E onde está Viola? Ela ainda está viva? E qual é a misteriosa resposta? E então, um dia, as bombas começam a explodir... "A Missão" é um romance tenso, chocante e profundamente comovente de resistência sob a pressão mais extrema. Este é o segundo título da trilogia "Mundo em Caos".

Editora: Pandorga

Ano: 2012
Edição: 1
Páginas: 492
Tradutor: Marcelle Barros Soares
Nota:4


A Missão é tão boa quanto seu antecessor e nele continuamos acompanhando a busca de Todd juntamente com seu cão e Viola que estão vivendo aventuras em busca de desvendar os mistérios que os cercam. 

Para aqueles que ainda não leram a resenha do primeiro livro, poderão fazer aqui: O Motivo.

Como mencionei anteriormente o que me atraiu bastante nessa distopia são as peculiaridades criadas pelo autor, como o cão ter pensamentos e falar.. não como nós, mas de uma forma que possamos entender o que está querendo expressar.. claro que não como um humano.. rs Isso é bizarro e ao mesmo tempo diferente!

A Missão segue na sequência exata onde O motivo termina o que achei fantástico, pois me irritam séries e sagas, onde o autor meio que se perde na sequência, contando a história de um ponto que sequer existiu antes, deixando zilhões de pontas soltas e etc.. Isso não acontece em A missão.. pois Patrick tem a maestria de escrever com perfeição e é como se não tivéssemos parado a leitura. 
Viola e Todd estão tendo que enfrentar as adversidades, cada um por si, já que foram separados. Todd tendo que lidar com o prefeito cuja cede de poder só cresce e Viola na área mais "frágil", junto às mulheres. Viola tem a força e destreza para lutar pelo que acredita e consegue reunir um grupo disposto a lhe seguir. O que lhe dá essa força é Todd, pois nele ela vê tudo que pode ainda possuir após a perda de sua família! 

A relação e sentimento entre os personagens é algo lindo de se ver. Não como estamos acostumados, é algo que vai além do toque, de beijos e etc.. é algo muito mais profundo que está enraizando-se a cada momento e a força desse sentimento consegue nos atingir em cheio. Esse sentimento é algo palpável mesmo que não seja tão perceptível para eles ainda! Ou melhor, ambos não conseguem de fato decifrar o que sentem um pelo outro! Essa parte da história é de uma sensibilidade que eu simplesmente adorei! O autor me cativou em cheio!


As facções A resposta e A pergunta estão cada vez se acirrando e terá uma grande parte nessa história, principalmente A resposta comandada por Viola, que a meu ver tem um grande destaque nesse volume!

Bom.. O que tenho a dizer é que fiquei realmente impressionada com o desenrolar da história e habilidade do autor em descrever as cenas e entrelaçar os acontecimentos. Certamente mais uma distopia que me ganhou e me deixou ansiosa pela sua continuação!
A Missão é tão boa quanto seu antecessor e nele continuamos acompanhando a busca de Todd juntamente com seu cão e Viola que estão vivendo aventuras em busca de desvendar os mistérios que os cercam. 

Para aqueles que ainda não leram a resenha do primeiro livro, poderão fazer aqui: O Motivo.

Como mencionei anteriormente o que me atraiu bastante nessa distopia são as peculiaridades criadas pelo autor, como o cão ter pensamentos e falar.. não como nós, mas de uma forma que possamos entender o que está querendo expressar.. claro que não como um humano.. rs Isso é bizarro e ao mesmo tempo diferente!

A Missão segue na sequência exata onde O motivo termina o que achei fantástico, pois me irritam séries e sagas, onde o autor meio que se perde na sequência, contando a história de um ponto que sequer existiu antes, deixando zilhões de pontas soltas e etc.. Isso não acontece em A missão.. pois Patrick tem a maestria de escrever com perfeição e é como se não tivéssemos parado a leitura. 
Viola e Todd estão tendo que enfrentar as adversidades, cada um por si, já que foram separados. Todd tendo que lidar com o prefeito cuja cede de poder só cresce e Viola na área mais "frágil", junto às mulheres. Viola tem a força e destreza para lutar pelo que acredita e consegue reunir um grupo disposto a lhe seguir. O que lhe dá essa força é Todd, pois nele ela vê tudo que pode ainda possuir após a perda de sua família! 

A relação e sentimento entre os personagens é algo lindo de se ver. Não como estamos acostumados, é algo que vai além do toque, de beijos e etc.. é algo muito mais profundo que está enraizando-se a cada momento e a força desse sentimento consegue nos atingir em cheio. Esse sentimento é algo palpável mesmo que não seja tão perceptível para eles ainda! Ou melhor, ambos não conseguem de fato decifrar o que sentem um pelo outro! Essa parte da história é de uma sensibilidade que eu simplesmente adorei! O autor me cativou em cheio!


As facções A resposta e A pergunta estão cada vez se acirrando e terá uma grande parte nessa história, principalmente A resposta comandada por Viola, que a meu ver tem um grande destaque nesse volume!

Bom.. O que tenho a dizer é que fiquei realmente impressionada com o desenrolar da história e habilidade do autor em descrever as cenas e entrelaçar os acontecimentos. Certamente mais uma distopia que me ganhou e me deixou ansiosa pela sua continuação!

16 comentários

  1. Olá, Karini! Não li o início da resenha de "A Missão", por não ter lido o primeiro volume ainda. Pelo que li na resenha de "O Motivo", e comentei no post, esta parece ser uma distopia super, super interessante! Tirando o fato de que ainda não me conformei com o cachorro falante, hahaha. Fiquei contente por você ficar impressionada com o desenvolvimento da história; pelo visto, criatividade na mente do autor não falta! A capa segue o mesmo padrão da primeira, o que é legal, por um lado... e ruim por outro, porque essas capas não me atraíram. Porém, no geral, fiquei ainda mais curiosa pra ler logo o primeiro título da série. Beijocas.

    ResponderExcluir
  2. Oi, :)


    Depois de ter lido a resenha de 'O Motivo' e já ter ficado super curiosa, com essa distopia que parece tão diferente, fiquei feliz que, pelo modo que você falou, o segundo conseguiu ser tão bom quanto.


    É tão ruim quando boas histórias se perdem...;/ Mas, me faz dar ainda mais um voto de confiança, saber que essa é exceção *-*


    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  3. Oi Karini, tudo bom? ((:
    eu já fui logo lendo a sinopse... e já recebo essa de que a Viola tá ferida/a beira da morte e ainda foi separada do Todd??? Realmente, spoilers são malvados ):
    devido a isso não li a resenha completa, mas pude ver que você também adorou esse segundo volume! \o . Ainda estou esperando sair do meu período de "abstinência de compras" pra poder adquirir o primeiro volume ]: mas vou estar na torcida pro terceiro livro não desapontar! ^-^


    Beeeeijinhos :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua descrição à sua sensação causada pela leitura :D Hoje em dia eu quase não leio livros que toquem com os sentimentos do enredo, dos personagens envolvidos e tal... tudo está quase tão superficial. Não sabia que era Distopia o.O como este é o segundo volume vou me atentar para conseguir o volume 1 o quanto antes, sem falar na curiosidade com relação aos cães e sua comunicação parecida com a nossa.


    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Até hoje não entendi como um cão pode falar e ter pensamentos mas não como nós, desde a outra resenha isso ficou meio mal explicado, mas acho que pra entender mesmo só lendo o livro, rsrsrs.
    Eu concordo com você, é maravilhoso quando o autor continua uma série exatamente do lugar onde o outro parou, isso é maravilhoso *o*, acho que faltam mesmo distopias originais e fico feliz de saber que essa é.
    OBS: tem parágrafos repetidos nessa resenha, não sei como o pessoal não percebeu...

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que esta série é interessante mesmo, mas cá para nós, estas capas não ajudam em nada!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Bem ainda nao li nenhum livro da serie, mas ja fiquei bem curiosa pra poder lelo logo! Achei a capa bem feia para um enredo tao bom.




    xx

    ResponderExcluir
  8. ♪ Dαyαnє ♪29 outubro, 2013

    Respondendo meu comentário =]

    ResponderExcluir
  9. ♪ Dαyαnє ♪29 outubro, 2013

    Respondendo meu comentário

    ResponderExcluir
  10. ♪ Dαyαnє ♪29 outubro, 2013

    Respondendo meu comentário :S

    ResponderExcluir
  11. Amanda Costa29 outubro, 2013

    Amanda Costa..

    ResponderExcluir
  12. ♪ Dαyαnє ♪30 outubro, 2013

    Identificando-me :D

    ResponderExcluir
  13. Acabei de descobrir esses livros e estou cada vez mais a fim de ler!! Vou acrescentar na minha lista de compras urgentes!!!

    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir

© MIX LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por