Resenha: O Anjo de Hitler - William Osborne


Leni tem catorze anos, é austríaca, judia e muito corajosa. Refugiada na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, certo dia é convocada pelo almirante MacPherson para a missão mais perigosa de sua vida... Otto é alto, bem magro, tem olhos castanhos e vive na Inglaterra - sua família foi aprisionada pelos nazistas. Ele adora se meter em confusão e é por isso que, quando o almirante sugere que ele ajude o governo inglês numa missão ultrassecreta, ele aceita na hora. Otto e Leni são enviados à Alemanha para resgatar uma garotinha chamada Angelika. Pouco se sabe sobre essa pequena órfã misteriosa em quem a Inglaterra tanto aposta como a arma secreta que colocará o ponto final naquela guerra sangrenta. Leni, Otto e Angelika enfrentam grandes desafios, descobrem segredos importantíssimos e acabam mudando os rumos deste episódio tão marcante para a história.
Editora: SeguinteAno: 2013
Edição: 1
Páginas: 272
Tradutor: Alyne Azuma
Nota:4


Este livro retrata momentos vividos por dois jovens na época da Segunda Guerra Mundial.
O primeiro ministro com intuito de acabar com o governo de Hitler resolve treinar dois jovens desconhecidos e enviá-los para a Alemanha.

Esses jovens recrutados, Otto e Leni, como são chamados a partir do recrutamento, vão de encontro a algo que jamais imaginaram e enfrentarão momentos intensos e marcantes em suas vidas.

Os dois jovens fingem serem irmãos e encarnam nazistas a fim de salvar Angelika, que está sendo mantida em um convento na Alemanha.


O Anjo de Hitler é um livro que me impressionou bastante. A princípio achei que fosse algo chato e com detalhes maçantes, porém a história se revelou muito interessante com essa sacada dos protagonistas adolescentes e também com a riqueza de detalhes que faz com que possamos de fato imaginar cada coisa que está sendo narrada.

Os personagens são bem construídos e suas personalidades delineada de forma a surpreender o leitor em relação ao ambiente onde à história é descrita. Apesar de Otto ter uma personalidade bastante branda e um jeito mais quieto, ele me encantou, pois era de se esperar alguém mais calejado por conta dos problemas enfrentados, mas ele tem um Q de doçura e delicadeza que realmente me fez gostar ainda mais dele. Enquanto Leni é seu oposto e também me encantou muito, pois de uma mulher, se espera atitudes menos audaciosas. Mas Leni é alguém que se impõe e mostra a que veio!

A história, apesar de se passar na época da Guerra, não é algo violento e recheado de adrenalina, acredito que o autor quis  nos agraciar com uma espécie de introdução, já que ele deixa margem para um segundo livro. Porém o final me agradou muito, pois o autor surpreende com sua linha de raciocínio!

A capa, revisão e diagramação estão impecáveis!
Recomendo!  

5 comentários:

  1. Sinceramente depois que eu li A menina que roubava livros fiquei mega interessada nos Livros relatados em períodos de guerra e esse me pareceu maravilhoso..e não é por nada não. .mas agora fiquei super curiosa para saber o porquê da Angelika estar isolada..e esse titulo que envolve a palavra Anjo me cativou *-* adorei sua resenha bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi, :)

    Já ouvi falar do livro, mas nunca tinha lido uma resenha dele até agora.

    Fiquei um tanto curiosa principalmente pelo modo como você descreveu os personagens; por eles terem de surpreendido... só pelo modo que falou deles deu pra sentir que você acreditou em suas histórias e amo histórias que me dão isso *-*

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  3. Caramba, sou tão assim com livros assim.. Nunca consegui terminar A menina que roubava livros. Mas talvez eu deva dar uma chance. Enfim, obrigada pela resenha!

    ResponderExcluir
  4. O livro parece fluir bem rápido e até que me interessou um pouquinho

    ResponderExcluir
  5. Não sei se essa seria uma leitura que me agradaria, mas como ultimamente ando amaaaando história, acho que até que seria uma leitura proveitosa.
    Creio que não seria uma compra que eu daria prioridade, mas acho que se tivesse a oportunidade, eu daria uma chance para "O Anjo de Hitler". Acredito que esse tipo de livro é escrito para nos surpreender, para justamente pegar os leitores que não estão muito habituados a esse tipo de história, e poder nos mostrar e ensinar sobre esse tema tão importante que é o Nazismo, porém, de uma forma mais fluída e fácil de entender.

    Entrou para a minha lista de possíveis leituras u_u

    Beeeeijinhos e um ótimo fim de semana! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir